tradutor com bandeiras. Google Translate

Mostrar mensagens com a etiqueta BANCA E FINANÇAS. Mostrar todas as mensagens
Mostrar mensagens com a etiqueta BANCA E FINANÇAS. Mostrar todas as mensagens

domingo, 27 de setembro de 2020

O ALERTA DE PAULO MACEDO PARA O PERÍODO DIFICIL QUE A BANCA IRÁ ENFRENTAR

 


O presidente da Caixa Geral de DepĂłsitos (CGD) Paulo Macedo, alerta para as dificuldades que a banca estĂĄ a enfrentar, por causa da pandemia e das baixas taxas de juro. 

A CGD "estĂĄ consciente do seu papel em termos de banco de capitais pĂșblicos, num contexto particularmente desafiante de pandemia, aliado Ă s mais baixas taxas de juro de sempre" que impactam "fortemente em baixa a rentabilidade dos capitais prĂłprios, com margens de 1% a 2% contra margens do gel desinfetante de 15% e outros produtos", disse o presidente executivo do banco estatal.

As declaraçÔes foram feitas durante um Encontro Fora da Caixa, num evento que conta com a presença de AntĂłnio Costa Silva para explicar o documento sobre a VisĂŁo EstratĂ©gica para a Recuperação EconĂłmica de Portugal 2020-2030. 

O gestor garante, por outro lado, que o banco que lidera estĂĄ agora "melhor preparado" para enfrentar esta nova crise do que estava na crise anterior apesar de esta poder vir a "ter outra dimensĂŁo".

"AlterĂĄmos estruturalmente o banco em termos de risco, fizemos o 'turnaround' do banco com quatro anos de resultados positivos apĂłs seis anos de resultados negativos", disse Paulo Macedo, notando que, "no final deste ano, devemos absorver os prejuĂ­zos de 2016".

A Caixa registou, nesse ano, um resultado negativo de perto de 1.800 milhÔes de euros. O banco tem vindo, pouco a pouco, a regressar aos lucros. No final de 2019, lucrou 800 milhÔes de euros, naquele que foi o melhor resultado em mais de uma década.

ATRASE O RELÓGIO ESTE FIM DE SEMANA

                               JĂĄ notamos que os dias estĂŁo a ficar mais curtos e com menos horas de luz solar. A tempestade BĂĄrbara que est...