Translate

segunda-feira, 16 de janeiro de 2023

VÍDEO: PASSAGEIRO FAZIA VÍDEO EM DIRETO QUANDO AVIÃO CAIU NO NEPAL


O momento da queda do avião no Nepal, que ocorreu no domingo, foi transmitido em direto por um passageiro. Pouco antes do acidente, Sonu Jaiswal, da Índia, estava a fazer um vídeo em direto nas redes sociais. Na altura, o avião estava a fazer a aproximação ao aeroporto internacional de Pokhara, no vale do rio Seti.

Pelo menos 68 pessoas morreram das 72 que seguiam a bordo do ATR-72, operado pela Yeti Airlines, naquele que já é considerado o pior acidente aéreo em três décadas no Nepal. As autoridades já afirmaram que "a esperança de encontrar alguém vivo é nula".

De acordo com o The Guardian, é Sonu Jaiswal, de 29 anos, pai de três filhos, quem filma os instantes antes do avião cair. Ele e três amigos iam a caminho de Pokhara, um dos principais pontos turtisticos do país, a cerca de 200 quilómetros a oeste da capital, Katmandu.

Nas imagens não se percebe qualquer indicação de que haveria um problema no avião, tudo aparenta estar calmo. Jaiswal filma a cidade de Pokhara e é possível vê-lo, bem como os três amigos durante a manobra de aproximação ao aeroporto.

De repente, tudo se altera e as imagens tornam-se confusas, angustiantes, ouvem-se gritos dos passageiros e o que se vê são destroços em chamas.

O jornal britânico indica que Vishal Koswal, amigo próximo dos quatro homens que surgem nas imagens, confirmou a autenticidade do vídeo, tendo indentificado os quatro amigos, todos do distrito de Ghazipur, no estado de Uttar Pradesh. A identidade dos quatro passageiros também foi confirmada pela polícia local.

"Sonu estava a mostrar-nos as montanhas à volta durante a videochamada e estava claramente entusiasmado, como nós" disse Vishal Koswal, que também esteve para ir naquela viagem fatídiga. Contou que o grupo de amigos pretendia visitar alguns templos em Pokhara.

"Isso tudo parece um pesadelo, ainda não consigo acreditar que os perdemos", afirmou.

Os quatro amigos da Índia estão entre os cerca de 15 passageiros estrangeiros que seguiam a bordo do ATR-72.

Esta segunda-feira, o porta-voz da Autoridade da Aviação Civil nepalesa, Jagannath Niraula, informou que as caixas foram encontradas. Afirmou que tudo que foi encontrado será entregue aos investigadores.

Pemba Sherpa, porta-voz da Yeti Airlines, também confirmou que os dados do voo e os gravadores de voz da cabine foram encontrados.

Mais dois corpos foram encontrados na manhã desta segunda-feira, dia de luto nacional decretado pelas autoridades no país.

As equipas de resgate nepalesas continuam hoje a procurar corpos nos destroços da aeronave que caiu no fundo de uma ravina de 300 metros, localizada entre o antigo aeroporto de Pokhara, construído em 1958, e o novo terminal internacional inaugurado em 01 de janeiro.

"Até agora encontramos 68 corpos. Estamos a procurar mais quatro corpos. Estamos a rezar para que um milagre aconteça. Mas, a esperança de encontrar alguém vivo é nula", disse Tek Bahadur KC, responsável pelo distrito de Taksi, onde o avião caiu.

O bimotor ATR 72 da Yeti Airlines, que saiu da capital Katmandu com 72 pessoas a bordo 68 passageiros e quatro tripulantes, caiu por volta das 11:00 (05:15 em Lisboa) de domingo, quando fazia a manobra de aproximação ao aeroporto de Pokhara.

Ainda não está claro quais foram as causas do acidente, o mais mortal do país em três décadas. O tempo estava ameno e sem vento no dia da queda da aeronave, segundo as autoridades locais.

Sem comentários:

BISPO AUXILIAR DE LISBOA: VALOR DO ALTAR-PALCO "MAGOA TODOS"

O presidente da Fundação Jornada Mundial da Juventude (JMJ) Lisboa 2023 disse, esta quinta-feira, que o valor (superior a quatro milhões de ...