Translate

Mostrar mensagens com a etiqueta PORTUGAL - 5G. Mostrar todas as mensagens
Mostrar mensagens com a etiqueta PORTUGAL - 5G. Mostrar todas as mensagens

quarta-feira, 23 de dezembro de 2020

LEILÃO DO 5G GERA INTERESSE E ATINGE 61 MILHÕES DE EUROS


O leilão do 5G parece estar a gerar um forte interesse por parte de novos "players" no mercado português. Depois de, no primeiro dia de licitações, reservado precisamente para novos entrantes, os quatro lotes em concurso terem gerado seis rondas com um preço final de 49 milhões de euros, esta quarta-feira a tendência repetiu-se e elevou os valores em cima da mesa para 60 milhões de euros.

No total, no segundo dia, houve mais seis novas rondas pela atribuição de quatro lotes nas faixas dos 900 MHz e dos 1800 MHz. No caso da primeira categoria, (900 MHz) está um lote a concurso com um preço de reserva de 30 milhões de euros. Apesar de já ter havido 12 rondas pela atribuição deste lote, o valor base mantém-se.


Já no caso dos três lotes da faixa dos 1800 MHz, que tinham um preço de reserva de quatro milhões, o preço continua a subir. Depois de ontem ter fechado nos 6,4 milhões de euros, esta terça-feira subiu para 10,4 milhões - 31,2 milhões no total dos lotes.


Tendo em conta a informação pública sobre o leilão, divulgada no site da Anacom, não é possível perceber se a atribuição de algum dos lotes ficou concluída ou não. Caso não tenha ficado, as licitações só devem retomar 4 de janeiro, data em que a Anacom prevê publicar mais informações sobre o leilão. De acordo com o calendário da Anacom, estava previsto que entre os dias 24 e 31 de dezembro não houvesse qualquer ronda de licitação. 

O preço final do encaixe do Estado com estes leilões, que além do serviço móvel em 5G também pretende aumentar a cobertura das atuais redes 4G, vai depender de todos os lotes serem atribuídos ou não, bem como se são comprados pelo preço base. Mas as estimativas da Anacom apontam para receitas de pelo menos 237,9 milhões de euros. Um valor que, tendo em conta a competitividade que está a haver, poderá ser superior.

Só depois de concluída a primeira fase do leilão reservada para novos entrantes é que arranca a segunda etapa para os atuais operadores (Meo, Nos e Vodafone).

quinta-feira, 1 de outubro de 2020

RISCOS DA REDE 5G EM PORTUGAL SÃO ASSUNTO SECRETO

 


O Gabinete Nacional de Segurança já fez a análise aos riscos de cibersegurança que as redes de quinta geração, o chamado 5G, representam em Portugal. Mas o relatório foi classificado como "reservado" e não deverá ser divulgado publicamente.

O documento com os riscos do 5G em Portugal está guardado a sete chaves por ser "sensivel do ponto de vista geopolítico", como destaca o Eco.

Uma fonte oficial do Centro Nacional de Cibersegurança (CNCS) confirma à publicação económica que o relatório está classificado como secreto e que não será divulgado publicamente.

“Na sequência da Recomendação (UE) n.º 534/2019, da Comissão, de 26 de Março de 2019, relativa à cibersegurança das redes 5G, foi criado um grupo de trabalho que promoveu a realização de uma avaliação de risco nacional e participou na avaliação de risco a nível europeu. Esse relatório foi classificado com a marca RESERVADO, pelo que não poderá ser divulgado”, aponta a dita fonte.

O Eco apurou que o relatório já foi entregue à ministra de Estado e da Presidência, Mariana Vieira da Silva, mas repara que nem a própria subsidiária da Huawei em Portugal tem conhecimento do seu teor.

As redes 5G são um tema controverso devido ao eventual acesso ou não da marca chinesa Huawei ao processo.

Os EUA acusam a tecnológica de ser uma ferramenta de espionagem ao serviço do Partido Comunista Chinês.

Nos últimos dias, a diplomacia dos EUA tem pressionado Portugal para assumir um dos lados da contenda, ou o chinês ou o norte-americano.

O Embaixador dos EUA em Portugal deu a ideia de que o seu país está preocupado com vários negócios de empresas chinesas em Portugal, sendo a questão da Huawei e do 5G um dos temas sensíveis.

Nesta semana, espera-se a visita a Lisboa do sub-secretário de Estado dos EUA, Keith Krach. Além de encontros com elementos do Governo, Krach vai reunir-se com executivos de empresas da área das telecomunicações e a os riscos do 5G estarão certamente em cima da mesa.

A Nos, a Altice e a Vodafone Já terão decidido não recorrer à tecnologia da Huawei no ‘core’ das redes 5G, mas isso não coloca automaticamente a operadora chinesa fora do processo.

O arranque do leilão de frequência do 5G deve ser já neste mês de Outubro. A ANACOM está a ultimar os detalhes finais.

PILOTO ESPANHOL DE 14 ANOS MORRE APÓS SER ATROPELADO EM CORRIDA

Hugo Millán, de 14 anos, morreu este domingo após ter sido atropelado por um adversário na sequência de uma queda sofrida durante uma corrid...