tradutor com bandeiras. Google Translate

Mostrar mensagens com a etiqueta CARREFOUR-BRASIL. Mostrar todas as mensagens
Mostrar mensagens com a etiqueta CARREFOUR-BRASIL. Mostrar todas as mensagens

sĂĄbado, 21 de novembro de 2020

VIDEO: APÓS MORTE DE HOMEM POR SEGURANÇAS NO CARREFOUR MANIFESTANTES DESTROEM MERCADOS NO BRASIL

 



Na cidade brasileira de Porto Alegre, sul do paĂ­s, manifestantes distribuĂ­ram, na tarde desta sexta-feira (20.11), adesivos com o logotipo do Carrefour manchado de sangue e pediram boicote ao grupo de supermercados. Durante o ato, os manifestantes tambĂ©m ergueram uma faixa onde podia-se ler "Black Lives Matter", e sinais clamando por justiça para "Beto", como a vĂ­tima foi chamada.

Entretanto, os protestos se tornaram violentos na noite de sexta-feira (20.11), quando os manifestantes quebraram janelas e veĂ­culos de entrega na ĂĄrea de estacionamento do supermercado. Uma testemunha da agĂȘncia de notĂ­cias Reuters relatou que a polĂ­cia atirou gĂĄs lacrimogĂ©neo contra os manifestantes.

Em SĂŁo Paulo, dezenas de manifestantes quebraram as janelas da frente de um estabelecimento Carrefour. Foram atiradas pedras, e as portas da frente arrancadas, o prĂ©dio tambĂ©m foi invadido. Os manifestantes derramaram produtos nos corredores. 

No Rio de Janeiro, cerca de 200 manifestantes reuniram-se em frente a um estabelecimento do grupo francĂȘs.

Uma data cĂ©lebre, o dia 20 de novembro Ă© homenageado em vĂĄrias partes do Brasil como o "Dia da ConsciĂȘncia Negra", mas este ano ficou manchado pelo ocorrido em Porto Alegre. 

Muitos crĂ­ticos afirmam que o Brasil nĂŁo Ă© uma harmoniosa 'democracia racial', como acredita-se.


PRESIDENTE GLOBAL DO CARREFOUR BRASIL DETERMINA REVISÃO EM NORMAS

 


O presidente global do Carrefour, Alexandre Bompard, publicou em sua conta no Twitter na noite de 6ÂȘ feira (20.nov.2020) uma sĂ©rie de postagens sobre a implementação de novas medidas de segurança na rede de supermercados apĂłs a morte de JoĂŁo Alberto Silveira Freitas, 40 anos. Ele foi morto pelos seguranças de uma das unidades da empresa em Porto Alegre na 5ÂȘ feira (19.nov). A morte causou protestos em vĂĄrias cidades brasileiras e repercutiu na imprensa internacional.

O post de Bompard sobre JoĂŁo Alberto foi publicado em portuguĂȘs. O post anterior em seu perfil, de 9 de novembro, Ă© em francĂȘs, sobre o general Charles Gaulle, que foi presidente da França. Nas postagens sobre a morte de JoĂŁo Alberto ele disse que medidas internas foram imediatamente tomadas, mas que sĂŁo insuficientes.

Eu pedi para as equipes do Grupo Carrefour Brasil total colaboração com a Justiça e autoridades para que os fatos deste ato horrĂ­vel sejam trazidos Ă  luz”, disse em uma das mensagens.

Em outra, Bompard afirmou que as imagens da agressĂŁo sĂŁo “insuportĂĄveis”.

VIDEO: HOMEM NEGRO MORTO POR SEGURANÇAS EM SUPERMERCADO CARREFOUR NO BRASIL

 ATENÇÃO: AS IMAGENS QUE SE SEGUEM PODEM FERIR A SENSIBILIDADE DOS ESPECTADORES MAIS SENSIVEIS.



assassinato de João Alberto, homem negro de 40 anos, por seguranças na unidade do Carrefour Passo D'Areia, em Porto Alegre, gerou protestos em diversos locais do Brasil nesta sexta-feira. Na capital do Rio Grande do Sul, a manifestação começou no início da tarde, em frente à unidade onde aconteceu o crime.

Em São Paulo, manifestantes se concentraram no vão do Masp e seguiram ao Carrefour da Avenida Brigadeiro Luís AntÎnio, na Zona Sul da capital. O ato foi convocado por organizaçÔes do movimento negro e tem o tema Vidas Negras Importam.

No Rio, dezenas de manifestantes fizeram um protesto no supermercado Carrefour da Barra da Tijuca, na zona oeste do Rio. Aos gritos de "Assassino, Carrefour", eles chegaram a protestar até mesmo dentro do supermercado, pedindo para que a unidade fechasse. Antes, o grupo se posicionou no estacionamento que fica em frente ao supermercado e exibiu faixas com dizeres como "Parem de nos matar" e "Sem Justiça, sem paz". A manifestação foi pacífica.

Em Brasília, as manifestaçÔes se concentraram no Carrefour localizado na Asa Sul. O ato começou na rua e depois entrou na unidade para pedir seu fechamento.

JoĂŁo Alberto foi espancado e morto por dois homens brancos no estacionamento do Carrefour Passo D'Areia, na zona norte da capital gaĂșcha, na quinta-feira, vĂ©spera do Dia da ConsciĂȘncia Negra. Os dois seguranças foram detidos.

VIDEO: TRAFICANTE DESCULPA-SE COM A FOME DOS FILHOS ENQUANTO É PERSEGUIDO PELA POLICIA EM ALTO MAR

  A PolĂ­cia espanhola deteve cinco homens e apreendeu dois mil quilos de haxixe apĂłs uma perseguição em alto mar que durou mais de cinco hor...