Translate

segunda-feira, 22 de novembro de 2021

VÍDEO: POLÍCIA JÁ IDENTIFICOU SUSPEITO QUE MATOU CINCO PESSOAS EM DESFILE DE NATAL


Homem a bordo de SUV matou quatro mulheres um homem durante celebração em Waukesha. Polícia descarta terrorismo, mas suspeito está indiciado por cinco crimes de homicídio.

Não está a ser tratado como terrorismo, mas é impossível não recordar casos que causaram semelhante horror, na Europa e nos EUA, de ataques recorrendo a carros para atropelar multidões. Este domingo, ao final da tarde, nos EUA, um homem que a polícia deteve e identificou como Darrell E. Brooks, a bordo de um SUV em fuga de um "incidente doméstico", destruiu várias barreiras, entrou a grande velocidade pelo percurso do desfile de Natal de Waukesha, no Estado do Wisconsin, e matou pelo menos cinco pessoas. Deixou ainda 48 feridos, incluindo 18 crianças.

A contabilidade final ainda está por apurar há ainda feridos em estado crítico, dez das crianças estavam nos Cuidados Intensivos e duas com um quadro clínico muito reservado. Dan Thompson, chefe da polícia local disse, em conferência de imprensa, que não foi encontrada, para já, nenhuma relação com terrorismo doméstico ou internacional. As vítimas mortais são quatro mulheres e um homem, com idades entre os 52 e os 81 anos.

Darrell Brooks, um homem de 39 anos, terá agido sozinho e está indiciado, para já, por cinco crimes homicídios. Durante o incidente, um agente no local disparou contra o carro, mas ninguém foi atingido, também porque o polícia decidiu não continuar os disparos, dada a confusão que se instalou no local.

Imagens chocantes

As imagens do atropelamento que surgiram esta segunda-feira nos média e nas redes sociais demonstraram bem o pânico sentido e o horror provocado pela destruição de vidas por um carro a alta velocidade.

Membros da banda filarmónica local foram abalroados pelas costas e esmagados já no chão, perante o choque de todos. Seguiram-se os gritos dos que tentaram depois ajudar as vítimas e a fuga dos que ainda estavam ao alcance da viatura, que seguiu depois a grande velocidade. Outro vídeo, arrepiante, mostra uma pequena menina, que dançava na rua, a escapar por pouco à passagem do SUV.

"Gritos ensurdecedores"

Angela O"Boyle, residente no pequeno subúrbio de Milwaukee e que vive num apartamento com vista para o desfile, recordou à CNN que ouviu choros e "pessoas a chamar pelo nome dos filhos". Um terror também sentido por outra testemunha, citada por um jornal local: "Vi um SUV a passar e acelerar a toda a velocidade pela rua do desfile. A seguir ouvi uma pancada forte e gritos ensurdecedores".

A polícia deteve Darrell E. Brooks, um homem de 39 anos, que, segundo a imprensa norte-americana, tinha sido libertado sob fiança num caso em que tentou atropelar uma mulher, mãe do seu filho. Minutos antes de invadir a parada de Natal, esteve envolvido num "distúrbio doméstico", confirmaram as autoridades. Ficou indiciado por cinco crimes de homicídio.

14 julho de 2016

Em Nice, França, 77 pessoas morreram durante um atentado terrorista que também usou um camião.

19 dezembro de 2016

Ataque com um camião no mercado de Natal fez 12 mortos em Berlim, na Alemanha.

3 junho de 2017

Terroristas conduziram uma carrinha pelas Ramblas, em Barcelona, Espanha, matando 14 pessoas.

17 agosto de 2017

Um ataque com uma carrinha atropelou deliberadamente e esfaqueou peões, em Londres, Reino Unido. Oito pessoas morreram.

Sem comentários:

COSTA ACEITA PEDIDO DE DEMISSÃO DE CABRITA: "RESPEITOU O TEMPO DA JUSTIÇA"

António Costa aceitou a demissão de Eduardo Cabrita e aponta para os próximos dias a indicação de um substituto. O primeiro-ministro aceitou...