Translate

domingo, 29 de novembro de 2020

MÉDICO DE DIEGO MARADONA INDICIADO POR HOMICÍDIO POR NEGLIGÊNCIA

 


Depoimentos das três filhas do jogador foram fundamentais.

O médico pessoal de Diego Armando Maradona foi indiciado por homicídio por negligência, no seguimento do inquérito instaurado pela Justiça argentina à morte do jogador.

Leopoldo Duque terá deixado de acompanhar o antigo futebolista em permanência após a alta médica que se seguiu a uma cirurgia no mês passado, limitando-se a prescrever o tratamento por telefone aos enfermeiros.

A polícia efetuou buscas este domingo à residência e ao consultório do clínico e investiga se houve negligência em torno da morte de Maradona.

De acordo com a imprensa argentina, os depoimentos das três filhas do jogador foram fundamentais para a abertura do processo.

CONHECIDOS OS DADOS PRELIMINARES DA AUTÓPSIA A DIEGO MARADONA

Segundo a imprensa argentina, Maradona, que treinava os argentinos do Gimnasia de La Plata, sofreu uma paragem cardíaca na sua vivenda em Tigre, na província de Buenos Aires.

O último dia da vida de Diego Armando Maradona tinha começado como era habitual nos últimos tempos. Acordou cedo e saiu para uma caminhada pelo bairro, acompanhado por um psicólogo, uma psiquiatra e uma enfermeira.

No regresso foi descansar, mas já não reagiu quando tentaram mais tarde dar-lhe a medicação.

Depois de declarado o óbito, o corpo seguiu para a morgue e o jornal argentino Olé divulgou, entretanto, os dados preliminares da autópsia.

O relatório revela que a morte foi causada por uma insuficiência cardíaca aguda num paciente com cardiomiopatia dilatada e insuficiência cardíaca congestiva crónica, que gerou um edema agudo de pulmão.

Os problemas de saúde do ex-jogador eram há muito conhecidos e já tinham levado o astro argentino a ser operado a um edema cerebral no início deste mês.

O LEGADO DE "EL PIBE"

A carreira de futebolista, de 1976 a 1997, ficou marcada pela conquista, pela Argentina, do Mundial de 1986, no México, e os dois títulos italianos e a Taça UEFA vencidos ao serviço dos italianos do Nápoles.

O Presidente argentino, Alberto Fernández, decretou três dias de luto nacional pela morte de Maradona, cujo velório e funeral, marcados por alguns tumultos, se realizaram na quinta-feira, em Buenos Aires.

Sem comentários:

TRÊS DOSES DA VACINA DA PFIZER SÃO EFICAZES CONTRA VARIANTE OMICRON

A vacina contra a covid-19 desenvolvida pelas empresas Pfizer e BioNTech "ainda é eficaz" contra a variante ómicron do vírus com &...