Translate

sexta-feira, 9 de julho de 2021

PÚBLICO REGRESSA AOS ESTÁDIOS NO INÍCIO DA ÉPOCA


A Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP) revelou esta sexta-feira que o público estará de regresso aos estádios de futebol das competições profissionais no arranque da época 2021/22, coma DGS a dar autorização para 33% da lotação dos espaços.

"No seguimento das reuniões levadas a cabo nas últimas semanas com o Governo e a DGS foi hoje (sexta-feira) definida a norma que será aplicada ao regresso do público aos Estádios. Depois de uma luta da direção da Liga e das Sociedades Desportivas, é com enorme satisfação que vemos concretizada a reivindicação da Liga Portugal e das suas associadas de ter os adeptos de regresso aos estádios", escreveu o organismo que gere o futebol profissional numa nota no site oficial.

Segundo avança a Liga de Clubes, a Direção Geral de Saúde "irá, brevemente, publicar todas as regras e condições de acesso do público aos estádios, acordadas com a Liga Portugal, destacando-se desde já que as competições profissionais arrancarão com a possibilidade de 33% de lotação dos recintos".

No entanto, para acederem aos estádios os adeptos têm de "apresentar Certificado Digital Covid-19 que comprove vacinação completa, teste negativo nas 48 horas anteriores ou verificação de cura até 180".

"Todas as infraestruturas desportivas deverão cumprir o plano de contingência já definido para a época 2020-21 para cada um dos estádios das competições profissionais", acresce a nota, complementando que "os limites de lotação e condições de acesso serão reavaliados ao longo da época, em função da evolução epidemiológica do País e da progressão do processo de vacinação e consequente alcance da imunidade de grupo".

A LPFP, juntamente com as SAD dos clubes, apelam "a toda população, e em especial neste momento ao segmento mais jovem, para que participem no processo de vacinação em curso na certeza que este será determinante para permitir o regresso à tão ambicionada normalidade".

Sem comentários:

FALTAS AO TRABALHO PARA RECEBER VACINA SÃO JUSTIFICADAS

A Autoridade para as Condições do Trabalho (ACT) esclarece que a ausência ao trabalho para a toma da vacina contra a covid-19 "é justif...