tradutor com bandeiras. Google Translate

quinta-feira, 5 de novembro de 2020

MACRON DEFENDE MAIOR REFORÇO EM CONTROLO DE FRONTEIRAS COM ESPANHA

 


Espanha é uma das principais portas de entrada em França de imigrantes ilegais, que chegam da costa do Norte da África.

O Presidente francês vai esta quinta-feira à fronteira franco-espanhola, em Perthus, numa viagem dedicada ao "reforço do controlo fronteiriço", no âmbito da luta contra a imigração ilegal e o terrorismo, anunciou o Eliseu.

Acompanhado do ministro do Interior, Gérald Darmanin, e do secretário de Estado dos Assuntos Europeus, Clément Beaune, Emmanuel Macron visitará um posto de fronteira para veículos que entram em território francês e também o Centro de Cooperação Policial e Aduaneira (CCPD) du Perthus.

Espanha é uma das principais portas de entrada em França de imigrantes ilegais, que chegam da costa do Norte da África.

O chefe de Estado apelou, na terça-feira, a uma resposta europeia comum contra o terrorismo, um dia depois do atentado islamita em Viena, que provocou quatro mortos, e depois dos recentes atentados em França, incluindo o assassínio do professor Samuel Paty por mostrar caricaturas de Maomé.

Vários dos ataques recentes na Europa mostram lacunas na cooperação europeia, particularmente na vertente da informação.

O atentado de Nice foi cometido por um jovem tunisino recém-desembarcado clandestinamente em Lampedusa (Itália) e o de Viena por um simpatizante do grupo jiadista Daesh (autoproclamado Estado Islâmico).

Os serviços de informação da Eslováquia sinalizaram a Viena o autor do atentado, mas o alerta não teve consequências.

Para Paris, todos os países europeus são agora potenciais alvos de ataques terroristas.

"A ameaça terrorista é forte e atinge toda a Europa Ocidental", alertou o ministro do Interior da França, Gerald Darmanin.

Os 27 têm-se esforçado por reforçar a cooperação nesta área, tentando controlar "quem detém armas, quem financia o terrorismo", removendo conteúdos terroristas da Internet, fiscalizando "informação sobre passageiros de voos, sobre ficheiros Schengen ou mesmo trocando informações judiciais com a Europol", disse o coordenador nacional francês de informação e luta contra o terrorismo, Laurent Nunez, em declarações à agência de notícias francesa AFP.

A Alemanha, que atualmente preside ao Conselho Europeu, incluiu a luta contra o terrorismo na lista de questões de uma reunião de ministros do Interior dos 27, a realizar em 13 de novembro, dando particular atenção à remoção de conteúdos terroristas online e trocas de informações sobre os utilizadores desses dados.

Emmanuel Macron e o chanceler austríaco, Sebastian Kurz, também agendaram uma videoconferência para o início da próxima semana dedicada à luta comum europeia contra o terrorismo.

Sem comentários:

VIDEO: MÃE QUER DOAR FILHA POR NÃO TER DINHEIRO PARA COMIDA

  Mãe de 17 anos quer doar a filha de 7 meses por não ter dinheiro para comprar comida para ela "Não aguento mais ver minha filha passa...