Translate

Mostrar mensagens com a etiqueta COREIA DO NORTE. Mostrar todas as mensagens
Mostrar mensagens com a etiqueta COREIA DO NORTE. Mostrar todas as mensagens

quarta-feira, 17 de fevereiro de 2021

MULHER DE KIM JONG-UN REAPARECE EM PÚBLICO APÓS MAIS DE UM ANO DE AUSÊNCIA


A mulher do líder norte-coreano Kim Jong-un fez a sua primeira aparição pública após mais de um ano ausente em cerimónias, informaram os meios de comunicação estatais, encerrando a polémica sobre a sua ausência prolongada.

Ri Sol ju acompanhou o marido num concerto destinado a comemorar o nascimento de Kim Jong-il, pai e também antecessor do atual líder norte-coreano.

O aniversário do nascimento do segundo integrante da dinastia Kim é conhecido como o "Dia da Estrela Brilhante". É um dos feriados mais importantes do calendário norte-coreano.

O jornal oficial "Rodong Sinmun" divulgou fotos do casal a sorrir e a aplaudir os artistas que se apresentavam no Teatro de Artes de Mansudae, em Pyongyang.

"Quando o secretário-geral entrou no auditório do teatro com a sua mulher Ri Sol ju, ao som de uma música de boas-vindas, todos os participantes os aplaudiram e saudaram", relatou a agência de notícias oficial KCNA.

Nas fotos publicadas, nenhum dos espetadores está a usar máscara.

Ri Sol ju não era vista em público desde janeiro de 2020, durante um evento relacionado com o Ano Novo Lunar.

A sua ausência suscitou muitas especulações sobre o seu estado de saúde. Muitos questionaram se a mulher do líder norte-coreano estava isolada para se proteger do novo coronavírus ou se estava grávida. O casal terá, provavelmente, três filhos.

A Coreia do Norte encerrou as suas fronteiras no início do ano passado numa tentativa de se proteger da pandemia. Kim afirmou repetidamente que o seu país continuava livre do novo coronavírus, o que os especialistas estrangeiros duvidam.

A publicação das fotos ocorre no dia seguinte a uma reunião dos parlamentares sul-coreanos com os serviços de informação de Seul, na qual foi transmitido que a mulher do líder norte-coreano estava a abster-se de qualquer aparição pública devido à pandemia do novo coronavírus e passava o seu tempo junto dos seus filhos.

Ri Sol ju é, juntamente com a irmã do seu marido, Kim Yo-jong, uma das mulheres mais conhecidas do regime patriarcal.

quarta-feira, 10 de fevereiro de 2021

COREIA DO NORTE DESENVOLVEU PROGRAMAS NUCLEAR E DE MÍSSEIS EM 2020, APONTA RELATÓRIO DA ONU

 
Coreia do Norte manteve e desenvolveu seus programas de mísseis balísticos e nucleares durante 2020 em violação a sanções internacionais, segundo relatório da Organização das Nações Unidas (ONU) visto pela Reuters nesta segunda-feira (8).

O relatório, elaborado por monitores independentes, diz que Pyongyang "produziu material de fissão nuclear, manteve instalações nucleares e aprimorou sua infraestrutura de mísseis balísticos" e continuou buscando materiais e tecnologia para estes programas fora do país.

O relatório anual para o comitê de sanções sobre Coreia do Norte do Conselho de Segurança da ONU chega poucas semanas após o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, tomar posse.

Um representante do Departamento de Estado dos EUA disse na segunda-feira que o governo planeja um novo tipo de abordagem em relação à Coreia do Norte que inclui uma revisão completa com aliados "sobre opções contínuas de pressão e o potencial para qualquer diplomacia no futuro".

O líder norte-coreano, Kim Jong Un, e o ex-presidente dos EUA Donald Trump se reuniram três vezes entre 2018 e 2019, mas não conseguiram progredir nos pedidos dos EUA para que Pyongyang desistisse de seus armamentos nucleares e nas demandas da Coreia do Norte pelo fim das sanções.

No último ano, a Coreia do Norte apresentou novos mísseis de curto-alcance, médio-alcance, de lançamentos por submarino e mísseis balísticos intercontinentais em desfiles militares, informa o relatório da ONU.

Embora não tenha havido testes nucleares ou de mísseis balísticos em 2020, Pyongyang "anunciou a preparação para testes e produção de novas ogivas de mísseis balísticos e o desenvolvimento de armas nucleares táticas".

TRUMP ADMITE VOLTAR A CANDIDATAR-SE À PRESIDÊNCIA DOS EUA

  Ex-Presidente norte-americano recusa-se a assumir a derrota nas eleições. O ex-Presidente norte-americano Donald Trump admitiu no domingo ...