Translate

sábado, 17 de julho de 2021

PILOTOS DA TAP APROVAM PROPOSTA SINDICAL DE NÃO ACEITAR VOOS EM FOLGAS E FÉRIAS


Os pilotos da TAP decidiram este sábado em assembleia convocada pelo Sindicato dos Pilotos da Aviação Civil (SPAC) não aceitar voos em folgas e em férias, votando esmagadoramente a proposta sindical nesse sentido.

Fonte do SPAC disse à Lusa que 96% votaram a favor da proposta, dois por cento contra e dois por cento abstiveram-se.

A assembleia de empresa convocada pelo SPAC destinou-se a debater o despedimento coletivo anunciado de 35 profissionais e decidir a aceitação ou não de realizar voos em férias e folgas.

Numa convocatória enviada esta semana aos associados, a que a Lusa teve acesso, o sindicato explicava que "a pedido expresso e urgente da direção do SPAC e tendo em conta a especial gravidade do momento laboral" que se atravessa, o presidente da mesa da assembleia-geral convocou a assembleia de empresa dos pilotos da TAP Air Portugal.

Esta segunda-feira, o SPAC apelou para que os associados não realizem voos em folga e férias e não "aceitem qualquer atividade que não esteja planeada", para combater o despedimento coletivo na TAP.

Numa carta, a que a Lusa teve acesso, os pilotos voltaram a contestar este processo, que envolve 35 profissionais, referindo que os "fundamentos são ilegais, incompreensíveis e sem justificação".

"Apelamos a todos os pilotos que, enquanto pairar esta ameaça de despedimento coletivo, não realizem voos em folga e férias e não aceitem qualquer atividade que não esteja planeada. Não contribuam para despedir os vossos colegas", salienta o SPAC.

"A TAP entende que não precisa desses 35 pilotos para realizar a operação. Porém, o que se verifica é que a TAP, apesar de ter um número de pilotos que considera excessivo, recorre ao trabalho em férias e folgas para resolver os problemas de planeamento", disse o sindicato.

O processo de despedimento coletivo de 124 colaboradores iniciado em 7 de julho pela TAP abrange 35 pilotos, 28 tripulantes de cabina, 38 trabalhadores da manutenção e engenharia e 23 funcionários da sede, segundo uma mensagem enviada pela administração aos trabalhadores.

Sem comentários:

ISABEL DOS SANTOS AFASTADA DA GALP POR UM TRIBUNAL ARBITRAL DA HOLANDA

Ações que saem da mão de Isabel dos Santos têm um valor que ronda os 700 milhões de dólares. De acordo com um comunicado da Sonangol, o trib...