tradutor com bandeiras. Google Translate

Mostrar mensagens com a etiqueta INSÓLITO. Mostrar todas as mensagens
Mostrar mensagens com a etiqueta INSÓLITO. Mostrar todas as mensagens

terça-feira, 24 de novembro de 2020

FRANCÊS QUEBRA CONFINAMENTO PARA "IR PARTIR A CARA" DE OUTRO HOMEM

 


                     Disse Ă  polĂ­cia ter autorização escrita para o fazer.

Um francĂȘs de 39 anos foi multado por quebrar o confinamento depois de sair de casa para “partir a cara” de outro indivĂ­duo, intenção que deixou escrita num papel encontrado em sua casa, contaram as autoridades.

Foi encontrado escondido por trĂĄs de um carro na manhĂŁ de sĂĄbado por uma patrulha da polĂ­cia, aparentemente embriagado e transportava uma arma branca. Questionado pela polĂ­cia sobre o porquĂȘ de estar na rua, disse ter autorização para “partir a cara de um gajo. É a minha desculpa e Ă© uma desculpa boa”.

O homem foi detido e transportado para a esquadra. De acordo com as novas regras de restrição em vigor em França, a população necessita de uma declaração para sair de casa.

“De certa forma ele queria respeitar a lei, porque quando foi questionado na esquadra, insistiu que estava a menos de um quilĂłmetro de casa”, contou Ă  CNN o chefe da polĂ­cia de Lannion, Daniel Kerdraon.

O novo confinamento em França permite que a população saia de casa uma hora por dia para praticar exercĂ­cio fĂ­sico, desde que se mantenha num raio de um quilĂłmetro da residĂȘncia.

O francĂȘs de 39 anos foi multado em 135 euros por quebrar o confinamento e outros 150 euros por estar embriagado em pĂșblico. Na segunda-feira foi questionado sobre o transporte de arma branca, ao que respondeu que “nĂŁo pretendia ferir o outro indivĂ­duo com ela”.

As novas medidas em França para evitar a propagação dos casos de Covid-19 implicam o fecho de tudo o que nĂŁo seja essencial, incluindo restaurantes e bares. A população sĂł pode sair de casa para trabalho, motivos de saĂșde ou para comprar bens essenciais.

sĂĄbado, 21 de novembro de 2020

PORTUGUÊS QUERIA TIRAR O CATÃO DE CIDADÃO COM ESCORREDOR DE MASSA NA CABEÇA MAS FOI IMPEDIDO

 


Um cidadĂŁo portuguĂȘs, alegando pertencer ao movimento "Pastafarianismo", quis que a fotografia do cartĂŁo de cidadĂŁo fosse tirada com um escorredor de massa a cobrir-lhe a cabeça.

O homem justificava, entre outros argumentos, que as conservatĂłrias admitem que determinadas pessoas, com base em critĂ©rios religiosos, sejam fotografadas com a cabeça coberta, exemplificando com isso o tratamento concedido Ă s freiras da religiĂŁo catĂłlica. O Instituto dos Registos e Notariado (IRN) negou a pretensĂŁo.

Sob o pretexto de estar a ser discriminado em função da sua "crença religiosa", o homem apresentou reclamação no "Livro Amarelo", destinado ao setor pĂșblico, e atĂ© o Conselho Consultivo foi chamado a pronunciar-se sobre o caso.

No parecer de 15 pĂĄginas, homologado a 5 de maio deste ano e a que o JN teve acesso, aquele ĂłrgĂŁo certifica a existĂȘncia do movimento, tambĂ©m conhecido como "Igreja do Monstro do Esparguete Voador". No entanto, rejeita que se trate de uma "religiĂŁo verdadeira". Essa terĂĄ sido mesmo uma das dificuldades do Conselho Executivo: "identificar a existĂȘncia duma religiĂŁo a enquadrar" para legitimar a cobertura do utensĂ­lio.

"NĂŁo parece que o Pastafarianismo reĂșna suficiente seriedade e consistĂȘncia para que, como tal, mereça ser constitucionalmente protegido", Ă© possĂ­vel ler no documento do IRN que refere ainda que o uso do escorredor a cobrir a cabeça surge sobretudo reivindicado "episodicamente, em ocasiĂ”es especĂ­ficas, como forma de os membros «marcarem» a filiação na Igreja", mas "nĂŁo correspondendo Ă  forma habitual, reiterada, de os seus membros, ou de uma parte significativa deles, se definirem no espaço pĂșblico".

Fundado por Bobby Henderson, em 2005, o movimento surgiu como um protesto contra a decisĂŁo do Kansas School Board de introduzir nas escolas daquele estado o ensino duma variante do Criacionismo, em alternativa Ă  teoria da evolução de Darwin. Henderson terĂĄ mesmo dito que o criacionismo seria tĂŁo plausĂ­vel quanto a ideia de existir um monstro do esparguete voador, tornando-se, assim, o escorredor num sĂ­mbolo religioso.

VIDEO: TRAFICANTE DESCULPA-SE COM A FOME DOS FILHOS ENQUANTO É PERSEGUIDO PELA POLICIA EM ALTO MAR

  A PolĂ­cia espanhola deteve cinco homens e apreendeu dois mil quilos de haxixe apĂłs uma perseguição em alto mar que durou mais de cinco hor...