Translate

Mostrar mensagens com a etiqueta BRASIL. Mostrar todas as mensagens
Mostrar mensagens com a etiqueta BRASIL. Mostrar todas as mensagens

domingo, 6 de junho de 2021

POLÍCIA CIVIL CONFIRMA QUE CORPO ENCONTRADO EM TERRENO NA ZONA SUL É DO POLICIAL DESAPARECIDO


Na manhã deste domingo (6), a Polícia Civil confirmou que o corpo encontrado em Campo Grande, região da zona sul da capital de São Paulo, é do policial militar Leandro Martins Patrocínio, que estava desaparecido desde a semana.

O policial tinha sido visto pela última vez na favela de Heliópolis. A polícia usou como base as imagens dele na noite do último sábado (29), após descer na estação Sacomã da linha 2-verde do metrô. Imagens de câmeras de segurança da região mostram o soldado caminhando a pé, sozinho, até entrar em Heliópolis.

O relógio de Leandro foi encontrado em uma casa ao lado de uma balada da comunidade. O objeto foi identificado por familiares. No imóvel havia uma corrente de ferro e manchas de sangue em um colchão.

Desde o dia 29 de maio, a Polícia Militar de São Paulo fez buscas por Leandro. O corpo foi encontrado na noite de ontem, mas ainda não tinha a confirmação que realmente era ele.

Investigações

A polícia ainda investiga o que teria acontecido com Leandro. A principal suspeita é que ele teria sido sequestrado, torturado e morto por criminosos após ter sido identificado como policial pelos bandidos num baile funk dentro de Heliópolis.

A causa da morte também ainda não foi informada, pois depende do resultado do laudo necroscópico, que está sendo feito pelo Instituto Médico Legal (IML) da Polícia Técnico-Científica.

As suspeitas começaram no dia 30 de maio, quando Leandro deveria ter ido trabalhar na Base Operacional da Polícia Rodoviária da Polícia Militar em São Bernardo do Campo. Mas ele não apareceu e não deu notícias.

Três suspeitos pelo crime foram identificados e a polícia entrou com um pedido pela prisão temporária deles por um período de 30 dias.

BLITZ ENCERRA FESTA CLANDESTINA COM 235 PESSOAS EM SÃO PAULO


Blitz do Governo de São Paulo encerrou, na madrugada deste domingo (6), uma festa clandestina com 235 pessoas na Mooca, bairro localizado na zona leste da capital paulista.

Também foram autuados outros quatro estabelecimentos. No total, o Procon, a Vigilância Sanitária e demais órgãos responsáveis dispersaram 994 pessoas, prenderam 14 e vistoriaram 12 mil veículos.

Em nota, o Governo do Estado aponta que “o Comitê de Blitze tem como objetivo reforçar as fiscalizações e o cumprimento das medidas restritivas da fase emergencial e evitar a propagação do coronavírus.”

Qualquer pessoa pode denunciar festas clandestinas e funcionamento irregular de serviços não essenciais pelo telefone 0800-771-3541 e também no site www.procon.sp.gov.br ou pelo e-mail secretarias@cvs.saude.sp.gov.br, do Centro de Vigilância Sanitária”, completa o texto.

quarta-feira, 2 de junho de 2021

BOTAS DE OURO DE JARDEL ROUBADAS DA SUA CASA DURANTE A MADRUGADA


As Botas de Ouro e de prata conquistadas pelo ex-atacante de F. C. Porto e Sporting Mário Jardel foram roubadas na madrugada desta quarta-feira, da sua casa.

De acordo com o antigo jogador brasileiro, dois assaltantes invadiram a sua casa e levaram os troféus conquistados pelos dragões (Bota de Ouro e chuteira de prata) e outro pelo Sporting (Bota de Ouro).

Jardel mostrou-se devastado com a situação: "Nem é pela questão financeira, é mais pelo valor sentimental. É o meu legado, a minha história", afirmou o antigo atleta, citado pelo Globoesporte.

Já foi apresentada uma queixa na polícia de Fortaleza, no Brasil.

segunda-feira, 31 de maio de 2021

JOVEM COZINHEIRA ESCREVE PEDIDO DE SOCORRO NUM GUARDANAPO


A funcionária enviou mensagem aos clientes denunciando que o chefe estaria a assediá-la e a tentar drogá-la.

Um casal foi surpreendido ao ver, no interior de um lanche que tinha encomendado, um guardanapo escrito com um pedido de socorro.

Uma funcionária pedia aos clientes que chamassem a polícia porque o patrão estava a assediá-la e a tentar drogá-la.

“Por favor, chame a polícia nesse endereço. Meu chefe está me assediando e está tentando me drogar. Sou cozinheira. Por favor, não é brincadeira”, pode ler-se no guardanapo.

O caso aconteceu esta sexta-feira, na cidade de Chapecó, no oeste do estado brasileiro de Santa Catarina.

O casal acabou por aceder ao pedido e chamar a polícia.

A funcionária, de 19 anos, denunciou às autoridades que o chefe, de 48, tentou agarrá-la durante o trabalho. Disse ainda que ele ofereceu-lhe 150 reais (23,50 euros) para que os dois mantivessem relações sexuais e propôs-lhe beber cocaína e vinho misturados, conta a Globo.

A Guarda Municipal realizou buscas e encontrou duas doses de cocaína.

O homem foi levado até à delegacia, onde foi registada a ocorrência, mas acabou por sair em liberdade. Vai ser aberto um inquérito para apurar o crime.

FILHO DO BRASILEIRO WHINDERSSON NUNES MORRE DIAS APÓS O PARTO


O filho do brasileiro Whindersson Nunes morreu dois dias depois do parto, às 22 semanas de gestação.

Depois de no sábado o humorista ter anunciado o nascimento prematuro do primeiro filho, os representantes do youtuber confirmaram que o bebé, João Maria, morreu esta segunda-feira.

Whindersson Nunes partilhou no domingo nas redes sociais uma fotografia do recém-nascido, que se encontrava hospitalizado numa maternidade em São Paulo.

“Ontem conheci o meu filho e a primeira vez que encostei nele foi como se encostasse num pedaço de Deus. Há tanto tempo que não me sentia vivo. Até o pé é igual, mas ele é bem pequeninho porque veio um pouco antes do esperado”, pode ler-se na publicação.

“A mãe dele foi uma leoa. A natureza mostrou-me um lugar em que nunca estive, parado, e sem poder fazer nada, onde não tinha controle de nada, só ver ela passar por tudo aquilo que nós ouvimos falar todos os dias mas só passando mesmo para saber, obrigado por ser tão forte pelo meu maior presente”, acrescentou.

João Maria é o primeiro filho de Whindersson Nunes e Maria Lina.

domingo, 30 de maio de 2021

MULHER EXIGIU QUE MARIDO MATASSE JOVEM AO DESCOBRIR TRAIÇÃO


O Ministério Público do Brasil acusou um casal de matar uma jovem de 20 anos, com quem o suspeito manteve uma relação extraconjugal. Segundo a acusação, citada pelo G1, foi a mulher do suspeito que exigiu que este matasse Vitória, sendo essa a condição imposta para a continuidade da relação de ambos. 

O corpo da jovem foi encontrado carbonizado num bairro de Praia Grande, em São Paulo, no início de abril.

O suspeito, de 25 anos, era casado e mantinha um relacionamento com a vítima de quem ocultou o seu estado civil. 

De acordo com a acusação do Ministério Público, a morte da jovem foi premeditada pelo casal. Alegadamente, atraíram-na para um local afastado onde o homem a terá baleado na cabeça.

O casal voltaria ao local do crime para se desfazerem do telemóvel da vítima, momento em que decidiram atear fogo à jovem. 

Foram os familiares de Vitória que alertaram as autoridades para o seu desaparecimento. Segundo a Secretaria de Segurança Pública (SSP), o casal foi indiciado por feminicídio e ocultação de cadáver, estando ambos detidos preventivamente.

sábado, 22 de maio de 2021

TRAFICANTES USAM AUXÍLIO EMERGENCIAL PARA ACENDER CHURRASQUEIRA


A operação Hot Money, que tem como objetivo apreender membros de uma organização criminosa pela proliferação do tráfico de drogas em Mato Grosso e Goiás, prendeu traficantes que usaram dinheiro do auxílio emergencial para acender uma churrasqueira, na cidade de Barra do Garças.

“Colhemos imagens com queima de dinheiro com carvão para acender fogo, muito provavelmente desses valores (do governo federal), uma vez que os valores capitalizados pelo crime são muito maiores que os auxílios emergenciais”, disse Murilo de Oliveira Freitas, delegado responsável pelo caso, ao RDNews.

Segundo Murilo, os envolvidos na ação não ganharam o benefício através de fraude, eles foram autorizados a receber a quantia por não serem escritos em nenhuma atividade formal.

quinta-feira, 20 de maio de 2021

VIDEO: EM PLENO VELÓRIO, VIÚVA CULPA "FALSAS AMIZADES" PELA MORTE DE MC KEVIN


Deolane Bezerra fez um discurso emocionado nas cerimónias fúnebres do músico brasileiro.

A polémica continua em torno da morte de MC Kevin, cujo verdadeiro nome é Kevin Nascimento Bueno. O músico perdeu a vida este domingo após ter caído do 5.º andar da varanda de um hotel no Rio de Janeiro, em circunstâncias ainda por apurar, mas não faltam já rumores e possibilidades: entre as quais a de o músico, de 23 anos, ter caído enquanto saltava para outra varanda na tentativa de evitar uma discussão com a mulher, Deolane Bezerra, ou de estar a tentar saltar para a piscina do hotel. 

No velório de MC Kevin, que decorreu esta terça-feira, dia 18, a viúva Deolane fez um discurso emotivo onde culpa "as amizades" pela morte do marido. 

"Isto aqui (morte de Kevin) é amizade, isto aqui é por amizade. O meu marido estava deitado comigo e teve que descer para pagar a conta de hotel de gente que deveria ter vindo embora para São Paulo", aponta, dando conta de que são falas as notícias que afirmam que MC Kevin estaria a fugir de uma discussão consigo.

TERCEIRA ONDA DE COVID-19 SERÁ MAIS GRAVE COM VACINAS ATRASADAS, FALTA DE ISOLAMENTO E GRIPES DE INVERNO, PROJETAM ESPECIALISTAS


Depois de ter em abril seu mês mais letal da pandemia de covid-19, o Brasil passou por um momento de alívio ao desafogar seus hospitais nas duas primeiras semanas de maio, quando a média móvel de óbitos caiu em 19% na última segunda-feira (17), as 786 mortes divulgadas pelo Ministério da Saúde consistiram no menor número diário desde março. No entanto, dados mais recentes, como o aumento de ocupação nas UTIs de São Paulo e a redução do isolamento social, apontam que a terceira onda já pode estar no horizonte do país mesmo sem que exista a certeza de que a segunda acabou. Com o ritmo lento e irregular da vacinação, a flexibilização das atividades e a circulação de outras viroses respiratórias no inverno em parte do país, especialistas preveem um recrudescimento da pandemia ainda mais grave nos próximos meses.

Uma projeção feita pelo Instituto de Métricas de Saúde e Avaliação da Universidade de Washington, nos EUA, indicou que o Brasil poderá chegar à marca de 750.000 mortes por covid-19 até o fim de agosto, caso não acelere o ritmo de imunização. No pior cenário projetado pelo Instituto americano, que é usado pela Organização Pan-Americana de Saúde (Opas) braço latino-americano da Organização Mundial da Saúde (OMS), onde as pessoas vacinadas deixariam de usar a máscara, o país alcançaria 940.000 mortes até o fim de setembro. Até hoje, o Ministério da Saúde registra 439.050 mortes pelo vírus entre quase 16 milhões de casos confirmados.

Uma pesquisa feita entre os dias 11 e 17 de maio pelo SindHosp, o Sindicato dos Hospitais, Clínicas e Laboratórios de São Paulo, corrobora com as projeções feitas pelos analisas norte-americanos. Segundo ela, 85% dos leitos de UTI em hospitais privados do Estado estão com 80% ou mais de ocupação em 30 de abril, 79% das entidades tinham a mesma ocupação. Entre os mais lotados, 39% possuem mais de 90% de ocupação. Nas contas do Governo paulista, as UTIs de São Paulo registraram 78,5% de ocupação nesta terça-feira (18). Depois de ultrapassar os 80% em abril, os leitos estaduais ocupados abaixaram para 78,2% no dia 3 de maio e, desde então, não reduziram mais. “Conforme o tempo passa, é natural que as pessoas se cansem das medidas de prevenção por esgotamento psicológico, necessidades econômicas ou a sensação de que o cenário está mais tranquilo. Isso leva ao aumento desses números”, explica Alexandre Cunha, infectologista do Hospital Sírio-Libanês em São Paulo. No mesmo levantamento do SindHosp, 58% dos hospitais privados disseram ter estoque de medicamentos para intubação de pacientes para no máximo 15 dias.

Antonio Silva Lima Neto, médico epidemiologista da Universidade de Fortaleza, esclarece que, para entender um novo agravamento, é preciso atestar que a segunda onda se diferenciou da primeira pela sincronicidade da pandemia em todas as regiões do país. “Enquanto a onda de entrada trouxe picos em momentos diferentes do ano passado de acordo com cada região, a segunda foi marcada por uma explosão de casos e mortes, desde meados de dezembro até abril, em todo o país”, explica ele, “por conta da variante P1 [de Manaus], que provocou surtos de hospitalizações com um deslocamento da faixa etária por ser uma cepa mais contagiosa e com uma taxa de reinfecção maior. Por isso se falava em lockdown nacional em janeiro, por exemplo, quando fazia sentido frente a um crescimento simultâneo e nacional da transmissibilidade”.

Agora, o especialista deixa claro que ainda não há indicadores com o mesmo movimento claro de crescimento, mas que essa deve ser a tendência para os próximos meses. “Temos algumas características que vão favorecer um recrudescimento dos casos. Entre elas, a combinação de vacinação lenta e irregular com diminuição drástica do isolamento. Isso é um casamento trágico”, ressalta. Ele ainda acrescenta que a vacinação, da forma que está sendo feita, pode inclusive favorecer o surgimento de novas variantes ainda mais letais e contagiosas, já que uma grande quantidade de vírus continua circulando e pode se alterar. “Mas entendo que isso nem seria necessário para uma terceira onda não me arrisco a dizer que saímos da segunda, já que a proporção de vacinados é muito pequena e as pessoas com menos de 50 anos, que são metade dos internados no país, ainda não constam nos grupos imunizados”, afirma. Até esta quarta-feira (18), cerca de 17,5 milhões de brasileiros haviam recebido duas doses da vacina contra a covid-19, o que corresponde a 8,3% da população. ““O intervalo entre as ondas é bem variável, então é possível ter um crescimento de casos [um pico] tão grande quanto o último, entre abril e maio, apenas um mês depois dele”, concorda Cunha. “Se não for possível vacinar uma parcela expressiva da população, é quase inevitável ter uma terceira onda de dimensões assustadoras”, completa.

Outro elemento que pode piorar a pandemia, para os médicos, é a chegada do inverno durante os meses de junho, julho e agosto nas regiões Sudeste e Sul do país. “Existe a especulação de que o clima mais frio favoreça a transmissão do novo coronavírus”, conta ele. Além disso, a época do ano favorece a circulação de outras viroses, como a gripe Influenza. “Ainda não enfrentamos a propagação intensa e simultânea de diferentes gripes comuns a essa época do ano”, explica o epidemiologista que lembra que, em 2020, um adiantamento da campanha de vacinação contra a Influenza e a adesão maior ao isolamento social impediram o cenário. Neste ano, a vacinação contra a Influenza não foi adiantada e, em São Paulo, o índice de isolamento social ficou na média dos 40% durante os últimos dias úteis, o patamar mais baixo desde o início da pandemia. “Se tivermos mais de uma virose respiratória circulando ao mesmo tempo no inverno, seguramente os hospitais ficarão mais cheios e a pandemia será ainda pior”, projeta Lima Neto.

As férias escolares, que ocorrem geralmente no mês de julho, também podem ser um fator agravante ao possibilitar mais aglomerações e viagens familiares, na opinião de Lima Neto. Da mesma forma, o Dia das Mães, em 9 de maio, ainda que muito recente para que sejam medidos impactos, pode ter colaborado para uma piora no quadro sanitário do país. “Datas que incentivam compras na rua e festas familiares, geralmente com presença de idosos, sempre trarão o risco de um repique”, justifica.

Na visão do epidemiologista, que fez parte do comitê de enfrentamento da covid-19 no Nordeste e ainda ocupa o cargo no comitê de médicos formado pelo Governo do Ceará, o combate à terceira onda passa pela unificação dos protocolos de atendimento e isolamento social dos Estados, além de uma aceleração na imunização. Um painel da Universidade de Oxford apontou que, no último 12 de maio, o Brasil estava com uma média de 429.000 doses do imunizante aplicadas por dia segundo especialistas, o número ideal giraria em torno de 1,5 milhão a 2 milhões de doses aplicadas diariamente. Nesta quarta (19), o Ministério a Saúde divulgou que distribuiu 13 milhões de doses para Estados e municípios entre os dias 13 e 19 de maio, totalizando 90 milhões de doses somando Coronavac, AstraZeneca e Pfizer, das quais 53,6 milhões foram aplicadas até hoje, entre primeira e segunda doses. “A principal medida de combate precisa ser acelerar o mais rápidamente possível a vacinação, uma vez que é uma prevenção permanente que não causa fadiga”, pontua Cunha. “Se o crescimento de casos, internações e óbitos voltar a se apresentar simultaneamente no país, a solução volta a ser um lockdown nacional. Mas, como a medida depende do Governo federal, não vai acontecer”, conclui Lima Neto.

quarta-feira, 19 de maio de 2021

INCOMODADA COM FAUSTÃO, GLOBO ESTUDA ANTECIPAR FIM DO "DOMINGÃO"


A TV Globo não teria gostado nem um pouco do fato de Fausto Silva ter anunciado, meses antes do fim de seu contrato com o canal carioca, que acertou com a Band. A informação caiu como uma bomba nos bastidores e a emissora estaria até cogitando encerrar o “Domingão do Faustão” antes do fim do ano.

De acordo com o “NaTelinha”, a ideia seria deixar o dominical no ar apenas até 29 de agosto, quando chega ao fim a “Superdança dos Famosos”.

Antes, o plano era de que Faustão trabalhasse até o fim de dezembro.

Caso opte por tirar o apresentador do ar antes do tempo, a Globo deverá ter um grande prejuízo. Contudo, o maior prejudicado seria Faustão, que perderia milhões vindos dos merchandisings do “Domingão”.

Apesar disso, o comunicador permaneceria recebendo seu salário até o fim do ano, como consta em seu contrato com a empresa.

A decisão de encerrar ou não o programa estaria nas mãos de Jorge Nóbrega, presidente executivo do Grupo Globo.

domingo, 9 de maio de 2021

NÚMERO DE MORTOS EM OPERAÇÃO NO JACAREZINHO SOBE PARA 29


Polícia Civil do Rio de Janeiro informou neste sábado (8) que subiu para 29 o número de mortos na operação policial realizada na última quinta-feira (6) na comunidade do Jacarezinho, na zona norte da capital.

A polícia divulgou apenas a identidade do inspetor de polícia André Leonardo de Mello Frias, de 48 anos, e afirmou que os outros 28 mortos eram criminosos.

Considerada a mais letal da história do estado do Rio de Janeiro, a operação policial foi realizada para desarticular uma quadrilha de traficantes de drogas que, entre outros crimes, era suspeita de aliciar menores de idade.

Defensores dos direitos humanos questionam a legalidade da operação, que também despertou a preocupação da Ordem dos Advogados do Brasil, da Comissão Interamericana de Direitos Humanos (CIDH) e do o Alto Comissariado da Organização das Nações Unidas (ONU) para Direitos Humanos. As três instituições pediram investigações rigorosas e imparciais e ressaltaram o compromisso do Estado no respeito aos direitos humanos.

Responsável por fiscalizar a legalidade da ação, o Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro emitiu uma nota em que informa que está investigando as circunstâncias das mortes ocorridas durante a operação.

“Todas as medidas judiciais e extrajudiciais cabíveis em decorrência dos fatos ocorridos estão sendo tomadas pelo MPRJ", diz o texto, que informa que a promotores estiveram presentes na comunidade, acompanhando os desdobramentos da operação. "Cabe destacar ainda que o MPRJ acompanha a perícia nos corpos das pessoas mortas durante a intervenção policial”, informou a nota.

O governador do Rio de Janeiro, Cláudio Castro, defendeu a Polícia Civil e afirmou na noite de ontem que a operação foi "o fiel cumprimento de dezenas de mandados expedidos pela Justiça."

Já uma nota conjunta assinada por entidades como a Anistia Internacional no Brasil, a Justiça Global, o Instituto Marielle Franco e o Movimento Negro Unificado classifica a operação como um massacre. Defensores de direitos humanos, moradores de favelas e familiares de vítimas de violência policial realizaram protestos na sexta-feira (7) contra as mortes.

sábado, 8 de maio de 2021

ARANHAS GIGANTES CAUSAM PÂNICO AO INVADIR CASAS EM BELO HORIZONTE


Moradores do bairro de Buritis em Belo Horizonte, Minas Gerais, estão assustados com uma visita nada bem-vinda. Aranhas gigantes têm sido encontradas em casas e até em apartamentos da vizinhança nas últimas semanas.

“Já é a terceira. Estamos preocupados aqui”, compartilhou Flávia Prado em um grupo do bairro no Facebook. ela mora no oitavo andar de um edifício e disse que dias antes já havia avistado outra aranha da espécie na área privativa do prédio.

A publicação que recebeu vários compartilhamentos, tem comentários de outras pessoas que relataram ter encontrado o mesmo tipo de aranha em casa também.

“Está mesmo aparecendo aranha armadeira, tomem bastante cuidado, tem que chamar o pessoal do Meio Ambiente ou os bombeiros”, alertou uma das moradoras, Denise Ferreira.

O aracnídeo do tipo armadeira mede cerca de 15 centímetros. De acordo com biólogos, essa aranha tem a picada dolorida e o veneno é moderadamente tóxico, podendo causa sintomas como vômito e taquicardia.

Esse tipo de aranha é frequentemente encontrada em locais com entulhos. A presença delas em áreas urbanas pode ser explicada pela expansão de condomínio em ambientes naturais, que eram o habitat delas.

quinta-feira, 6 de maio de 2021

VINTE E CINCO MORTOS, INCLUINDO UM POLÍCIA, NUMA OPERAÇÃO NO RIO DE JANEIRO


O balanço do número de mortos numa operação policial que decorreu na manhã desta quinta-feira no Rio de Janeiro subiu para 25, segundo a Defensoria Pública estadual, que adiantou estar no local a acompanhar a situação.

"A Defensoria Pública do Rio de Janeiro informa que está acompanhando com muita atenção os desdobramentos da operação policial que deixou 25 mortos na manhã desta quinta-feira, no Jacarezinho, Zona Norte do Rio", indicou o órgão na rede social Twitter.

"Neste momento, a instituição está no local, por meio da sua Ouvidoria e do Núcleo de Defesa dos Direitos Humanos, ouvindo os moradores e apurando as circunstâncias da operação, a fim de avaliar as medidas individuais e coletivas a serem adotadas. Desde já, manifestamos nosso pesar e solidariedade aos familiares de todas as vítimas de mais essa tragédia a acometer nosso estado", acrescentou.

Entre as vítimas mortais está o inspetor de polícia André Leonardo de Mello Frias, informou a Polícia Civil do Rio de Janeiro.

Segundo informações do jornal "Extra", o polícia de 45 anos chegou a ser levado para o Hospital municipal Salgado Filho, no bairro do Méier, mas não resistiu. Outros dois agentes da polícia também foram atingidos durante o confronto.

De acordo com a mesma fonte, uma pessoa foi ferida na favela de Jacarezinho, dois passageiros que estavam dentro de uma estação de metro também ficaram feridos ao serem atingidos por vidro de uma das composições que aparentemente foi atingida por projétil vindo do exterior.

Vídeos divulgados por moradores da favela do Jacarezinho registaram o som de rajadas e explosões em diferentes pontos da comunidade, alvo de uma ação policial chamada Operação Exceptis.

Alvo: Comando Vermelho

Numa nota, a Polícia Civil do Rio de Janeiro anunciou que a operação realizada contra traficantes do Comando Vermelho (CV), a maior organização criminosa do Rio de Janeiro, que atuam na comunidade do Jacarezinho, foi uma ação em conjunto com a Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA).

"A investigação teve início a partir de notícias recebidas pela DPCA de que traficantes vêm aliciando crianças e adolescentes para integrar a fação que domina o território. Esses criminosos exploram práticas como o tráfico de drogas, roubo de cargas, assaltos a pedestres, homicídios e sequestros de comboios da SuperVia, entre outros crimes praticados na região", refere a nota da polícia.

Os investigadores acrescentam que com base em informações preliminares identificaram 21 membros do alegado grupo criminoso, todos responsáveis por garantir o domínio territorial da região com utilização de armas de fogo.

"Foi possível caracterizar a associação dessas pessoas com a organização criminosa que domina a região, onde foi montada uma estrutura típica de guerra com centenas de 'soldados' munidos com fuzis, pistolas, granadas, coletes balísticos, roupas camufladas e todo o tipo de acessórios militares", explicou a Polícia Civil do Rio de Janeiro.

A região do Jacarezinho é considerada um dos quartéis-generais da fação Comando Vermelho na zona norte do Rio de Janeiro.

Segundo a Polícia Civil, devido à dificuldade de se operar no terreno, devido às barricadas e das táticas de guerrilha realizadas pelos grupos criminosos, o local abriga uma quantidade relevante de armamentos, que seriam utilizados na retomada de controlo de territórios perdidos para fações rivais ou para se reforçar de possíveis investidas das polícias.

terça-feira, 4 de maio de 2021

JOVEM MATA À FACADA TRÊS CRIANÇAS E DUAS FUNCIONÁRIAS EM CRECHE NO BRASIL


Três crianças e duas funcionárias de uma creche do município brasileiro de Saudades, no estado de Santa Catarina, morreram esta terça-feira após um ataque à facada perpetrado por um jovem de 18 anos que invadiu a instituição.

Segundo o delegado da polícia Jerônimo Marçal Ferreira, três crianças e uma professora morreram logo após o ataque, na manhã desta terça-feira. Já a quinta vítima mortal, uma funcionária da instituição de ensino pré-escolar, chegou a ser levada com vida para um hospital, mas não resistiu aos ferimentos, de acordo com a imprensa local.

Ainda segundo o delegado Jerônimo Marçal, uma outra criança sofreu ferimentos leves, e não corre risco de vida.

A creche "Aquarela" recebe crianças dos 6 meses aos 2 anos.

O jovem, que usou uma arma branca de grandes dimensões para atacar bebés, crianças e funcionárias, foi transferido para um hospital, onde se encontra em estado grave, após ter desferido golpes contra si mesmo, segundo relatos de testemunhas.

A Polícia indicou que o jovem de 18 anos, que foi vítima de 'bullying', não tinha antecedentes criminais, nem frequentou a creche atacada.

"Qualquer informação agora é muito preliminar. Nós estamos a recolher todas as informações para tentar levantar qual foi a motivação do crime", afirmou à imprensa o delegado regional da Polícia Civil em Chapecó, Ricardo Casagrande, que acompanha as investigações.

Uma professora da escola, que não estava na unidade no momento do ataque, mas que vive perto, disse que ouviu os pedidos de socorro e chamou a polícia.

Segundo relatos, funcionárias da creche esconderam os bebés dentro do fraldário quando ouviram os gritos e viram o agressor a passar pelos corredores.

"Chegamos lá, uma cena de terror. Consegui entrar na escola. Tinha um 'cara' (homem) deitado no chão, mas ainda vivo, uma professora morta, uma criança morta também. A sala estava fechada, não deixaram a gente entrar", detalhou à imprensa a secretária municipal de Educação, Gisela Hermann.

A governadora em exercício do estado de Santa Catarina, Daniela Reinehr, decretou luto de três dias devido ao ataque.

"Decreto luto oficial de três dias no estado após a tragédia em Saudades, onde morreram crianças e professoras de um centro de educação infantil. Manifesto profunda tristeza e presto minha solidariedade. Determinei que o governo dê todo o amparo necessário às famílias", escreveu a governadora na rede social Twitter.

Saudades é um pequeno município do extremo oeste de Santa Catarina, com cerca de 10 mil habitantes.

domingo, 2 de maio de 2021

JOVEM PERDE NOIVO PARA A COVID-19 NO DIA DO CASAMENTO


O jovem Bruno Silva, de 30 anos, morreu de Covid-19 em Assis (SP) no dia em que se casaria com a namorada Beatriz Miranda. O casamento dos dois estava marcado para o dia 17 de abril. De acordo com a noiva, todos na casa dela contraíram o coronavírus, mas apenas Bruno evoluiu para o estado grave da doença. As informações são do G1

Conforme Beatriz, Bruno começou a apresentar os sintomas da doença no dia 27 de março e buscou atendimento na UPA da cidade no dia 30, com falta de ar e dores no corpo. No dia seguinte, o publicitário foi transferido para o Hospital Regional de Assis com 50% do pulmão comprometido pelo coronavírus.

O noivo ficou internado por 10 dias, mas o quadro começou a se agravar e ele precisou ser transferido para a UTI, onde morreu no último dia 17. Segundo Bruna, o casal tinha um relacionamento de 11 anos, que começou ainda na adolescência. Eles também tinham dois filhos: Nicolas, de sete anos, e Miguel, de quatro anos.

CLIENTE DE RESTAURANTE ENCONTROU UMA RÃ MORTA NA SALADA: "FOI BEM NOJENTO"


A cliente de um restaurante em Natal, no Brasil encontrou uma rã dentro de uma salada. 

A estudante de publicidade Melissa Torres, de 26 anos, contou ao G1 que foi ao restaurante com o marido, o filho e um casal de amigos, para jantar. Ela decidiu pedir uma salada e, quando já estava a comer, encontrou o animal no prato, sem vida.

Foi bem assustador, bem nojento. Eu fiquei muito mal de madrugada. Não quis comer mais nada, fiquei de jejum praticamente 24 horas. Nunca tinha passado por isso", contou.

Em comunicado, o restaurante afirmou que pediu desculpas à cliente pela situação e garantiu que os pratos do menu são preparados com ingredientes frescos, com rigoroso processo de seleção de fornecedores.

"Nós da Bloomin’ Brands, grupo detentor da marca Outback Steakhouse, informamos que lamentamos muito o ocorrido. Entramos em contato com a cliente, conversamos e a situação foi resolvida. Combinamos uma nova visita para que a consumidora possa conhecer todos os nossos procedimentos. Gostaríamos de esclarecer que todos os pratos do nosso menu são preparados diariamente pela nossa equipe, dentro do próprio restaurante, com ingredientes frescos", afirmou a empresa, na nota.

"Temos um rigoroso processo de seleção de fornecedores para garantir o frescor dos itens. Também seguimos um rigoroso processo de higienização e controle de qualidade, o que se reflete na excelência e no alto padrão dos nossos alimentos. Em 24 anos de atuação no Brasil, temos um compromisso histórico com nossos clientes, além do compromisso com os procedimentos que buscam garantir uma excepcional experiência ao consumidor", concluiu.

Entretanto, Melissa tirou uma foto da rã na salada e partilhou-a nas suas redes sociais. A imagem foi um sucesso e foi partilhada pelos amigos, tornando-se viral. "Ontem eu fui no supermercado tinha um monte de gente olhando para mim, apontando, mostrando o celular. Eu percebi que me reconheceram. Fiquei surpresa com a repercussão", contou.

sábado, 1 de maio de 2021

GASOLINA E DIESEL FICAM MAIS BARATOS HOJE NAS REFINARIAS


Petrobras reduz, a partir deste sábado (1º), os preços de venda da gasolina e do diesel em suas refinarias. O litro da gasolina vendido às distribuidoras passou a custar R$ 0,05 menos, ou 1,9%, e está sendo comercializado, em média, a R$ 2,59, segundo informações da estatal.

Já o litro do diesel ficou R$ 0,06 mais barato, ou 2,2%, e passou a ser vendido às distribuidoras por R$ 2,71.

Este é o preço vendido às distribuidoras. Até chegar ao consumidor final, o combustível sofre acréscimos relativos a tributos federais e estaduais, mistura obrigatória com biocombustíveis e margens de lucro de distribuidoras e postos revendedores.

AMAZÓNIA BRASILEIRA JÁ EMITE MAIS CARBONO DO QUE ABSORVE


Vítima das alterações climáticas, degradação e desflorestação, a floresta amazónica brasileira emitiu, na última década, mais carbono do que absorveu, numa inversão inédita - aponta um estudo publicado esta semana.

Sem as florestas, que são como o "pulmão" do planeta ao absorverem entre 25% e 30% dos gases de efeito estufa emitidos pelo ser humano, o aquecimento global seria muito maior.
Há vários anos, porém, que os cientistas temem que esse papel seja cada vez menor, devido à sua erosão, especialmente no caso da Amazónia, que representa metade das florestas tropicais do mundo.

O estudo publicado na quinta-feira na revista Nature Climate Change analisou a região brasileira, que representa mais da metade do total da Amazónia (que se estende ainda por Peru, Bolívia, Colômbia, Venezuela, Guyana, Suriname Guyana Francesa e Equador).

Entre 2010 e 2019, as perdas de carbono foram 18% superiores aos ganhos, segundo os autores do estudo, entre eles o Instituto Nacional de Pesquisa para a Agricultura, Alimentação e o Meio Ambiente de França (INRAE).

"É a primeira vez que vejo números que mostram uma inversão e que a Amazónia brasileira é emissora" de carbono, disse à AFP Jean-Pierre Wigneron, pesquisador do INRAE. Neste momento, "os outros países compensam" essas perdas e, portanto, "o conjunto da Amazónia ainda não sofreu essa mudança, mas poderia sofrer em breve", acrescentou Wigneron, que acredita que as florestas tropicais são a "última salvação" do planeta.

O estudo destaca também como as degradações das florestas contribuem, em grande parte, para intensificar este fenómeno. Ao contrário do desmatamento, que faz a floresta desaparecer, as degradações incluem tudo o que pode deteriorar a floresta sem destruí-la totalmente, como as árvores frágeis na fronteira em áreas desmatadas, pequenos incêndios, mortalidade de árvores devido à seca, entre outros.

Para quantificar este problema, os autores do estudo usaram um índice de vegetação obtido mediante observações por satélite que permitem sondar o conjunto da vegetação, e não somente os estratos superiores da floresta. Eles concluíram que as degradações da floresta contribuíram em 73% para as perdas de carbono, contra 27% no caso da desflorestação, que, no entanto, é muito alta na Amazónia brasileira.

"Prioridade política"

"Isso mostra que a degradação da floresta se transformou no principal motor da perda de carbono e isso deveria ser uma prioridade política", afirma o estudo, que cita o impacto da "mudança de política" observada no governo Bolsonaro, acusado de ter enfraquecido a proteção à Amazónia.

"Todos sabemos o impacto da desflorestação da Amazónia na mudança climática. Mas o nosso estudo mostra que as emissões associadas às degradações das florestas podem ser ainda maiores", disse em comunicado outro autor do estudo, Steph Sitch, da Universidade britânica de Exeter.

"A degradação é uma ameaça generalizada para o futuro da integridade das florestas e exige uma atenção urgente por parte da investigação", defendeu.

O estudo mostra também a aceleração da desflorestação na Amazónia brasileira em 2019, ano da chegada de Bolsonaro ao poder e também de uma forte seca: 3,9 milhões de hectares foram perdidos, ou seja, 30% a mais do que em 2015, e quase quatro vezes mais do que em 2017 e 2018.

O estudo vai até 2019 e os autores pedem para continuar a pesquisa para determinar o efeito das secas e das políticas do governo brasileiro, que "favorece a expansão da agropecuária em detrimento da conservação da floresta".

sexta-feira, 30 de abril de 2021

APÓS 33 ANOS DE GLOBO, FAUSTÃO FECHA CONTRATO COM BAND, DIZ COLUNISTA


Fausto Silva terá uma casa nova. De saída da Globo, o apresentador fechou um contrato de cinco anos com a Band. De acordo com o colunista Daniel Castro, do Notícias da TV, o jornalista vai apresentar um programa semanal no início das noites de domingo ou um diário, encerrando o horário nobre.

O projeto marcará o retorno do jornalista à emissora que o lançou à fama nos anos 1980. Embora tenha estreado na TV Gazeta em 1984 e passado pela Record pré-Igreja Universal, foi na Band que Fausto Silva alcançou todo o país com o lendário Perdidos da Noite (1984-1988).

No final de janeiro deste ano, conforme o Notícias da TV antecipou, Fausto Silva decidiu não renovar contrato com a Globo. Ele não aceitou proposta da emissora de migrar para as noites de quintas-feiras, com uma projeção de faturamento melhor.


quinta-feira, 29 de abril de 2021

PORTUGUÊS SEM MEMÓRIA EM SÃO PAULO SERÁ PROCURADO POR BURLAS



O cidadão português que, na semana passada, deu entrada num hospital de São Paulo, Brasil, apresentando indícios de desorientação agravada será procurado pelas autoridades portuguesas por supostas burlas.

A revelação foi feita na quarta-feira pela "Record TV", que investigou o passado do homem, identificado como Pedro Miguel Alcântara Duarte. De acordo com a estação de televisão brasileira, o português terá cometido crimes de burla em Portugal e também no Brasil, onde terá burlado pelo menos cinco pessoas. É também suspeito de entrar ilegalmente no país, uma vez que a Polícia Federal não tem registo de entrada de nenhum cidadão com aquele nome.

O cidadão continua internado num hospital de São Paulo, para onde foi encaminhado depois de ter sido encontrado junto à Praça da Sé, no centro da cidade, sem qualquer identificação. O português, que passou 20 dias alegando não se lembrar de nada, acabou por ser reconhecido por amigos na sequência de uma reportagem inicial da "Record TV", onde a fotografia do homem foi divulgada.

PARLAMENTO CHUMBA ORÇAMENTO DO ESTADO

Cabe agora a Marcelo Rebelo de Sousa decidir sobre a dissolução do Parlamento e a marcação de eleições. A Assembleia da República chumbou es...