Translate

Mostrar mensagens com a etiqueta COMBUSTÍVEIS. Mostrar todas as mensagens
Mostrar mensagens com a etiqueta COMBUSTÍVEIS. Mostrar todas as mensagens

domingo, 14 de março de 2021

ESTADO FICA COM 60 EUROS DE CADA100 EUROS GASTOS EM COMBUSTÍVEIS


Circula nas redes sociais uma imagem que foca a carga fiscal aplicada aos combustíveis. “Quando for abastecer lembre-se que: Em cada 100 euros, dá 60 euros da sua carteirinha para o bolso do abutre”, aponta a descrição da imagem.


Confirma-se o valor apontado na publicação?

Na altura de abastecer o depósito há dois tipos de impostos que são aplicados: o Imposto sobre o Valor Acrescentado (IVA) e o Imposto sobre Produtos Petrolíferos (ISP). O primeiro é calculado a partir do valor base do produto, correspondendo a uma taxa de 23%. Já o segundo é um valor fixo e está nos 0,67 euros por litro no caso da gasolina e nos 0,51 euros por litro no caso do gasóleo

Segundo cálculos da Deloitte enviados ao Polígrafo, considera-se como preço de referência da gasolina 1,54 euros por litro, o que corresponde a 0,64 euros de valor base, 0,33 euros de IVA e 0,67 euros de ISP. Contas feitas, 61% do valor da gasolina por litro corresponde a impostos. 

Já no caso do gasóleo, e utilizando um preço de referência de 1,46 euros por litro, o produto tem como valor base 0,68 euros, ao que acresce 0,27 euros em IVA e 0,51 euros em ISP. Isto quer dizer que por cada litro de gasóleo pago, 53% do valor corresponde a impostos. 

Afonso Machado Arnaldo, fiscalista da Deloitte, afirma que “com referência à União Europeia, Portugal tem a sétima taxa de IVA mais alta e o quinto ISP mais alto no gasóleo e o sexto ISP mais alto na gasolina”. 

No fundo da tabela estão a Bulgária, a Roménia e a Hungria, países onde o ISP por litro da gasolina é de 0,36 euros e o do gasóleo é de 0,33 euros. No extremo oposto estão os Países Baixos, onde se paga 0,80 euros de ISP por litro de gasolina, e a Itália, onde se paga 0,62 euros de ISP por litro de gasóleo.

Além disso, e por força do facto de o ISP ser um valor fixo por litro e não uma taxa percentual, o fiscalista aponta que “o peso relativo dos impostos em cada litro de combustível é tanto maior quando menor for o preço em bomba”. 

Assim, e segundo os valores de referência à data que esta verificação foi feita, confirma-se que por cada 100 euros de combustível abastecido, em média, 57 euros vão para os cofres do estado. Em específico, são 61 euros no caso da gasolina e 53 euros no caso do gasóleo.

sábado, 6 de março de 2021

GASOLINA PODE SUBIR SEGUNDA-FEIRA PARA O VALOR MAIS ALTO DESDE JUNHO DE 2019


É esperado um aumento de 1,5 cêntimos na próxima semana, o que atirará o preço médio da gasolina 95 para os 1,542 euros. É preciso recuar até junho de 2019 para encontrar um valor mais alto.

O preço da gasolina em Portugal vai aumentar novamente na próxima semana, enquanto o do gasóleo se deverá manter estável.

A evolução das cotações do petróleo nos mercados internacionais faz prever um aumento de 1,5 cêntimos no preço da gasolina, que assim subirá para os 1,542 euros o litro em média. Este será o valor mais alto da gasolina 95 nos últimos 21 meses. É preciso recuar à semana de 3 de junho de 2019 para encontrar um preço médio da gasolina acima deste valor, quando custava 1,57 euros o litro, de acordo com os dados da Direção-Geral de Energia e Geologia. O valor máximo de 2020, pré-pandemia, foi de 1,535 euros na semana de 13 de janeiro.

Já o gasóleo deverá manter-se inalterado nos 1,355 euros o litro, o valor mais alto desde há um ano, quando, na última semana de fevereiro de 2020, custava 1,366 euros o litro.

A notícia de que a Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP) e os seus aliados vão manter praticamente inalteradas as suas quotas de produção em abril animou fortemente os mercados nas últimas sessões. Só ontem, a cotação do brent chegou a valorizar 5,4%, embora tenha fechado a subir apenas 4,13% face à véspera para os 66,74 dólares. E hoje a tendência manteve-se, e o barril de petróleo está já muito próximo dos 70 dólares o barril.

Recorde-se que, desde abril de 2020 até finais de janeiro de 2021, o acordo entre a OPEP e os seus aliados, como a Federação Russa, permitiram reduzir a produção de petróleo em 2.300 milhões de barris, "acelerando o reequilíbrio do mercado", destacou a organização no seu mais recente comunicado.

EXTRADITADO PARA CABO VERDE HOMEM QUE MATOU AGENTE DA PSP EM 2005 NA AMADORA

O cidadão cabo-verdiano cumpriu em Portugal 17 dos 23 anos de prisão a que tinha sido condenado pelo homicídio de Irineu Diniz. O homem que ...