Translate

quinta-feira, 8 de julho de 2021

PSP DESTRUIU 240 MIL ARMAS DESDE 2013. SÓ HOJE FORAM 17 MIL


Armas destruídas foram utilizadas em crimes ou entregues voluntariamente pelos proprietários. A maioria das entregas voluntárias foram efetuadas por caçadores, mas também houve militares a desfazerem-se de armamento de guerra

A PSP destruiu, nesta quinta-feira, mais de 17 mil armas. Muitas foram declaradas como perdidas a favor do Estado depois de terem sido usadas em crimes, mas 4686 delas foram entregues voluntariamente pelos seus proprietários, no âmbito da lei que proíbe a detenção de caçadeiras, pistolas ou revólveres sem um fim específico. Com estas 17 mil armas destruídas sobe para quase 240 mil o número de armas retiradas das ruas, desde 2013. E munições foram já 19 toneladas.

Na montra montada à porta da sucata da Maia onde decorreu a operação viam-se shotguns, espingardas de canos serrados, pistolas e alguns revólveres. Havia também armas de airsoft a imitar armamento de guerra, bastões, soqueiras e até armadilhas para animais. Contudo, segundo o diretor do Departamento de Armas e Explosivos da PSP, superintendente Pedro Moura, a maioria das armas a destruir seriam caçadeiras. "O número de armas entregues tem rondado as 20 mil por ano e a maioria são armas de caça. São espingardas ou carabinas, porque também são essas armas que mais estão licenciadas em Portugal", referiu.

O oficial da PSP destacou ainda a entrega de "armas automáticas longas, sobretudo as que estão relacionadas com a atividade militar". "Temos registado a entrega por parte de militares, com uma idade mais avançada, de um número significativo de armas, muitas delas vindas do Ultramar. Pela sua perigosidade, a entrega destas armas aumenta o sentimento de segurança", alegou.

Presente na operação desta quinta-feira, o secretário de Estado da Administração Interna, Antero Luís, destacou "uma espécie de amnistia" que fomentou a entrega de armas e que, defendeu, "tem dado bons resultados". O governante referia-se ao período entre março deste ano e o dia 23 de junho, durante o qual toda e qualquer entrega de arma ilegal não teve repercussão criminal.

Sem comentários:

ISABEL DOS SANTOS AFASTADA DA GALP POR UM TRIBUNAL ARBITRAL DA HOLANDA

Ações que saem da mão de Isabel dos Santos têm um valor que ronda os 700 milhões de dólares. De acordo com um comunicado da Sonangol, o trib...