Translate

Mostrar mensagens com a etiqueta INTERNACIONAL. Mostrar todas as mensagens
Mostrar mensagens com a etiqueta INTERNACIONAL. Mostrar todas as mensagens

terça-feira, 12 de janeiro de 2021

DEPENDER DA SOJA BRASILEIRA É O MESMO QUE APOIAR O DESMATAMENTO DA AMOZÔNIA, DIZ MACRON


SÃO PAULO E BRASÍLIA - O presidente da FrançaEmmanuel Macron, fez críticas ao desmatamento da Amazônia e citou especificamente a soja brasileira, relacionando-a ao problema ambiental. "Continuar a depender da soja brasileira seria apoiar o desmatamento da Amazônia", afirmou Macron, em sua conta oficial no Twitter. A publicação dele é acompanhada de um vídeo, no qual comenta a questão a repórteres.

"Nós somos coerentes com nossas ambições ecológicas, estamos lutando para produzir soja na Europa", afirmou o presidente francês. Macron comanda nesta semana o "One Planet Summit", uma cúpula formada por cerca de 30 chefes de Estado, empresários, representantes de Organizações Não Governamentais (ONGs), evento do qual o Brasil não participa. O tema neste ano foi dedicado à preservação da biodiversidade.

Embora a França não seja individualmente um dos principais compradores da soja brasileira, quase 20% das exportações para a União Europeia, bloco do qual os franceses fazem parte, são de soja e farelo de soja produzidos pelo Brasil, mostram dados da Secretaria de Comércio Exterior do Ministério da Economia consultados pelo Estadão/Broadcast.

No ano passado, o Brasil enviou US$ 28,342 bilhões em exportações para o bloco europeu, sendo US$ 2,9 bilhões em farelo de soja (10%) e US$ 2,6 bilhões em soja (9,3%).

Individualmente, o Brasil exportou US$ 27,1 milhões em soja para a França, além de US$ 544 milhões de farelo de soja, de um total de US$ 1,983 bilhão em embarques para o país europeu.

Apesar do baixo valor, técnicos ponderam que a União Europeia tem uma dinâmica própria do bloco, tendo Países Baixos e Espanha como as principais portas de entrada dos embarques de soja feitos pelo Brasil, devido à sua estrutura portuária. Depois de ingressar na UE é que a soja segue para o destino final.

Por isso, a análise dos dados agregados pode ajudar mais a mostrar o que está em jogo. Segundo os dados, Países Baixos receberam US$ 1,11 bilhão em soja brasileira no ano passado, enquanto a Espanha, US$ 957 milhões. Juntos, esses países responderam por 7,2% das exportações de soja feitas pelo Brasil.

Procurados pela reportagem, os ministério da Economia e da Agricultura disseram que não comentariam as declarações de Macron.

A declaração de Macron é dada no momento em que a União Europeia e o Mercosul negociam um acordo comercial, mas o fracasso brasileiro na proteção ambiental, na opinião de algumas autoridades europeias, seria um entrave para avançar no tema. O desmatamento nas florestas brasileiras está no holofote de governos da Europa e grandes investidores globais, que passaram o último ano pressionando o governo de Jair Bolsonaro por medidas para conter o problema ambiental, sob a ameaça de retirada de investimentos do País.

“A França hoje deixa claro que não quer mais contribuir com o desmatamento, mesmo que seja por meio da sua demanda de soja. O cerco está de fato apertando e o Brasil precisa mandar sinais claros de que está preocupado e disposto a solucionar o desmatamento”, afirma o pesquisador da iniciativa Trase, plataforma de fiscalização de cadeias de commodities, André Vasconcelos, sediada em Londres. Ele frisa que o sinal não vem apenas da França.

“Hoje, a Bélgica e a Espanha anunciaram a entrada no grupo 'Amsterdam Declaration Partnership' - formado por nove países europeus, incluindo a França - que se comprometeu a eliminar o desmatamento associado às suas importações de commodities, como a soja”, diz.

Desmatamento em fazendas de soja

Estudo recente elaborado pela Trase, conjuntamente com a Imaflora e ICV, apontou que no maior Estado brasileiro produtor de soja, Mato Grosso, 27% de todo o desmatamento observado entre 2012 e 2017 ocorreu em fazendas do grão. O estudo mostrou que 80% do desmatamento ilegal em fazendas de soja ocorreu em 400 imóveis, que representam apenas 2% do número total de fazendas de soja no Estado.

Em sua maioria, ao contrário do que se imagina, essas fazendas são grandes imóveis rurais (73%). A estimativa, ainda, é que mais de 80% da soja produzida em fazendas onde ocorreu desmatamento ilegal tenha sido exportada para mercados globais – 46% para a China e 14% para a União Europeia.

Procuradas, a Associação Brasileira dos Produtores de Soja (Aprosoja) e a Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais (Abiove) não comentaram até o momento

Divergências entre Macron e Bolsonaro

Macron tem sido há tempos uma das vozes mais ativas nas críticas internacionais às queimadas na Floresta Amazônica. E se tornou um forte alvo das queixas do governo brasileiro, sobretudo do grupo militar, que reclama de intervenção externa e ameaça à soberania na região.

As posições do presidente francês em relação à Amazônia já levaram a reações inflamadas do presidente Jair Bolsonaro. Em 2019, após Macron levar ao G-7 uma proposta de apoio financeiro ao Brasil para combate às queimadas na floresta, Bolsonaro reagiu: "Macron promete ajuda de países ricos à Amazônia. Será que alguém ajuda alguém, a não ser uma pessoa pobre, sem retorno? O que ele está de olho na Amazônia?", disse.

As farpas chegaram até ao lado pessoal. Em agosto de 2019, o perfil do presidente Jair Bolsonaro na rede social Facebook postou uma mensagem de risadas após um comentário ofensivo sobre a esposa do presidente da França, a primeira-dama Brigitte Macron, feito por um de seus seguidores.

Em um post em que falava da Amazônia, um dos seguidores da página do presidente postou uma montagem com duas fotos. Na de cima, Brigitte aparecia atrás de Macron e, na de baixo, o presidente aparecia com a primeira-dama do Brasil, Michelle Bolsonaro, à frente. Ao lado das fotos, há um texto dizendo “Entende agora pq Macron persegue Bolsonaro?” A página do presidente da República respondeu ao seguidor com “não humilha cara. Kkkk”.

Macron respondeu posteriormente: "Bolsonaro fez comentários extremamente desrespeitosos sobre minha mulher", disse. "O que eu posso dizer? É triste, mas é triste primeiro por ele e pelos brasileiros. Como tenho uma grande amizade e respeito pelo povo brasileiro, espero que tenham rapidamente um presidente que se comporte à altura."

BOLSONARO DIZ QUE PREPARA DECRETOS PARA FACILITAR ACESSO A ARMAS DE FOGO


BRASÍLIA – O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta segunda-feira, 11, que prepara três decretos para facilitar o acesso a armas de fogo a grupos de Colecionadores, Atiradores e Caçadores (CACs).

Ao conversar com apoiadores que o esperavam nas imediações do Palácio da Alvorada, Bolsonaro disse que houve crescimento recorde na venda de armamentos, mas destacou que a alta precisa ser mais robusta. “Nós batemos recorde o ano passado, em relação a 2019. Mais de 90% na venda de armas. Está pouco ainda, tem que aumentar mais. O cidadão de bem, há muito tempo, foi desarmado”, disse ele.

Segundo a Polícia Federal, 179.771 novas armas foram registradas no País no ano passado, o que representa aumento de 91% com relação ao número de 2019.

O presidente foi questionado por um dos apoiadores sobre novos decretos de interesse dos CACs e respondeu que deve publicar as normas ainda nesta semana. “Tem três decretos para sair. Acho que saem essa semana, dois ou três decretos. Eu não posso ir além da lei, vai facilitar mais coisas para vocês”, afirmou.

Envolvido na disputa para emplacar aliados na eleição que vai renovar a cúpula do Congresso, em fevereiro, Bolsonaro levou o tema aos apoiadores. Disse que a tramitação do projeto que pretende aprovar sobre o tema dependerá do próximo presidente da Câmara. Bolsonaro apoia a candidatura do deputado Arthur Lira (Progressistas-AL), chefe do Centrão. O principal adversário de Lira é Baleia Rossi (MDB-SP).

O presidente encerrou dizendo a um dos apoiadores que se apresentou como caminhoneiro que, se dependesse só do chefe do Executivo, a categoria já “teria porte de arma há muito tempo”.

O vídeo com as declarações foi publicado em um canal bolsonarista no YouTube. Bolsonaro cumprimentou seguidores e posou para fotos com aliados e não tratou da covid-19 durante a interação, apesar de o País ter registrado mais de 200 mil mortes pela doença. Além disso, governo vem sendo criticado em relação à demora no início da vacinação. Ele e os apoiadores que aparecem na gravação não usavam máscaras.

O governo vem tomando uma série de medidas para ampliar o acesso de pessoas comuns a armas de fogo. Para o presidente, a população fica mais segura quando cidadãos estão armados.

Uma das providências mais polêmicas foi a revogação de três portarias do Exército que, na prática, dificultavam o acesso do crime organizado a munições e armamentos extraviados das forças policiais. Como mostrou o Estadão, a decisão foi tomada para atender a “administração pública e às mídias sociais”.

segunda-feira, 11 de janeiro de 2021

FORD FECHA TODAS AS FÁBRICAS E ENCERRA PRODUÇÃO NO BRASIL


Fiesta, Ká e Ecosport não vão ser mais fabricados no país.

Ford anunciou o fechamento de todas as fábricas no país em 2021. A montadora disse que vai manter sua cede administrativa, campo de provas e o centro de desenvolvimento no país. Ainda não se sabe quantas pessoas serão demitidas ao todo.

As três fábricas da marca no Brasil vão ser desativadas. São elas: Camaçari, na Bahia, Tatuapé, em São Paulo e Horizonte, no Ceará. Os carros devem ser importados da Argentina e Uruguai, onde a produção continua.

A marca ainda garante vão vai manter o serviço de pós-venda dos veículos vendidos. Em 2019, a fábrica de São Bernardo do Campo da companhia já havia fechado. A produção deve ser encerrada por completo no fim do ano. A Ford chegou ao Brasil em 1919.

Confira o comunicado divulgado pela empresa

A Ford Motor Company anunciou hoje que atenderá os consumidores na América do Sul com um portfólio empolgante de veículos conectados, e cada vez mais eletrificados, incluindo SUVs, picapes e veículos comerciais, provenientes da Argentina, Uruguai e outros mercados, ao mesmo tempo em que a Ford Brasil encerra as operações de manufatura em 2021.

A Ford atenderá a região com seu portfólio global de produtos, incluindo alguns dos veículos mais conhecidos da marca como a nova picape Ranger produzida na Argentina, a nova Transit, o Bronco, o Mustang Mach 1, e planeja acelerar o lançamento de diversos novos modelos conectados e eletrificados. A Ford mantém assistência total ao consumidor com operações de vendas, serviços, peças de reposição e garantia para seus clientes no Brasil e na América do Sul. A empresa também manterá o Centro de Desenvolvimento de Produto, na Bahia, o Campo de Provas, em Tatuí (SP), e sua sede regional em São Paulo. 

A Ford está presente há mais de um século na América do Sul e no Brasil e sabemos que essas são ações muito difíceis, mas necessárias, para a criação de um negócio saudável e sustentável”, disse Jim Farley, presidente e CEO da Ford. “Estamos mudando para um modelo de negócios ágil e enxuto ao encerrar a produção no Brasil, atendendo nossos consumidores com alguns dos produtos mais empolgantes do nosso portfólio global. Vamos também acelerar a disponibilidade dos benefícios trazidos pela conectividade, eletrificação e tecnologias autônomas suprindo, de forma eficaz, a necessidade de veículos ambientalmente mais eficientes e seguros no futuro.

quinta-feira, 7 de janeiro de 2021

MENINO DE 12 ANOS É MORTO APÓS COBRAR R$ 1 DE DÍVIDA POR PASTEL


Um menino de 12 anos foi morto a facadas após cobrar R$ 1 (cerca de 0,15 cêntimos) que teria ficado faltando pelo pagamento de um pastel no Vale do Jequtinhonha, em Minas Gerais. O caso aconteceu na última quarta-feira (6).

De acordo com a Polícia Civil, o Kaique Júnior Moreira da Silva teria ido a casa de uma mulher de 39 anos para cobrar o valor que ficou faltando de uma compra de pastéis feita pelos filhos dela no restaurante em que ele trabalhava.

No momento da cobrança, no entanto, a agressora ficou irritada e apunhalou o menino pelas costas. Ele chegou a sair na rua pedindo ajuda e caiu na calçada. Moradores chamaram o saiu que socorreu Kaique, ele não resistiu aos ferimentos e morreu no hospital.

Após o crime, a mulher se trancou em casa e jogou cinco facas fora. Uma delas foi localizada pelos policiais contendo o sangue da vítima. A suspeita se entregou para a polícia e foi presa em flagrante.

"ASSALTO SEM PRECEDENTES À DEMOCRACIA DOS EUA" BIDEN REAGE À INVASÃO AO CAPITÓLIO


O presidente eleito dos Estados Unidos descreveu esta quarta-feira a invasão de manifestantes pró-Trump ao Capitólio como um "assalto sem precedentes à democracia dos EUA".

"A esta hora, a nossa democracia enfrenta um assalto sem precedentes. Nunca vimos nada assim nos tempos modernos. Um assalto à citadela da liberdade, o próprio Capitólio. Um assalto aos representantes da população e à polícia de Capitol Hill, que os jurou defender", discursa.

 

"Deixem-me ser claro", afirma Biden, "as cenas de caos no Capitólio não refletem a verdadeira América. Não representam quem somos. O que estamos a ver é um pequeno número de extremistas dedicados à desordem. Isto não é dissidência, é caos na margem da sedição. E tem de acabar agora", exige Joe Biden.

O recente eleito presidente dos Estados Unidos apelou a Donald Trump que se apresentasse na televisão e condenasse a invasão do espaço democrático. 

"As palavras de um presidente importam, quer venham de um bom ou mau presidente. No seu melhor, as palavras inspiram, no pior, incitam. Assim, peço ao presidente Trump que se dirija à nação e cumpra a promessa de defender a constituição", disse Biden que descreveu a multidão como uma "insurreição".

Biden sublinhou que "ameaçar a segurança de representantes eleitos "não é um protesto, é uma insurreição". "O mundo está a observar. Estou chocado e triste que a nossa nação esteja a atravessar um momento tão difícil", afirmou.

A invasão do Capitólio por apoiantes do Presidente cessante norte-americano, Donald Trump, inviabilizou esta quarta-feira a ratificação, por parte do Colégio Eleitoral, da vitória do democrata Joe Biden nas eleições de 03 de novembro.

Pouco antes do início dos trabalhos da reunião conjunta do Senado e da Câmara dos Representantes, foi travada uma guerra verbal entre Trump e o seu vice-Presidente, Mike Pence, com o chefe de Estado cessante a pressioná-lo para que não permitisse que o Congresso ratifique os resultados eleitorais, tirando partido da sua função, por inerência do cargo, de presidente do Senado.

Em resposta, e à medida que os arredores do Capitólio se iam juntando milhares de apoiantes de Trump, Pence acabou por desafiar o ainda Presidente, salientando que chefe de Estado cessante não tem o poder para rejeitar os votos eleitorais. 

Na ocasião, Pence argumentou com a Carta Magna dos Estados Unidos, lembrando o juramento que fez de “apoiar e defender a Constituição” o impede de “reivindicar autoridade unilateral para determinar quais os votos eleitorais que devem ser contados e quais os que não devem”.

Após o início dos trabalhos, os republicanos no Congresso opuseram-se à contagem dos votos do Colégio Eleitoral do Arizona, forçando a uma votação sobre a vitória de Biden, ameaçando, paralelamente, contestar resultados noutros estados e perturbando a validação da vitória do candidato democrata.

 UE CONDENA CERCO À DEMOCRACIA AMERICANA E PEDE RESPEITO POR RESULTADOS

O chefe da diplomacia da União Europeia (UE), Josep Borrell, condenou hoje o “cerco à democracia norte-americana” com violentos protestos e invasão do Capitólio, vincando que os resultados das eleições presidenciais “devem ser plenamente respeitados”.

"Aos olhos do mundo, a democracia norte-americana aparece hoje à noite sob cerco. Este é um ataque invisível à democracia norte-americana, às suas instituições e ao Estado de direito”, reagiu Josep Borrell, numa publicação na sua conta oficial do Twitter.

Numa altura de tensão em Washington, o Alto Representante da UE para a Política Externa vincou que “isto não é a América”, adiantando que “os resultados eleitorais de 03 de novembro devem ser plenamente respeitados”.

Josep Borrell disse, ainda, “louvar as palavras de Joe Biden”, que pediu contenção.

"A força da democracia dos Estados Unidos prevalecerá sobre os indivíduos extremistas”, concluiu o chefe da diplomacia europeia.

O Presidente eleito dos Estados Unidos, Joe Biden, afirmou hoje que os violentos protestos ocorridos no Capitólio foram “um ataque sem precedentes à democracia” do país e instou Donald Trump a por fim à violência.

A posição foi assumida numa declaração ao país após a sessão de ratificação dos votos das eleições presidenciais dos EUA ter sido interrompida devido aos distúrbios provocados pelos manifestantes pró-Trump no Capitólio.

Milhares de manifestantes tinham-se reunido hoje em Washington, protestando e contestando a vitória do democrata Joe Biden.

quarta-feira, 6 de janeiro de 2021

SP: IDOSO É PRESO ACUSADO DE IMPORTUNAÇÃO SEXUAL CONTRA ADOLESCENTE


Um idoso de 71 anos foi detido na terça-feira (5) acusado de importunação sexual contra uma adolescente de 14 anos, em Praia Grande, no litoral de São Paulo. De acordo com a Polícia Civil, o crime foi gravado pelo primo da vítima. O vídeo mostra o idoso passando a mão nas partes íntimas da menina. As informações são do G1.

Apesar da gravação, o suspeito negou que tenha cometido o crime. Conforme a polícia, o caso ocorreu no último dia 12. O idoso era amigo da família e já havia empregado uma das irmãs da vítima. No dia em que até a casa delas, a irmã da adolescente não estava.

A vítima estava sentada em uma cadeira usando o celular quando o idoso se aproximou por trás e começou a passar a mão nas partes íntimas dela. O primo da adolescente viu a situação por uma janela e gravou um vídeo para provar o que aconteceu. Ao reparar que está sendo filmado, ele se afasta da vítima.

No dia seguinte ao crime, a mãe da menina registrou um boletim de ocorrência e o caso passou a ser investigado na Delegacia da Mulher. A polícia emitiu um pedido de prisão preventiva, mas quando o pedido foi deferido o homem não foi encontrado na cidade.

Na terça-feira (5), o idoso compareceu à delegacia, acompanhado de dois advogados, e descobriu que havia o mandado de prisão. Ele alegou que foi para a casa do filho em São Paulo, após ter suspeita de Covid-19. Ainda segundo o G1, o caso foi registrado como importunação sexual de menor de idade, e o suspeito permanece preso.

segunda-feira, 4 de janeiro de 2021

FUNDADOR DA ALIBABA DESAPARECE MISTERIOSAMENTE POUCO DEPOIS DE CRITICAR O REGIME CHINÊS


A presença de Jack Ma no reality show em que participava foi apagada sem qualquer aviso prévio

O multimilionário chinês Jack Ma não é visto em público desde o final do mês de outubro, pouco depois de ter feito duras críticas ao regime chinês. De acordo com a imprensa britânica, o magnata foi substituído abruptamente do reality show do qual fazia parte.

Jack Ma, um antigo professor de inglês que fundou a Alibaba, chegou a ser um símbolo de sucesso para o regime chinês, mas o destino do empreendedor tecnológico parece ter mudado a partir do momento em que criticou os regulamentos financeiros na China, afirmando que o “futuro é inovação e não capacidades regulatórias”.

No final do mês de novembro, as autoridades chinesas suspenderam o processo de Oferta Pública Inicial da Ant Company, impedindo que as ações da empresa fossem colocadas à venda. Pouco depois, seria anunciada uma investigação antimonopolista contra a Alibaba.

Agora, a fotografia do milionário foi retirada do site do programa Africa’s Business Heroes, um programa de televisão criado pelo próprio, que procura os melhores empreendedores africanos. Ma foi deixado de fora do vídeo promocional do programa.

A sua presença nas redes sociais também parece ter-se dissipado misteriosamente. O milionário chinês, ávido utilizador da rede social Twitter, deixou de fazer publicações.

Apesar de não existirem indicações de que o empresário corra risco de vida, esta não é a primeira vez que um membro da elite chinesa desaparece misteriosamente depois de criticar as chefias do país ou o seu líder. Em março de 2020, o magnata do imobiliário Ren Zhiqiang desapareceu misteriosamente após ter apelidado do presidente chinês Xi Jinping de “palhaço” pela forma como respondeu à pandemia de covid-19.

De acordo com amigos do Zhiqiang, o empresário acabaria por ser sentenciado a 18 anos de prisão, após confessar vários crimes de corrupção. Essas mesmas fontes sugerem que a confissão tenha sido “forçada”.

quinta-feira, 31 de dezembro de 2020

CAÇULA SE IRRITA COM SOM ALTO E MATA IRMÃO A FACADAS EM CAETÉ


Uma briga de irmãos no Bairro Emboabas, em Caeté, cidade da Região Metropolitana de Belo Horizonte, terminou na morte de um homem de 37 anos. Segundo Boletim de Ocorrência (BO) registrado pela Polícia Militar (PM) na noite dessa quarta-feira, o autor, de 33, irritou-se com o som alto que a vítima escutava enquanto tomava banho.

Nesse momento, de acordo com a versão apresentada aos policiais, o caçula alegou que a mãe passava mal e não teve o atendimento do primogênito. Irritado, o homem de 33 anos pegou uma faca, entrou no banheiro e o golpeou com o objeto no peito.

Em seguida, ainda segundo o BO, o irmão mais novo fugiu e ainda é procurado pela PM. Os policiais chegaram ao local após uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) já estar no local e atender a vítima, que, ainda com vida, estava recebendo atendimento de populares na cabine de uma camionete.

O Samu levou a vítima à Santa Casa de Caeté, mas o homem morreu no local. O autor, o irmão mais novo, é procurado pela polícia.

quarta-feira, 30 de dezembro de 2020

PIERRE CARDIN MORRE AOS 98 ANOS



O estilista francês Pierre Cardin, que fez nome vendendo roupas de alta qualidade para as massas e sua fortuna sendo o primeiro a explorar o próprio nome como uma marca para comercializar desde carros até perfumes, morreu nesta terça-feira aos 98 anos.

No decorrer de uma carreira de mais de 60 anos, Cardin causou repúdio e admiração de colegas estilistas devido ao seu tino empresarial implacável. Ele afirmava ter erguido seu império comercial sem nunca ter pedido empréstimos a um banco.

Cardin foi o primeiro designer a vender coleções de roupas em lojas de departamentos no final dos anos 1950 e o primeiro a entrar no ramo dos licenciamentos de perfumes, acessórios e até alimentos --hoje uma grande fonte de lucro para muitas grifes.

“É a mesma coisa para mim se estou fazendo mangas ou pernas de mesa”, disse certa vez uma citação reveladora de seu site.

Por difíceis que sejam de se imaginar décadas mais tarde, chocolates Armani, hotéis Bulgari e óculos de sol Gucci se baseiam todos na percepção de Cardin de que o glamour de uma marca de moda tem um potencial de comercialização infinito.

Ao longo dos anos, seu nome estampou lâminas de barbear, utensílios domésticos e acessórios vulgares, como cuecas boxers baratas.

Uma vez ele disse que não se incomodaria de ver suas iniciais PC em rolos de papel higiênico, e foi a inspiração de um frasco de perfume de aparência fálica.

Seus detratores o acusavam de destruir o valor de sua marca e a noção de luxo em geral, mas ele parecia essencialmente indiferente às criticas.

“Tive a intuição para comercializar meu nome”, disse Cardin ao jornal alemão Sueddeutsche Zeitung em 2007. “Será que o dinheiro estraga as ideias da pessoa? Não sonho nem um pouco com dinheiro, mas enquanto estou sonhando, estou ganhando dinheiro. Nunca se tratou de dinheiro”.

Cardin também se aventurou além da moda, comprando o lendário restaurante parisiense Maxim’s nos anos 1980 e inaugurando réplicas do estabelecimento em todo o mundo. Ele alavancou ainda mais o investimento lançando o Minim’s, uma rede de fast-food chiques que reproduzem a decoração típica da Belle Époque do restaurante original e exclusivo de Paris.

Seu império inclui perfumes, alimentos, desenho industrial, imóveis, entretenimento e até flores frescas.

“Sempre tentei ser diferente, ser eu mesmo”, disse Cardin à Reuters. “Se as pessoas gostam disso ou não, não é o que importa.”

terça-feira, 29 de dezembro de 2020

PREFEITURA DO RIO FECHARÁ ACESSO À ORLA DURANTE O ANO NOVO


A Prefeitura do Rio de Janeiro informou nesta 2ª feira (28.dez.2020) o fechamento das orlas da cidade. A proibição, que já havia sido determinada para Copacabana, vale agora para as praias da Zona Sul ao Recreio. A medida vale de 31 de dezembro até as 6 horas de 1º de janeiro de 2021.

Além disso, para a noite de Ano Novo, pessoas que não morarem no bairro não poderão ter acesso à praia. Festas, equipamentos de som, queima de fogos, ambulantes fixos e circulação de ônibus também estão proibidos.

O decreto com as novas determinações deve ser publicado ainda nesta 2ª feira (28.dez.2020). 

O metrô deixará de circular na capital carioca às 20h de 5ª feira (31.dez.2020). É a 1ª vez que não funcionará na virada desde 1998.

DADOS DA COVID-19

A taxa de ocupação de leitos de UTI para covid-19 no SUS é de 90% na capital do Estado do Rio de Janeiro. Já em relação aos leitos de enfermaria, a percentagem é de 89%. Leia a nota.

São 533 pacientes internados, sendo 244 em UTIs. A rede SUS da capital tem 1.265 pessoas internadas em leitos especializados, sendo 588 em unidades de tratamento intensivo.

Além disso, de acordo com a prefeitura, 200 pessoas aguardam transferência para leitos na capital e na Baixada Fluminense. Destes, 96 são para leitos de UTI.

EMPRESÁRIO E FAMÍLIA MORREM DURANTE VIAGEM DE FIM DE ANO


Uma história comoveu o Brasil nesta terça-feira (29). Durante uma viagem, um empresário e sua família acabaram morrendo. Contudo afinal, o que aconteceu?

Nesse final de ano, muitas pessoas estão viajando, mesmo com a ainda vigente crise. Então, o empresário Valdecy Cruzeiro resolveu viajar para o litoral com a esposa Luciana Brito Cruzeiro e com as duas filhas Beatriz Cruzeiro e Julia Cruzeiro. Valdecy é do ramo de materiais de construção e saiu do aeroporto Goierê, no estado do Paraná, indo sentido Guaratuba, que fica no litoral do estado. Eles saíram num avião de pequeno porte ainda durante a manhã de hoje.

Contudo, enquanto viajavam e passavam pelas proximidades da cidade de Mato Rico, a aeronave perdeu atitude e caiu, provocando um alto estrondo. Diante do grande barulho a população local tomou uma iniciativa. Eles iniciaram uma busca pela aeronave, que caiu numa área rural.

Depois de alguma procura, o grupo encontrou os destroços do avião próximo a um plantação, dentro do Rio dos Macacos. Até o momento, as autoridades suspeitam que ,durante a viagem, um temporal que ocorreu nesta manhã tenha dificultado o voo, causando problemas e resultando na queda do avião. O caso deixou o povo comovido, pois uma família inteira se foi justamente durante uma viagem cheia de expectativas para bons momentos.

segunda-feira, 28 de dezembro de 2020

AOS 107 ANOS, CONCLUI DOUTORAMENTO E DESVENDA ENIGMA COM MILHARES DE ANOS

 



Homem aproveitou a quarentena para acabar tese iniciada há 30 anos.

Nunca é tarde para fazer o que queremos. A frase é antiga e serve para incentivar qualquer um a perseguir os seus sonhos.

E foi esse o lema seguido pelo colombiano Lucio Cuiquito, que aos 104 anos concluiu, finalmente, a tese de doutoramento que havia começado a fazer há 30 anos.

O centenário aproveitou a quarentena para se sentar à mesa e concluir o trabalho em causa. A par disso, e durante este tempo, conseguiu ainda resolver uma fórmula matemática que permite calcular o caudal perfeito de um rio para se produzir energia elétrica. Um enigma com mais de 20 mil anos e que estava ainda por deslindar.

O engenheiro civil apresentará em breve a tese na Universidade de Manchester, onde se formou em 1947, na área da investigação hidráulica.

Lucio Cuiquito nasceu em 1916, em plena Primeira Guerra Mundial, e chegou a Inglaterra em 1943, quando os nazis bombardearam território britânico na Segunda Guerra Mundial.

Além de se destacar com os seus estudos, tem sido um empresário de sucesso na Colômbia, onde também é conhecido pelo seu trabalho em prol da igualdade de género.

Segundo o mesmo, o segredo para se manter jovem é tomar banho com água fria, comer muita fruta e aproveitar todas as horas mortas para ler ou estudar qualquer coisa.

"O tempo vem e vai, e o tempo perdido jamais voltará", afirma, referindo que o seu próximo objetivo é rever a gramática alemã, uma língua que aprendeu há 90 anos.

domingo, 27 de dezembro de 2020

FILHO MATA A PRÓPRIA MÃE EM SP E POLÍCIA DESCOBRE TUDO APÓS ABRIR O FORNO DO FOGÃO NA CASA DA VÍTIMA



Neste sábado, dia 26 de dezembro, a Polícia Civil realizou diligências na casa de Márcia Lanzane, de 44 anos, que teve sua vida interrompida precocemente, dentro de sua própria casa, na Avenida Tancredo Neves, no bairro Sítio Cachoeira.

Homens da Policia Civil vasculharam toda a casa por conta das investigações do óbito de dona Márcia, e encontraram uma fita com imagens da câmara interna de segurança dentro do forno do fogão que fica na cozinha.

O filho da vítima está sendo acusado pela autoria do crime, à polícia ele disse que sua mãe morreu acidentalmente, porém, de acordo com a assessoria de imprensa da SSP- Secretaria de Segurança Pública, o rapaz de 23 anos de idade, disse que escondeu as imagens porque teve medo que descobrissem que ele empurrou a mãe na noite anterior ao falecimento dela.

A polícia apreendeu três aparelhos celulares que estavam na casa, que poderão ajudar na investigação e conclusão do caso que chocou o estado de São Paulo.

Márcia foi a óbito na manhã de terça-feira, dia  22 de dezembro.

A principio o rapaz disse apenas que havia saído para a academia e ao retornar encontrou sua mãe caída no quarto, sem vida, mas nada disse sobre qualquer envolvimento na morte de sua mãe, até os policiais encontrarem as imagens dentro do forno do fogão.

Diante disso, ele revelou que empurrou a mãe durante uma discussão e ela teria batido com a cabeça com o impacto da queda.

A irmã de Márcia se pronunciou dizendo que a família estava ‘estraçalhada’.


"PAGODE DA COVID": MILHARES CELEBRAM SEM MÁSCARA NO BRASIL


Imagens mostram milhares de pessoas a festejar pela madrugada fora sem condições para cumprir o distanciamento social.

Um evento realizado no litoral do estado brasileiro de São Paulo tem sido alvo de várias críticas por ter desrespeitado as regras sanitárias impostas na região e por alegadamente ter “faltado ao respeito às vítimas mortais da covid-19”.

O “Pagode da Covid”, uma festa na área de São Vicente, reuniu milhares de pessoas na noite de sexta-feira e prolongou-se até à madrugada, avança a comunicação social brasileira, realçando que no local havia carros com som alto e muitas pessoas sem máscara.

Em entrevista ao G1, um dos moradores do local, contou que a festa é tradicional no bairro na altura do Natal e do Ano Novo, reunindo muitas pessoas. Neste ano, conta o jornal, apesar da pandemia, o evento foi realizado normalmente.

A festa terá começado por volta das 18:00 hora local e seguiu até às 06:00 de sábado. De acordo com testemunhas, nenhum dos participantes usou máscara, que é obrigatória nos espaços exteriores, nem cumpriu o distanciamento social.

"Estava completamente cheio, os carros não conseguiam passar”, afirma uma testemunha que capturou fotografias do evento que mostram milhares de pessoas aglomeradas ao longo da rua, sem máscaras e com copos de bebidas nas mãos.

O Governo de São Paulo já reagiu à realização da festa e sublinha que a polícia municipal não recebeu qualquer denúncia para as ocorrências. A autarquia refere que tem equipas noturnas a vigiar a formação de aglomerados populacionais e a garantir que as regras sanitárias são cumpridas.

sábado, 26 de dezembro de 2020

DOS PASSAPORTES ÀS TARIFAS, DAS PESCAS À SEGURANÇA: O ACORDO DO BREXIT EM OITO PONTOS ESSENCIAIS


Bruxelas e Londres fecharam um acordo com duas mil páginas que procura evitar o caos. No entanto, continuam a ser muitas as dúvidas (e as potenciais perdas para cidadãos e empresas)

Quase um ano de negociações depois - e a uma semana do fim do período de transição -, a União Europeia (UE) e o Reino Unido selaram o acordo comercial para o pós-Brexit. Foram vários os pontos de tensão entre as partes (pescas, transportes e políticas de concorrência terão sido os dossiês mais espinhosos), mas, chegada a noite de Natal, Ursula von der Leyen e Boris Johson fecharam o entendimento.

A solução alcançada por Bruxelas e Londres evitará uma saída desordenada e garantirá aos britânicos o acesso ao mercado único europeu (sem tarifas ou quotas), mas poderá ser um pesadelo burocrático para os cidadãos e para as empresas.

Estes são os pontos fundamentais de um acordo com mais de duas mil páginas:

1) Circulação

O acordo não vai beliscar os direitos dos cerca de três milhões de cidadãos europeus que residem no Reino Unido nem do milhão de britânicos que vivem em estados-membros da UE. No entanto, a partir de 1 de janeiro, quem quiser visitar o Reino Unido só o poderá fazer por um período máximo de três meses (sem direito a trabalhar ou estudar).

Para estadas mais prolongadas, terá de ser pedido visto. Mais: de 1 de outubro de 2021 em diante, será necessário apresentar passaporte para entrar no Reino Unido. Apenas os cidadãos irlandeses estarão dispensados desse condicionalismo.

2) Segurança

O Reino Unido vai continuar a colaborar em investigações internacionais, mas vai abandonar, por exemplo, o sistema do mandado de detenção europeu. Deixará também de ser membro de pleno direito do serviço europeu de polícia (Europol) e da agência europeia para a cooperação judiciária (Eurojust).

Não obstante, conservará um mecanismo de acesso privilegiado ao Sistema de Informação de Schengen (SIS II), a base de dados de partilha de alertas policiais acerca de bens furtados e pessoas desaparecidas.

3) Trocas comerciais

Taxas aduaneiras a zero e quotas também a zero, prevê o acordo. Objetivo: não fazer cair a pique a intensidade das importações e das exportações entre as duas partes, que em 2019, somadas, totalizavam perto de 500 milhões de euros.

Ainda assim, tanto Bruxelas como Londres preveem reforçar os controlos fronteiriços e apertar a malha às declarações fiscais de quem entra e de quem sai. O impacto da burocracia pode ser enorme, sobretudo no transporte de mercadorias feito pelos camiões que cruzam o Canal da Mancha.

4) Proteção do selo de qualidade

Haverá um pleno reconhecimento dos direitos de produção e comercialização de bens certificados. O que significa que os produtores europeus terão de cumprir os padrões britânicos e vice-versa.

5) Concorrência

Haverá um mecanismo de fiscalização e de sancionamento caso a UE ou o Reino Unido se sintam lesados pelas políticas económicas, sociais, laborais e até ambientais da contraparte. Os apoios e subsídios estatais a empresas obedecerão a princípios rígidos de transparência. Os litígios, tal como Boris Johnson exigia, não serão resolvidos pelo Tribunal de Justiça da União Europeia.

6) Transportes

A conectividade área, marítima, ferroviária e rodoviária é para manter. As cartas de condução europeias continuarão a ser válidas no Reino Unido, uma vez que o acordo dispensa o pedido de licenças internacionais. Todavia, a entrada em solo britânico com um veículo pressuporá uma carta verde ou de um documento que ateste a cobertura por um seguro.

Além disso, o entendimento Bruxelas-Londres dá garantias de concorrência equitativa e igualdade de condições entre as companhias (dos vários modos de transporte) europeias e britânicas.

7) Pescas

As frotas europeias continuarão a ter acesso aos mares britânicos até junho de 2026. Com uma condição: Bruxelas transferirá 25% do valor das capturas para Londres. Após essa data, haverá negociação anual de quotas. Detalhe não negligenciável: as espécies e as zonas abrangidas pela redução ainda não foram determinadas.

8) Ciência

O Reino Unido vai continuar a participar (pagando inclusivamente) no principal programa-quadro de inovação e investigação da UE, o Horizonte Europa, durante os próximos sete anos. Permanecerá igualmente ligado ao Copérnico e ao Euratom.


quinta-feira, 24 de dezembro de 2020

TODOS OS MACACOS AO SERVIÇO DA NASA EM 2019 FORAM EUTANASIADOS


Todos os macacos ao serviço da Nasa foram mortos em um único dia no ano passado, mostram documentos obtidos pelo jornal Guardian, uma decisão que enfureceu ativistas ambientais em todo o mundo.

Um total de 27 primatas foram eutanasiados por drogas administradas em 2 de fevereiro de 2019,  no centro de investigação da Nasa, em Sillicon Valley, na Califórnia. Os macacos tinham uma idade avançada e 21 deles foram diagnosticados com Parkinson, de acordo com documentos divulgados pelo jornal.

A decisão de eutanasiar os animais em vez de transferi-los para um santuário foi condenada por defensores dos direitos dos animais e outras associações ambientalistas.

Os primatas “estavam a sofrer de privações e frustrações etológicas inerentes à vida em laboratório”, afirma John Gluck, especialista em ética animal na Universidade do Novo México. Gluck acrescenta ainda que os macacos “aparentemente não eram considerados dignos de uma chance de viver em um santuário”

"Nem mesmo uma tentativa? Eliminação em vez da expressão de simples decência. Que vergonha para os responsáveis", critica o especialista.

 O eco de críticas é propagado também por Kathleen Rice, representante do Senado norte-americano, que escreveu à administração da Nasa a pedir explicações pelas mortes dos animais.

A democrata de Nova Iorque afirma que tem lutado para que o departamento de ciências dos Estados Unidos considere atribuir “medidas humanas de retiro aos animais utilizados em laboratório”.

"Aguardo uma explicação da administração sobre o porquê de estes animais terem sido forçados a morrer em cativeiro, em vez de viverem o resto das suas vidas em cativeiro", argumentou a senadora.

Há vários anos que a Nasa mantém uma relação de trabalho com os primatas. Ham, um chimpanzé, recebeu treinos diários antes de se tornar o primeiro macaco a ser lançado ao espaço em 1961, cumprindo com sucesso a sua breve missão antes de mergulhar com segurança no oceano.

Porém, os macacos eutanasiados em 2019 não foram utilizados em qualquer missão ambiciosa no espaço, ou mesmo em iniciativas de investigação. Em vez, permaneceram no centro da Nasa em Sillicon Valley, graças a uma parceria entre a Nasa e a LifeSource BioMedical, uma entidade farmacêutica que providenciou espaços para estes primatas habitarem.

segunda-feira, 21 de dezembro de 2020

VIDEO: EMBAIXADA DOS EUA É BOMBARDEADA NO IRAQUE


Pelo menos três mísseis atingiram a Zona Verde de Bagdá, uma região da capital do Iraque onde ficam edifícios em que funcionam órgãos de outros países, especialmente dos Estados Unidos, neste domingo (20).

Segundo fontes de segurança do Iraque, o alvo era a embaixada dos EUA no país.

Os militares iraquianos disseram que os responsáveis foram um "grupo fora da lei", e que os mísseis são do tipo Katyusha, uma arma de fabricação russa, comum no Oriente Médio, e que é disparada de um veículo.

Os mísseis atingiram um complexo residencial dentro da Zona Verde e danificaram edifícios e carros, mas não há vítimas, de acordo com um comunicado militar.

A embaixada dos EUA no Iraque pediu ações políticas do governo e dos líderes para evitar ataques como esse e a responsabilização dos autores.

Sistema de prevenção desviou um míssil.


Sirenes soaram no complexo da embaixada dentro da zona, que abriga prédios do governo e missões estrangeiras.

Um sistema de proteção desviou um dos mísseis, disse um oficial de segurança cujo escritório fica dentro da Zona Verde.


RÚSSIA FAZ NOVA AMEAÇA NUCLEAR: KREMLIN ADMITE LANÇAR O MÍSSIL BALÍSTICO INTERCONTINENTAL "SATAN II"

leksey Zhuravlyov, deputado da Duma (câmara baixa do parlamento), fez uma nova ameaça nuclear contra o ocidente. Zhuravlyov foi entrevistado...