tradutor com bandeiras. Google Translate

terça-feira, 13 de outubro de 2020

AS PEDRAS AMALDIÇOADAS DE POMPEIA

 



Uma mulher canadiana devolveu por correio cinco peças que retirou de Pompeia, durante uma viagem que realizou ao local em 2005, indicando que os artefactos a amaldiçoaram.

A mulher, que é identificada apenas como Nicole, enviou as peças por correio para o Parque Arqueológico de Pompeia, com uma carta a assumir o roubo e a explicar o porquê da decisão de devolvê-las.

Sublinhe-se que a mulher levou dois azulejos, duas peças de uma ânfora e um pedaço de cerâmica proveniente de um muro.

"Queria ter um pedaço de história que não pudesse ser comprado", justificou a mulher, explicando que na altura era "jovem e estúpida". "As pessoas morreram de uma forma horrível e eu trouxe coisas relacionadas com esse tipo de destruição", lamentou.

Depois de regressar daquela viagem, disse Nicole, foi-lhe diagnosticado cancro de mama duas vezes, o que resultou numa mastectomia dupla, e a sua família foi afetada por problemas financeiros.

Recorde-se que a antiga cidade foi destruída durante uma erupção do vulcão Vesúvio, no ano 79.

Ao longo dos anos, garantiu uma porta-voz do parque à CNN, quase uma centena de turistas devolveu artefactos que havia retirado durante visitas a Pompeia. As peças foram devolvidas juntamente com cartas onde os visitantes "garantiam que davam má sorte", disse a mesma responsável.

O Antiquário de Pompeia tem em exibição uma seleção dessas cartas e artefactos devolvidos porque, ainda que o valor das peças não seja significativo, as cartas têm interesse de um ponto de vista antropológico.

Sem comentários:

ATRASE O RELÓGIO ESTE FIM DE SEMANA

                               Já notamos que os dias estão a ficar mais curtos e com menos horas de luz solar. A tempestade Bárbara que est...