Translate

terça-feira, 6 de abril de 2021

VACINA FRANCESA DA VALNEVA MOSTRA RESULTADOS POSITIVOS NOS PRIMEIROS ENSAIOS


A empresa está em conversações com a União Europeia para fornecer 60 milhões de doses aos Estados-membros.

A empresa francesa de biotecnologia Valneva está a desenvolver uma vacina contra a covid-19 que mostrou resultados positivos nos ensaios clínicos em fase inicial. O fabricante informou esta terça-feira que planeia lançar um ensaio de fase três ainda este mês.

A vacina da Valneva foi testada em 153 adultos com base num calendário de duas doses com três semanas de intervalo entre as inoculações. Segundo a empresa, os resultados mostram que o imunizante é “seguro” e foi “bem tolerado em todos os grupos testados, sem preocupações de segurança identificadas por um conselho de monitorização de segurança de dados independente".

Citada pela agência Reuters, a Valneva adiantou também que a vacina é "altamente imunogénica", isto é, consegue gerar uma resposta imunológica, com "mais de 90% de todos os participantes no estudo" a desenvolverem níveis significativos de anticorpos contra o novo coronavírus.

A empresa está em conversações com a União Europeia para fornecer 60 milhões de doses aos Estados-membros. A Valneva já assinou um acordo com o Reino Unido para fornecer até 190 milhões de doses até 2025.

O fabricante francês de vacinas informou que vai iniciar, ainda em abril, um grande ensaio em fase avançada, sujeito a aprovação regulamentar. Os resultados das fases 1 e 2 mostram que a vacina desencadeou mais anticorpos face aos observados em doentes que recuperaram da covid-19.

Até agora não foram registadas preocupações de segurança, uma vez que a maioria dos efeitos secundários verificados foram semelhantes àqueles que foram observados com as restantes vacinas, incluindo dores de cabeça e fadiga.

O imunizante da Valneva utiliza um vírus inativado, uma abordagem mais tradicional do que a tecnologia utilizada pelas vacinas da AstraZeneca/Oxford, Pfizer/BioNTech e Moderna, centradas na resposta imunitária à proteína do pico, utilizada pelo SARS-CoV-2 para infetar as células humanas.

A Valneva já desenvolveu antes uma vacina aprovada para a encefalite japonesa, uma infeção disseminada por mosquitos.

Sem comentários:

EXTRADITADO PARA CABO VERDE HOMEM QUE MATOU AGENTE DA PSP EM 2005 NA AMADORA

O cidadão cabo-verdiano cumpriu em Portugal 17 dos 23 anos de prisão a que tinha sido condenado pelo homicídio de Irineu Diniz. O homem que ...