Translate

Mostrar mensagens com a etiqueta GNR. Mostrar todas as mensagens
Mostrar mensagens com a etiqueta GNR. Mostrar todas as mensagens

quarta-feira, 10 de março de 2021

GNR COM DUAS NOVAS "BOMBAS" PARA TRANSPORTE DE ÓRGÃOS



A Guarda Nacional Republicana (GNR) tem duas novas viaturas de alta cilindrada dedicadas ao transporte urgente de órgãos. Os carros, no valor de 250 mil euros, foram apreendidos em sede de processos-crime e reverteram a favor do Estado

Uma das viaturas é um Nissan GT-R Black Edition com 530 cavalos e que pode atingir 370 quilómetros por hora. Está avaliado em 150 mil euros. A segunda é um Mercedes CLS avaliado em cerca de 100 mil euros.

Uma das viaturas ficará em Lisboa e a outra no Porto, sendo que ambas estarão exclusivamente dedicadas ao transporte de órgãos, adianta GNR.

Nos últimos dez anos, a GNR já realizou 2 836 transportes de órgãos, empenhando cerca de 5 700 militares e percorrido mais de meio milhão de quilómetros.

"A qualidade e segurança da transplantação de órgãos depende do tempo necessário para o seu transporte, competindo assim à GNR, e em respeito das condições de segurança, chegar ao destino no menor tempo possível, contribuindo deste modo para o salvamento de mais uma vida", informam os militares na sua página do Facebook.


terça-feira, 16 de fevereiro de 2021

IDENTIFICADO POR SIMULAR FURTO DE 539 PNEUS DE CAMIÃO


O Núcleo de Investigação Criminal da GNR de Barcelos identificou um homem de 44 anos por simulação de furto de 539 pneus de um camião.

O suspeito terá armazenado os pneus num armazém na Maia e em Campo Maior simulou ter sido furtado.

Segundo a GNR, a investigação começou na sequência de uma denúncia do furto de parte de uma carga de um camião, no passado dia 11, em Campo Maior, no concelho de Elvas. Após a denúncia, os investigadores conseguiram apurar que depois de ter carregado os pneus em Famalicão, o veículo deveria dirigir-se até Marrocos, mas o camionista parou num armazém, na Maia, onde "retirou e armazenou" parte dos pneus que transportava.

"Foi possível apurar ainda que, após seguir a rota estipulada, o suspeito efetuou uma paragem de descanso na zona de Campo Maior, onde simulou que parte da carga teria sido furtada naquela localidade sem que o mesmo se apercebesse", lê-se na informação da GNR.

A mercadoria alegadamente alvo de furto foi entretanto localizada num armazém na Maia e entregue à empresa proprietária. Os pneus furtados valiam 40425 euros.

O suspeito foi identificado e os fatos remetidos ao tribunal de Elvas.

PORTUGUESES TERIAM DE PAGAR MAIS 22% DE IMPOSTOS PARA MANTER PENSÕES INTACTAS

No longo prazo, para manter a sustentabilidade orçamental e os mesmos benefícios ao nível de pensões,  os portugueses teriam de pagar mais 2...