tradutor com bandeiras. Google Translate

Mostrar mensagens com a etiqueta POLITICA-CHEGA. Mostrar todas as mensagens
Mostrar mensagens com a etiqueta POLITICA-CHEGA. Mostrar todas as mensagens

quinta-feira, 12 de novembro de 2020

CHEGA E ANTÓNIO COSTA EM GUERRA JUDICIAL

 


"A Direção Nacional do Chega, apĂłs reunir em plenĂĄrio, decidiu avançar judicialmente contra o primeiro-ministro portuguĂȘs, dr. AntĂłnio Costa, por ter apelidado o partido de 'extrema-direita, xenĂłfoba e racista' e 'o pior que existe na Europa', lĂȘ-se em comunicado.

Segundo os dirigentes da força polĂ­tica dirigida por AndrĂ© Ventura, "o Chega Ă© um partido legĂ­timo, legalizado pelo Tribunal Constitucional portuguĂȘs e, portanto, nunca poderia ter as caracterĂ­sticas criminosas que sĂŁo elencadas" pelo chefe do Governo".

"AntĂłnio Costa terĂĄ de responder pelas afirmaçÔes que fez, previsivelmente junto do Supremo Tribunal de Justiça", prevĂȘ a direção do Chega.

O partido anunciou ainda que vai entregar "um voto de condenação formal na Assembleia da RepĂșblica ao primeiro-ministro "pelas lamentĂĄveis declaraçÔes feitas e que colocam em causa nĂŁo apenas o Chega como tambĂ©m o PSD e o CDS, devido ao atual contexto de governação nos Açores", desejando que sociais-democratas e democratas-cristĂŁos votem favoravelmente.

"Por fim, o Chega lamenta que um primeiro-ministro revele total desnorte e desonestidade num momento em que começa a ver o poder fugir-lhe das mĂŁos e nĂŁo hesite em denegrir se forma brutal e mentirosa os seus adversĂĄrios polĂ­ticos", lĂȘ-se ainda.

Segunda-feira em entrevista Ă  TVI, AntĂłnio Costa defendeu ser um fator "da maior gravidade" os sociais-democratas em Portugal terem dado "um passo que a direita democrĂĄtica na Europa tem resistido a dar, que Ă© fazer um acordo com um partido da direita xenĂłfoba".

O lĂ­der do PSD-Açores, JosĂ© Manuel Bolieiro, foi indigitado no sĂĄbado presidente do Governo Regional pelo representante da RepĂșblica para os Açores, Pedro Catarino.

O PS venceu as eleiçÔes legislativas regionais, no dia 25 de outubro, mas perdeu a maioria absoluta, que detinha hĂĄ 20 anos, elegendo 25 deputados.

PSDCDS-PP e PPM, que juntos representavam 26 deputados, anunciaram esta semana um acordo de governação, tendo alcançado acordos de incidĂȘncia parlamentar com o Chega e o Iniciativa Liberal (IL).

Com o apoio dos dois deputados do Chega e do deputado Ășnico do IL, a coligação de direita soma 29 deputados na Assembleia Legislativa dos Açores, um nĂșmero suficiente para atingir a maioria absoluta.


VIDEO: MÃE QUER DOAR FILHA POR NÃO TER DINHEIRO PARA COMIDA

  MĂŁe de 17 anos quer doar a filha de 7 meses por nĂŁo ter dinheiro para comprar comida para ela "NĂŁo aguento mais ver minha filha passa...