google.com, pub-4886806822608283, DIRECT, f08c47fec0942fa0

tradutor com bandeiras. Google Translate

Mostrar mensagens com a etiqueta PAÍS-MARCELO REBELO DE SOUSA. Mostrar todas as mensagens
Mostrar mensagens com a etiqueta PAÍS-MARCELO REBELO DE SOUSA. Mostrar todas as mensagens

domingo, 10 de janeiro de 2021

PACTO DE CONFIANÇA NO NATAL NÃO FUNCIONOU E NÃO HÁ ALTERNATIVA AO CONFINAMENTO GERAL


O Presidente da RepĂșblica admitiu este sĂĄbado que o pacto de confiança com os portugueses "nĂŁo funcionou", dado o agravamento da pandemia de covid-19 depois do Natal.

No debate frente a Ana Gomes para as EleiçÔes Presidenciais, Marcelo Rebelo de Sousa foi mais assertivo em relação ao agravamento das medidas.

NĂŁo hĂĄ alternativa ao confinamento geral", afirmou o Presidente recandidato, no dia em que o Governo avançou que o paĂ­s vai entrar num novo confinamento na prĂłxima semana.

Sobre as medidas pouco restritivas no Natal, Marcelo sublinhou que ouviu todos partidos sobre esse assunto e todos concordaram com o alĂ­vio, "alguns ainda" de forma mais "permissiva".

A decisĂŁo teve o efeito que teve. O pacto de confiança com os portugueses nĂŁo funcionou, assumo a responsabilidade", admitiu.

JĂĄ sobre a possibilidade das escolas nĂŁo fecharem portas num novo confinamento, o Presidente sublinhou que Ă© o "grupo de menor risco", mas que ainda nĂŁo estĂĄ decidido que continuem abertas.

A situação nos lares de idosos foi tambĂ©m a debate, Ă  qual Marcelo Rebelo de Sousa referiu que "a coordenação entre a saĂșde e a segurança social nĂŁo correu bem" e sugeriu que tem havido "uma elevação das expectativas em relação Ă  vacinação".

Na resposta Ă  pandemia jĂĄ disse que assumo a responsabilidade do que correu mal", reiterou Marcelo.

sexta-feira, 9 de outubro de 2020

"SE FOR PRECISO REPENSAR O NATAL EM FAMÍLIA REPENSA-SE" , DIZ MARCELO

 



Em uma visita ao Hospital de Braga esta sexta-feira, Marcelo Rebelo de Sousa alertou que "Temos de ter todos a consciĂȘncia de que Ă© uma situação muito grave".

Na Unidade, onde inaugurou 17 salas, o Presidente da RepĂșblica apontou que "estamos jĂĄ num perĂ­odo sĂł comparĂĄvel em gravidade na pandemia Ă quele que foi vivido no inĂ­cio da primavera", significando isso que se trata de um "perĂ­odo muito grave". 

"JĂĄ se sabia que o nĂșmero de casos iria subir para valores superiores a mil", nomeadamente pela "abertura da vida econĂłmica e social e pela abertura das escolas", destacou, acrescentando o chefe de Estado que "temos de ter todos a consciĂȘncia de que Ă© uma situação muito grave".

"Desejamos que nĂŁo dure muito tempo e que nĂŁo suba muito o nĂșmero de casos, que a pressĂŁo sobre os internados e os Cuidados Intensivos nĂŁo seja muito elevada, mas temos a noção, olhando para outros paĂ­ses Ă  nossa volta, que isto pode ser nĂŁo um dia, nĂŁo uma semana, mas semanas e meses", advogou.

Isto implica, na Ăłtica do Presidente da RepĂșblica, "tomar medidas" e "terminando a situação de contingĂȘncia, no dia 15, jĂĄ foi anunciado que o Governo vai reapreciar a situação e as medidas a atuar" para depois desta data, "em função dos nĂșmeros dos prĂłximos dias e previsĂŁo das duas semanas seguintes". "É preciso que as pessoas percebam que isto Ă© uma tarefa de todos".

Assim, "cada qual, por si, tem de fazer um esforço". "Se esse esforço Ă©, e eu fi-lo hĂĄ muitos meses, usar mĂĄscara num acesso a determinado tipo de estabelecimentos" ou "pĂŽr mĂĄscara na circulação na via pĂșblica", as pessoas tĂȘm de se defender. "Ou se defendem ou entĂŁo nĂŁo estĂŁo a contribuir para a sua saĂșde e a dos outros". 

Marcelo Rebelo de Sousa prosseguiu, avançando que "Ă© preciso que se faça um esforço na convivĂȘncia entre pessoas. E que as pessoas pensem o que isso significa: É preciso repensar o Natal em famĂ­lia, repensa-se o Natal em famĂ­lia".

"NĂŁo pode ser um Natal com 100 pessoas, com 60 pessoas, com 50 pessoas, divide-se o Natal pelas vĂĄrias componentes da famĂ­lia", conclui, frisando tambĂ©m que "Ă© preciso repensar programas que se tem com amigos ou convivĂȘncia social".

POLÍCIA DO CAPITÓLIO DETEVE HOMEM COM ACREDITAÇÃO FALSA E FORTEMENTE ARMADO

A polĂ­cia do CapitĂłlio deteve na sexta-feira um homem que tentou entrar no perĂ­metro cercado do centro de Washington, nos Estados Unidos, co...