Translate

Mostrar mensagens com a etiqueta CHINA. Mostrar todas as mensagens
Mostrar mensagens com a etiqueta CHINA. Mostrar todas as mensagens

quarta-feira, 6 de outubro de 2021

VÍDEO: CHUVA DE DRONES DEIXA MILHARES DE PESSOAS EM PÂNICO DURANTE ESPETÁCULO NA CHINA



Dezenas de drones caíram durante espetáculo de luz, na cidade de zhengzhou, na china. 

O evento fazia parte da comemoração de aniversário de um shopping da cidade. No entanto, pouco tempo depois de os drones entrarem em formação para soletrar o nome do shopping, dezenas deles começaram a cair.

Falha técnica é apontada como a causa do acidente que assustou cerca de cinco mil pessoas.

Ninguém ficou ferido, a causa do incidente está a ser investigada.



sexta-feira, 10 de setembro de 2021

XI JINPING ADVERTE QUE MUNDO SOFRERÁ EM CASO DE CONFRONTO COM EUA


O presidente chinês, Xi Jinping, disse ao homólogo norte-americano, Joe Biden, numa conversa telefónica, que os dois países e o mundo "sofrerão" em caso de confronto entre a China e os Estados Unidos.

"Quando a China e os Estados Unidos trabalham juntos, os países e o mundo beneficiam, mas ambos os países e o mundo sofrerão se os dois países se confrontarem", sublinhou Xi, de acordo com um comunicado difundido pelo Ministério dos Negócios Estrangeiros da China.

"A política dos EUA em relação à China tem causado sérias dificuldades ao relacionamento" entre as duas potências, acrescentou o secretário-geral do Partido Comunista Chinês.

Foi a segunda conversa por telefone entre os líderes das duas maiores economias do mundo, desde que Joe Biden assumiu a presidência dos Estados Unidos, no início do ano.

"Discussão ampla e estratégica"

Em comunicado, a Casa Branca disse que os "dois líderes tiveram uma discussão ampla e estratégica, na qual abordaram áreas em que os interesses convergem e áreas em que os interesses, valores e perspetivas divergem".

Os Estados Unidos manifestaram vontade que os dois lados possam trabalhar juntos em questões de interesse mútuo, incluindo as alterações climáticas e a prevenção de uma crise nuclear na península coreana, apesar das crescentes diferenças.

A relação entre a China e os EUA deteriorou-se rapidamente, nos últimos dois anos, com várias disputas simultâneas entre as duas maiores economias do mundo, incluindo uma prolongada guerra comercial e tecnológica e diferendos em questões envolvendo os Direitos Humanos, o estatuto de Taiwan e Hong Kong, ou a soberania do mar do Sul da China.

Antes da conversa por telefone, um responsável do executivo norte-americano, citado pela agência de notícias Associated Press (AP), disse que a Casa Branca não estava satisfeita com os contactos iniciais com Pequim.

"Olhar em frente e demonstrar valor estratégico e político"

O comunicado emitido pela diplomacia chinesa destacou que "ambos os líderes mantiveram uma comunicação estratégica sincera, ampla e profunda, e abordaram as relações bilaterais e questões pendentes de interesse comum".

"A comunidade internacional enfrenta muitos problemas comuns. A China e os EUA devem assumir maiores responsabilidades e continuar a olhar em frente e demonstrar valor estratégico e político", acrescentou Xi Jinping, de acordo com a mesma nota.

Xi citou em particular as iniciativas chinesas para combater as alterações climáticas, dias após a visita à China do enviado especial dos Estados Unidos para o clima, John Kerry.

Xi e Biden "concordaram em manter uma comunicação regular por meio de vários canais", no âmbito das questões do clima, enquanto orientam responsáveis dos respetivos governos, em diferentes níveis e áreas, para fazerem o mesmo, destacou o comunicado do Ministério dos Negócios Estrangeiros chinês.

O responsável da Casa Branca, citado pela AP, indicou que Biden deixou claro a Xi que não tenciona afastar-se da política da sua administração de pressionar a China nas questões dos Direitos Humanos, comércio e outras áreas em que acredita que Pequim está a infringir as normas internacionais.

Na semana passada, o ministro dos Negócios Estrangeiros da China, Wang Yi, alertou John Kerry que a deterioração das relações entre os dois países pode prejudicar a cooperação na questão do clima.

Wang disse a Kerry que a cooperação não pode ser separada do relacionamento mais amplo e pediu aos EUA que tomem medidas para melhorarem os laços.

Em julho, a vice-secretária de Estado norte-americana Wendy Sherman enfrentou uma longa lista de exigências e reclamações, durante uma visita à China, incluindo acusações de que os EUA estão a tentar conter e suprimir o desenvolvimento do país asiático.

O vice-ministro dos Negócios Estrangeiros chinês, Xie Feng, pediu aos EUA que "mudem a sua mentalidade altamente equivocada e política perigosa".

Desde o início da presidência, Biden tem privilegiado um alinhamento com os aliados para procurar uma abordagem comum para a China. O líder norte-americano vê Pequim como o concorrente económico mais significativo dos Estados Unidos e uma preocupação crescente para a segurança do seu país.

quarta-feira, 14 de julho de 2021

PAIS ABANDONAM FILHA DE 13 ANOS EM ILHA DESERTA PARA DAR-LHE UMA LIÇÃO


Os pais de uma jovem de 13 anos, na China, decidiram abandoná-la, à sua conta, numa ilha deserta.

A jovem, segundo os seus pais, era demasiado "rebelde", e esta foi a forma que arranjaram para lhe dar uma lição sobre trabalho e adversidades.

A decisão foi tomada após a jovem ter decidido sair da escola e passar os dias em casa.

Segundo o Mirror, a ilha em causa fica a um quilómetro da costa da cidade de Rushan e estaria deserta há vários anos. Os pais deixaram a filha apenas com bolachas e água.

A jovem conseguiu salvar-se quando avistou uma embarcação de pesca e fez sinal aos seus tripulantes. Um dos pescadores acabou por alertar a polícia, que entrou em contacto com os pais e os obrigou a ir buscar a filha.

domingo, 28 de junho de 2020

VACINA CHINESA PARA COVID-19, PROMISSORA NOS TESTES EM HUMANOS



Este domingo (28/6) o Grupo Nacional Biotec (CNBG), da China, anunciou que desenvolveu uma vacina contra o coronavirus, e que os primeiros resultados dos ensaios clínicos sugerem que, a imunização seja segura e eficaz. 

Em uma unidade estatal em Pequim, foram feitas doses experimentais introduzindo a criação de anticorpos "de alto nível" em todos os participantes inoculados em ensaio clínico de fase 1 e 2 com mais de 1.1 mil voluntários.

Os pesquisadores chineses avaliam oito candidatos a vacinas já na fase de teste em humanos, tanto na China como no exterior, semana passada o Instituto Butantan e o governo de São Paulo,(Brasil), anunciaram uma parceria para testar outra candidata chinesa na corrida para a imunização.

Até conseguir chegar a uma vacina efectiva, os pesquisadores precisam percorrer varias etapas para testar segurança e resposta imune. A primeira fase é fazer uma pesquisa e identificar as moléculas promissoras(antígenos).

A segunda etapa é a de pré-clínica, onde ocorre a validação da vacina em organismos vivos,( ex: ratos).Chega então a fase clínica em humanos que se divide em três fases.

FASE 1: Avaliação preliminar com poucos voluntários adultos monitorados de perto.

FASE 2: Testes em centenas de participantes que indicam informações sobre doses e horários que serão usados na fase 3. Pacientes são escolhidos de forma aleatória, e são bem controlados.

FASE 3: Ensaio em larga escala (com milhares de indivíduos) que precisa fornecer uma avaliação definitiva da eficácia/segurança e prever eventos adversos. Só então há um registo sanitário.




PARLAMENTO CHUMBA ORÇAMENTO DO ESTADO

Cabe agora a Marcelo Rebelo de Sousa decidir sobre a dissolução do Parlamento e a marcação de eleições. A Assembleia da República chumbou es...