Translate

Mostrar mensagens com a etiqueta HOMICÍDIO. Mostrar todas as mensagens
Mostrar mensagens com a etiqueta HOMICÍDIO. Mostrar todas as mensagens

sábado, 13 de março de 2021

MULHER MORTA À FACADA NO PORTO PELA EX-COMPANHEIRA

 


Uma mulher, com 26 anos, foi este sábado de manhã morta à facada, na rua Benjamim Gouveia, no Porto. A homicida terá sido a ex-companheira.

A informação recolhida pelo JN, no local, dá conta de que o incidente terá resultado de uma discussão entre duas mulheres.

A alegada agressora, com 31 anos, entregou-se na esquadra da PSP do Bom Pastor, no Porto.

O alerta foi dado às 6 horas deste sábado. O corpo, que estava na via pública, foi retirado pelas autoridades.

O caso está agora na Polícia Judiciária (PJ).

segunda-feira, 2 de novembro de 2020

ESTÁ DETIDO O SUSPEITO DE MATAR A EX-COMPANHEIRA EM GRIJÓ

                                 


O homem de 62 anos suspeito de matar a ex-companheira com uma arma de fogo em Grijó, concelho de Vila Nova de Gaia, na quarta-feira, foi detido pela Polícia Judiciária (PJ).

Em comunicado, a PJ indica que o detido, de 62 anos de idade, terá efetuado "dois disparos contra a vítima", a ex-companheira com 42 anos de idade, "tendo depois atentado contra a própria vida".

A PJ refere que o arguido escondeu a arma de fogo usada antes de ser socorrido, mas esta foi já localizada.

O homem, vendedor de fruta, encontra-se hospitalizado, mas não corre perigo de vida, aguardando ser ouvido em primeiro interrogatório judicial para aplicação das medidas de coação tidas por adequadas.

A GNR revelou na quarta-feira que um homem matou, com um disparo de arma de fogo, a ex-companheira em Vila Nova de Gaia, tendo sido detido numa altura em que estaria a tentar o suicídio com a mesma arma.

terça-feira, 27 de outubro de 2020

HOMEM MATA EX COMPANHEIRA EM GRIJÓ, VILA NOVA DE GAIA, E TENTA SUICÍDIO

 



Um homem matou a tiro a ex-companheira, de 41 anos, esta terça-feira, em Grijó, Gaia. Depois, tentou suicidar-se em Nogueira da Regedoura, na Feira.

O suspeito, que estaria separado da mulher há uma semana, não aceitou a separação. Abordou-a, esta manhã, junto ao carro, na Rua da Figueirinha, em Grijó, e disparou um tiro, que se revelou fatal. Depois tentou matar-se da mesma forma, em Nogueira da Regedoura, tendo sido transportado ainda com vida para o hospital.

O casal, que tinha em comum uma filha de 12 anos e mantinha um negócio de venda de fruta junto à Igreja de Nogueira, já estaria desavindo há algum tempo, dizem os vizinhos. Depois da separação, o presumível homicida foi viver para casa da filha mais velha da ex-companheira, fruto de uma relação anterior, confirmou o JN.

O homem que deu o alerta às autoridades tinha sido avisado por um transeunte sobre um incidente. "Peguei na motorizada e vim ver o que se passava. Quando cheguei ao carro, ainda pensei que era um acidente, mas depois vi o vidro partido e suspeitei que devia haver mais alguma coisa. Vi a senhora junto ao volante, fui para casa e alertei as autoridades", contou ao JN o vizinho Manuel Silva.

PORTUGUESES TERIAM DE PAGAR MAIS 22% DE IMPOSTOS PARA MANTER PENSÕES INTACTAS

No longo prazo, para manter a sustentabilidade orçamental e os mesmos benefícios ao nível de pensões,  os portugueses teriam de pagar mais 2...