Translate

quarta-feira, 13 de outubro de 2021

GASOLINA ULTRAPASSOU PELA PRIMEIRA VEZ OS DOIS EUROS


Pela primeira vez, em Portugal, um combustível ultrapassou a barreira dos dois euros por litro. Um preço registado nalgumas zonas do país e em postos implantados em áreas de serviço nas autoestradas.

Trata-se da gasolina 98 especial que, em diversos postos da Repsol e da BP, chegou aos 2,004 e 2,009 euros por litro, respetivamente, após os aumentos de segunda-feira.

Apesar de os valores da Repsol refletirem o preço praticado em áreas de serviço nas principais autoestradas do país, já os da BP eram praticados nalguns postos de Lisboa e do Alentejo.

O valor, histórico, já terá sido revertido nalguns postos que baixaram o preço para 1,999 euros, mas reflete uma escalada nunca antes vista no nosso país, onde os combustíveis já aumentaram 35 vezes este ano.

terça-feira, 12 de outubro de 2021

LAVA DO VULCÃO CUMBRE VIEJA JÁ ATINGIU 595 HECTARES DA ILHA DE LA PALMA


Pelo menos 595 hectares de área da ilha de La Palma já foram afetados pelo fluxo de lava expelida pelo vulcão Cumbre Vieja, que aumentou após o flanco norte ter desabado no sábado, proporcionando maior fluidez no escoamento.

De acordo com o relatório divulgado hoje pelo Departamento de Segurança Interna do Governo (DSN) espanhol, o fluxo mais ativo de lava atualmente está localizado mais ao norte.

Enquanto um dos fluxos de lava avança em direção ao mar (300 metros), na segunda-feira o outro provocou a combustão de hidrocarbonetos ao passar por uma fábrica de cimento, o que obrigou ao confinamento de cerca de 3.500 pessoas nas áreas de El Paso e Los Llanos de Aridane.

Além disso, foi proibido o acesso a Tazacorte através das áreas evacuadas, até que a situação ao norte da montanha Todoque seja avaliada.

De acordo com o centro de emergência das Ilhas Canárias, o confinamento será mantido até nova avaliação hoje devido ao avanço do fluxo de lava na zona industrial de Callejón de la Gata, que pode afetar mais armazéns e causar novas combustões e emanações de gás que podem ser perigosos.

Em qualquer caso, de acordo com o relatório DSN, todos os fluxos de lava avançam na zona de exclusão onde ocorreu a retirada de moradores. Junto com a nuvem de dióxido de enxofre, há uma quantidade significativa de cinza vulcânica que se move na direção leste devido aos ventos fortes, embora os valores de dióxido estejam abaixo do limite de risco.

Os sismos também continuam e nas últimas horas foi registado um terramoto de magnitude 4,1 na escala de Richter e cujo centro estava a uma profundidade de 13 quilómetros.

Os aeroportos das Ilhas Canárias estão operacionais, embora as companhias aéreas cancelem voos para La Palma.

O vulcão Cumbre Vieja entrou em erupção em 19 de setembro, obrigando à retirada de mais de 6.000 pessoas das zonas afetadas.

A erupção afetou o cultivo da banana e o turismo, as principais fontes de receitas da ilha, onde vivem cerca de 85.000 pessoas.

BOLSONARO IRRITA-SE COM PERGUNTA SOBRE MORTOS POR COVID NO BRASIL


O presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, que está a passar uns dias de férias numa praia, irritou-se quando uma mulher o questionou sobre as mais de 600 mil mortes que a covid-19 já causou no país.

"Em que país não morreu gente?", perguntou Bolsonaro três vezes, que, diante da falta de resposta da mulher, acrescentou visivelmente chateado: "Olha, eu não vim aqui para aborrecer-me".

O Brasil ultrapassou a barreira de 600 mil mortes devido à covid-19 na última sexta-feira e até agora o chefe de Estado ainda não se tinha pronunciado sobre essa marca trágica, que até então apenas havia sido ultrapassada pelos Estados Unidos.

Antes de ser questionado pela mulher, em conversa com alguns apoiantes na praia do Guarujá, em São Paulo, Bolsonaro garantiu que o país "está saindo dessa crise de saúde", considerando que a pandemia "praticamente acabou", tendo em conta a redução acentuada do número de mortes e infeções que foi registada nos últimos meses.

Essa queda vertical nas estatísticas tem sido atribuída, sobretudo, ao avanço da vacinação, que atualmente chega a 47% dos 213 milhões de brasileiros com o esquema vacinal completo, enquanto pouco mais de 70% tem apenas a primeira dose.

"Chamam-me de negacionista e demos 20 mil milhões de reais (cerca de 3,13 mil milhões de euros) para comprar vacinas", acrescentou o líder da extrema-direita brasileira, que desde o início da pandemia sempre minimizou a gravidade da mesma e passou a questionar a eficácia dos imunizantes.

Bolsonaro voltou a criticar a "política do fique em casa, a economia vem depois", em alusão aos confinamentos e a outras medidas que restringiram a mobilidade nos piores momentos da crise da saúde e que foram adotadas por governadores e autarcas.

"Agora temos a inflação e todos pagamos a conta", disse o presidente, que considera que a perda de poder de compra dos brasileiros e o aumento de preços registados este ano, já próximos de 9%, são consequência dessas medidas restritivas.

O Brasil é o país lusófono mais afetado pela pandemia e um dos mais atingidos no mundo ao totalizar 601.011 óbitos e mais de 21,5 milhões de infeções pelo novo coronavírus.

ORDENADA EVACUAÇÃO DE ZONAS DE LA PALMA DEVIDO A AVANÇO DA LAVA PARA NOROESTE


As autoridades da ilha espanhola de La Palma ordenaram esta quarta-feira a evacuação de diversas zonas, devido à previsão de avanço da lava do vulcão Cumbre Vieja para noroeste e a sua proximidade do limite do perímetro já evacuado.

Foi decidida a ativação em várias zonas de Los Llanos de Aridane do nível dois do Plano Especial de Proteção Civil e Atenção a Emergências por Risco Vulcânico na Comunidade Autónoma das Canárias (Pevolca), que estipula que, a partir das 13 horas e até às 19 horas locais (das 12 horas às 18 horas em Lisboa), as pessoas afetadas por esta ordem de evacuação abandonem as suas habitações, com os seus pertences e animais domésticos, e se dirijam ao ponto de reunião indicado.

Até agora, cerca de 800 pessoas cumpriram já esta ordem, e, segundo as autoridades, será permitido às pessoas que não puderem esta terça-feira recolher os seus pertences que o façam nos próximos dias, de forma gradual e acompanhadas, sempre que as condições de segurança permitirem.

É também pedido aos habitantes que colaborem com as forças de segurança na evacuação, mantenham a calma e não propaguem rumores infundados, fechem todas as janelas e portas exteriores, baixem as persianas e fechem o abastecimento de água, gás e eletricidade.

A corrente de lava do vulcão Cumbre Vieja, que entrou em erupção a 19 de setembro, continua a avançar lenta mas inexoravelmente, ameaçando centros urbanos, e os técnicos de emergência vão elaborar um mapa de perigo relacionado com o rumo que a lava poderá tomar.

O mapa foi pedido pelo diretor técnico do Pevolca, Miguel Ángel Morcuende, que também precisou que o número de pessoas retiradas de Los Llanos de Aridane pode variar, porque muitos vizinhos já tinham abandonado a zona anteriormente, há dias, e retirado os respetivos pertences de suas casas antecipando que pudesse acontecer alguma coisa.

A porta-voz científica do Pevolca, María José Blanco, indicou também que nas últimas horas aumentou o sinal de tremor vulcânico, o que em princípio indica que há um maior conteúdo de gás no magma que está a sair da cratera.

Entretanto, o aeroporto de La Palma continua esta terça-feira operacional, mas registou 11 cancelamentos de voos e atrasos, segundo fontes da Aeroportos Espanhóis e Navegação Aérea (AENA), citadas pela agência de notícias espanhola Efe.

Por seu lado, a Binter, a companhia aérea que assegura uma boa parte das ligações do arquipélago das Canárias com a Espanha continental, indicou nas redes sociais que os seus voos com La Palma continuam agendados e, de facto, os primeiros previstos para esta terça-feira, com a Grande Canária, já aterraram.

No entanto, a companhia pede aos passageiros que consultem o estado do seu voo antes de se dirigirem para o aeroporto.

Nos painéis informativos do aeroporto de La Palma, situado em Mazo, era visível o cancelamento de pelo menos quatro voos de diferentes companhias aéreas correspondentes à rota da ilha com Madrid.

segunda-feira, 11 de outubro de 2021

CRIMES E SEGREDOS NORTE-COREANOS REVELADOS POR EX-MILITAR A VIVER EM SEUL


Desde 2014 a viver na Coreia do Sul, Kim Kuk-song, nome fictício, um antigo oficial ao serviço da Coreia do Norte desvendou alguns dos crimes e segredos do regime ditatorial liderado por Kim Jong-un.

Kim Kuk-song (nome fictício) trabalhou durante 30 anos em poderosas agências de espionagem da Coreia do Norte. Por isso, conhece, como ninguém, as dinâmicas do regime ditatorial do país. Numa entrevista exclusiva à BBC, ex-coronel decidiu contar a sua história, onde falou dos assassinatos que coordenou a mando do Líder e ainda de um laboratório de drogas ilegais crucial para alimentar financeiramente o regime.

O leal servo comunista

Em 2009, a Coreia do Norte formou uma nova agência de espionagem. Nesse mesmo ano foi criada uma "task force" de terror para matar um antigo oficial norte-coreano que tinha desertado para o Sul. "Eu pessoalmente dirigi e realizei o trabalho", revelou à BBC.

Hwang Jang-yop era um dos funcionários mais poderosos do país e a sua deserção para o Seul, em 1997, nunca foi perdoada. Mas a tentativa de assassinato correu mal e até hoje dois elementos do exército norte-coreano continuam a cumprir pena de prisão em Seul por conspiração. Pyongyang negou sempre o seu envolvimento neste ataque e alegou que a Coreia do Sul tinha encenado a tentativa.

Mas o testemunho de Kim sugere o contrário. "Na Coreia do Norte, o terrorismo é um instrumento político".

Um ano mais tarde, em 2010, um navio da marinha sul-coreana, o Cheonan, afundou-se depois de ter sido atingido por um torpedo. 46 pessoas morreram e Pyongyang negou ter qualquer responsabilidade no caso. Em novembro desse mesmo ano, artilharia norte-coreana atingiu a ilha sul-coreana de Yeongpyeong e dois soldados e dois civis foram mortos. Apesar de não ter estado diretamente envolvido nos ataques, o antigo coronel garante que a Coreia do Norte foi a responsável por aquelas mortes.

"Na Coreia do Norte, mesmo a construção de uma estrada não pode ser feita sem a aprovação direta do Líder Supremo. O afundamento do Cheonan e o bombardeamento da Ilha Yeongpyeong não são uma coisa que possa ser levada a cabo por subordinados. Este tipo de trabalho acontece sob ordens especiais de Kim Jong-un", revelou, à BBC.

Uma das tarefas de Kim Kuk-song era desenvolver estratégias de espionagem para lidar com a Coreia do Sul. "Há muitos casos em que orientei espiões enviados à Coreia do Sul para realizarem missões. Muitos casos", revela.

"No início da década de 90 houve um caso em que um agente norte-coreano foi enviado e trabalhou no Gabinete Presidencial na Coreia do Sul e regressou à Coreia do Norte em segurança. Depois de trabalhar para a Casa Azul (Gabinete Presidencial da Coreia do Sul) durante cinco a seis anos, regressou e trabalhou para o regime norte-coreano", admitiu Kim Kuk-song.

O desertor fez ainda outra revelação intrigante. "Posso dizer-vos que os agentes norte-coreanos estão a desempenhar um papel ativo em várias organizações da sociedade civil, bem como em instituições importantes na Coreia do Sul", revelou à BBC.

Apesar de ser difícil confirmar a veracidade destas declarações, a NK News, um site americano que fornece notícias e análises sobre a Coreia do Norte, revela que, desde 2017, a quantidade de pessoas presas na Coreia do Sul por espionagem diminuiu consideravelmente, à medida que o Norte se volta para novas tecnologias.

Segundo Kim Kuk-song, o anterior líder norte-coreano, Kim Jong-il, ordenou a formação de novo pessoal nos anos 80 "para se preparar para a guerra cibernética". Pyongyang criou, então, um exército de seis mil hackers qualificados. Acredita-se que o Grupo Lazarus, norte-coreano, é responsável por vários ciberataques em todo o Mundo.

As fontes de rendimento do regime

"Todo o dinheiro na Coreia do Norte pertence ao líder norte-coreano", afirma o desertor. "Com esse dinheiro, ele constrói vilas, compra carros, comida, arranja roupa e desfruta de luxos". Quando estava no Departamento de Operações, Kim Kuk-song recebeu ordens para angariar "fundos revolucionários" para o Líder Supremo, o que significava, na prática, tráfico de drogas.

A Coreia do Norte é suspeita também de produzir droga, sobretudo heroína e ópio, e essa é uma das suas maiores fontes de rendimento. A venda de ilegal de armas ao Irão também é um importante contributo para as receitas do regime.

O país norte-coreano tem continuado a promover o desenvolvimento de armas de destruição maciça e a sua tecnologia está a tornar-se cada vez mais sofisticada.

De acordo com o ex-oficial norte-coreano, Pyongyang também vendeu armas e tecnologia a outros países. Nos últimos anos, as Nações Unidas têm acusado a Coreia do Norte de fornecer armas à Síria, Myanmar, Líbia e Sudão.

Da vida privilegiada à fuga para Seul

Ao longo da sua vida em Pyongyang, Kim Kuk-song teve várias regalias. Conduzia um Mercedes-Benz e podia viajar livremente para o estrangeiro, luxos vedados ao cidadão comum.

As poderosas ligações políticas que Kim conseguiu através do casamento permitiram-lhe que fizesse parte de diferentes agências de inteligência. Mas foram essas mesmas ligações que também o colocaram em perigo.

Depois da ascensão de Kim Jong-un ao poder, em 2011, alguns elementos que faziam parte das altas patentes do regime começaram a ser tratados como uma ameaça. Por temer pela própria vida, Kim elaborou um plano de fuga em 2014 para a Coreia do Sul.

"Abandonar o meu país e fugir para a Coreia do Sul, que na altura para mim era uma terra estrangeira, foi a decisão mais difícil que tive de tomar", confessou.

Existem mais de 30 mil desertores na Coreia do Sul e apenas alguns decidem falar com os meios de comunicação social, por medo de represálias.

Apesar de a BBC não ter conseguido verificar a totalidade das alegações de Kim Kuk-song, os jornalistas conseguiram confirmar a sua identidade.

CONSTRUÇÃO DE BETÃO EM PRAIA DO PORTO "É INACEITÁVEL" E TEM DE SER DEMOLIDA


O ministro do Ambiente e da Ação Climática disse, esta segunda-feira, que a estrutura de betão construída sobre o areal da Praia do Ourigo, no Porto, "é inaceitável" e "agora trata-se de a tirar de lá".

João Pedro Matos Fernandes defendeu que "é inaceitável aquela construção" e admitiu que "o Ministério do Ambiente e as suas estruturas administrativas também estiveram mal neste processo".

"Não consigo entender como é que, em tempo de alterações climáticas, alguém acha que pode promover e licenciar aquela estrutura ali", considerou, acrescentando que "agora trata-se de a tirar de lá".

O governante falava hoje aos jornalistas, depois de ter dado uma lição de sapiência na sessão solene de início do ano letivo na Faculdade de Letras da Universidade do Porto, sobre o tema "Sustentabilidade: investir no presente".

A responsabilidade por aquela obra é da Agência Portuguesa do Ambiente, já tinha afirmado o responsável pela tutela em julho, e voltou a frisar hoje.

Por se tratar de uma estrutura em betão, o apoio de praia em causa gerou uma onda de contestação, tendo levado várias forças políticas a pedir o embargo da obra e a APA, em 07 de junho, a mandar suspender e ordenar a demolição do equipamento.

A Inspeção-Geral do Mar, do Ambiente e do Ordenamento do Território (IGAMAOT) arquivou o inquérito (aberto por ordem do ministro do Ambiente) à atuação das entidades envolvidas na aprovação da obra polémica na Praia do Ourigo, considerando que a APA desencadeou procedimentos tendentes à reposição da legalidade.

O documento aponta incoerências na atuação da Administração da Região Hidrográfica do Norte (ARHN) e defende que a Administração dos Portos do Douro, Leixões e Viana do Castelo (APDL), que concessionou o espaço por 20 anos, não o podia ter feito.

A IGAMAOT diz ainda não existirem evidências de que a ARHN, no âmbito do procedimento de controlo prévio do município, tenha efetuado uma avaliação da solução construtiva proposta de natureza fixa e permanente.

Acrescenta ainda que tal informação, ao contrário da primeira de sentido negativo, "omite qualquer referência ao Plano de Ordenamento da Orla Costeira Caminha-Espinho (POOC-CE), suscitado num primeiro momento e que, em 2016, se encontrava em elaboração.

Por outro lado, a IGAMAOT considera que, mesmo o local não estando sujeito às prescrições do POOC-CE, o apoio de praia em questão "não poderia ser admitido, por se situar numa área potencial de riscos naturais", como tal reconhecido pela APA, no parecer de maio deste ano, que propôs a revogação do parecer favorável condicionado por ela emitido em 2017.

O relatório refere também que a empresa MGM, a quem foi atribuída, em 2019, a licença para ampliação do bar na Praia do Ourigo, no Porto, do qual foi concessionário, foi declarada insolvente em 2015, facto que impunha a caducidade da concessão.

Em comunicado, em 31 de maio, o promotor, que pretendia construir um 'Beach Club' na praia do Ourigo, situada junto à zona da Foz do rio Douro, avisava que, "a concretizar-se o referido propósito revogatório, o mesmo constituirá causa de incalculáveis danos materiais e reputacionais que os responsáveis pelo mesmo terão, necessariamente, que suportar".

Além da IGAMAOT, a APA procedeu à abertura de um inquérito interno.

MATOS FERNANDES LEMBRA QUE PREÇO DOS COMBUSTÍVEIS RESULTA DO MERCADO LIVRE


O ministro sublinhou que "nem este, nem Governo algum, tem qualquer capacidade de intervir" nos preços do gasóleo e da gasolina.

O ministro do Ambiente, João Pedro Matos Fernandes, lembra que mercado dos combustíveis é livre. O governante falava sobre mais um aumento no preço dos combustíveis, registado esta segunda-feira. Matos Fernandes diz ainda que os governos pouco ou nada podem fazer, mesmo que quando entrar em vigor a lei que foi aprovada na sexta-feira pelo Parlamento.

“Foi aprovada a lei na Assembleia da República que só será lei depois do Presidente da República a promulgar e ser publicada e permitirá ao Governo intervir numa parcela é verdade que é uma parcela da fixação do preço dos combustíveis, que é as margens dos próprios vendedores, ao longo de todo o processo. Agora, este é mesmo o domínio onde o mercado é livre. O preço dos combustíveis é fixado a partir daquilo que é essencialmente o preço do bem primário que é o petróleo. Nem este, nem Governo algum, tem qualquer capacidade de intervir”, disse o ministro, sublinhando que o Executivo não tem “qualquer satisfação” com o aumento dos combustíveis.

Além disso, Matos Fernandes explica que a proposta de lei aprovada foi um esforço do Governo para “conquistar uma responsabilidade” para “garantir a justiça nos preços dos combustíveis a partir daquilo que é o preço do petróleo”.

domingo, 10 de outubro de 2021

POLÍCIA DO DUBAI APREENDE 500 QUILOS DE COCAÍNA NO VALOR DE 118 MILHÕES DE EUROS


A polícia do Dubai, nos Emirados Árabes Unidos, apreendeu 500 quilos de cocaína no valor de cerca de 118 milhões de euros e deteve um suspeito, de acordo com uma declaração emitida este domingo pelas autoridades locais.

"A polícia do Dubai impediu recentemente uma tentativa de introdução de 500 quilos de cocaína pura no país, com o objetivo de a vender", anuncia a declaração, sem avançar mais pormenores sobre onde e quando a operação teve lugar.

"A droga, com um valor de mercado na rua de mais de 500 milhões de dirhams, tinha sido escondida num contentor", acrescenta a polícia.

Uma pessoa do Médio Oriente suspeita de atuar como intermediário de um cartel internacional também foi detida, de acordo com a mesma fonte.

Os serviços alfandegários do Dubai anunciam regularmente apreensões de droga no emirado, um dos sete pertencentes à federação dos Emirados Árabes Unidos, que tem leis muito rigorosas em matéria de droga.

O tráfico de droga é punível com a morte, frequentemente comutada para prisão perpétua.

VÍDEO: SEGURANÇA DE DISCOTECA AGREDIU CLIENTE COM SOCOS E PONTAPÉS


As autoridades estão a investigar uma agressão ocorrida na madrugada de 3 de outubro no interior de uma discoteca em Albufeira, no Algarve, captada pelas câmaras de videovigilância do estabelecimento, disse, este domingo, à Lusa fonte da GNR.

As imagens da agressão mostram um segurança a agredir um cliente com socos e pontapés num estabelecimento de diversão noturna, momento presenciado por várias pessoas, sem que alguém intervenha.

Pouco depois do início da agressão, que dura cerca de 30 segundos, entram no espaço dois militares de uma equipa de intervenção da GNR, momento em que a vítima é deixada inanimada no chão pelo agressor.

Questionada pela Lusa sobre se estava em curso uma investigação à ocorrência, fonte do comando geral da GNR adiantou que os "factos visionados nas imagens motivaram a participação dos mesmos ao tribunal competente".

Segundo a mesma fonte, foram identificados dois indivíduos, o agressor e a vítima, tendo a vítima recusado assistência médica, acrescentou.

Ainda de acordo com a GNR, a agressão "teve origem num estabelecimento de diversão noturna de Albufeira, pelas 5 horas da manhã do dia 3 de outubro de 2021".

No vídeo, que dura cerca de um minuto, pode ver-se a vítima de pé a conversar com o segurança, que subitamente lhe desfere um soco, sem que o cliente tenha oportunidade de se defender, caindo para trás. Já com a vítima no chão, o agressor continua a desferir-lhe socos e pontapés, até esta ficar inanimada.

VÍDEO: PELO MENOS 16 MORTOS EM QUEDA DE AVIÃO NA RÚSSIA


A queda de uma aeronave L-140 perto da cidade de Menzelinsk, a leste da república russa do Tartaristão, causou, este domingo, a morte a 16 pessoas, segundo informações da direção regional do Ministério de Emergências russo.

"As 9.23 horas (7.23 horas em Portugal continental) recebemos a informação sobre a queda de um avião ligeiro perto da cidade de Menzelinsk", referiu um representante do Ministério de Emergências, citado pela Interfax.

A mesma informação indica que a bordo seguiam 21 paraquedistas e dois tripulantes.

Unidades de bombeiros e de resgate foram enviadas de imediato para o local do acidente na tentativa de conter as chamas, tendo sido retiradas sete pessoas com vida da aeronave, de acordo com a assessoria de impressa do referido ministério.

Para já as autoridades apontam uma falha técnica como a causa mais provável do acidente.

O avião, um L-410, que pertencia a um aeroclube local, caiu pouco depois de descolar a pouco mais de um quilómetro do aeródromo.

O L-140 é uma aeronave com dois motores, de fabrico checo, que pode transportar até 1,8 toneladas de carga ou 19 passageiros, em distâncias até 1.500 quilómetros.

SUBMARINO DOS EUA COLIDIU COM ALGO DESCONHECIDO NO MAR DO SUL DA CHINA


Um submarino nuclear norte-americano embateu contra "um objeto desconhecido" quando navegava no Mar do Sul do China. Vários tripulantes ficaram feridos.

Ainda não é claro o que causou o incidente, que aconteceu no sábado passado, em águas internacionais no Mar do Sul da China, mas o submarino USS Connecticut continuou "totalmente operacional", segundo oficiais norte-americanos, citados na imprensa, sob anonimato.

A Marinha dos Estados Unidos indicou em comunicado que a extensão dos danos ainda está a ser avaliada e que a zona de propulsão nuclear não foi afetada. Não foram dados mais detalhes sobre o local onde ocorreu o incidente ou o número de pessoas feridas, referindo apenas que as lesões não causaram "perigo de vida".

Dois oficiais citados pela agência de notícias AP disseram que dois dos onze feridos sofreram ferimentos "moderados" e todos receberam assistência a bordo do submarino.

Acrescentaram ainda que o incidente ocorreu durante operações de rotina e que a Marinha não divulgou o sucedido antes de quinta-feira para manter a segurança operacional.

Os dois oficiais que falaram com a AP consideram que o objeto com o qual o USS Connecticut colidiu não é outro submarino. Um dos oficiais admitiu que possa ser um navio naufragado ou um contentor.

Alexander Neill, especialista em defesa e segurança a residir em Singapura, disse à BBC que o número de feridos causados pela colisão sugere que o submarino provavelmente "atingiu algo grande" e estava "a navegar muito rápido".

O incidente, acrescenta, é "incomum, mas não inédito" e expôs o quão ocupada aquela zona está com atividades militares. "O Mar do Sul da China está cada vez mais saturado com navios de guerra de vários países. Embora haja demonstração de força com muitos navios à superfície, não se vê o nível de atividade sob a superfície", explicou Alexander Neill.

Citado na imprensa chinesa, o porta-voz do Ministério dos Negócios Estrangeiros da China manifestou-se "seriamente preocupado" com o incidente e solicitou aos Estados Unidos mais informações, nomeadamente, qual o objetivo da missão do USS Connecticut na região.

CAIXÃO COM CÃO ENCONTRADO EM SANTO TIRSO


A insólita descoberta foi feita ao final da tarde de sábado, por duas pessoas que caminhavam junto a uma área florestal, em S. Tomé de Negrelos, no concelho de Santo Tirso: uma urna funerária em metal, lacrada, estava depositada naquela zona erma. No interior, foi encontrado o cadáver de um cão de grande porte.

Segundo o JN apurou, o caixão, com o tamanho de adulto e aparentando ser antigo, foi encontrado na Rua Alto das Cobras, pelas 19 horas, tendo sido alertada a GNR de Vila das Aves, que de imediato encetou diligências no sentido de apurar se havia ocorrido algum furto de caixão, nomeadamente em cemitérios locais, o que não se verificou.

O delegado de saúde foi chamado ao local, e a urna foi aberta na sua presença, já durante a madrugada, pelos Bombeiros Voluntários de Vila das Aves, que foram acionados para proceder à abertura do caixão. No interior, foi descoberto o cadáver de um cão.

O canil municipal foi contactado para proceder à recolha do cadáver.

sábado, 9 de outubro de 2021

VÍDEO: FLANCO NORTE DO VULCÃO DE LA PALMA DESABOU

 


O flanco norte do vulcão que entrou em erupção em 19 de setembro em La Palma desabou ao início da noite deste sábado, revelou o Instituto Vulcanológico das Ilhas Canárias (Involcan).

O Involcan publicou nas redes sociais imagens do colapso da face norte do cone de erupção do vulcão "Cumbre Vieja", em La Palma, Espanha.

A informação foi avançada pela agência de notícias espanhola, Efe, cerca das 19.30 horas.

Este colapso parcial da face norte do cone do vulcão levou à emissão de fluxos de lava em várias direções, uma das quais causou preocupação ao deslocar uma grande massa de incandescente de terreno.

Imagens do Involcan mostram uma parede de lava a engolir a estrada junto a uma zona industrial.



MULHER ACUSA MOTORISTA DE APP DE DOPÁ-LA COM PANO: "SENTE O CHEIRINHO"



Uma moradora de Canoas (RS) relatou em suas redes sociais que um motorista colaborador da Uber tentou dopá-la. Em vídeo publicado ontem, Duda Bassani, que se apresenta como gestora de turismo, conta que estava saindo do trabalho em direção à sua casa quando o motorista do veículo ofereceu-lhe um produto que, supostamente, servia para desengordurar telas de celulares e óculos. No entanto, ela começou a passar mal ao inalá-lo.

"De repente ele me falou que tinha um produto, que era um desengordurante para tela de celular e para óculos. Perguntou se ficava muito marcada a minha tela e pediu para que eu experimentasse no celular. Eu não dei muita bola, ele pingou um negocinho no pano e eu passei no celular. Depois ele falou: 'Sente o cheirinho, é um cheirinho muito bom'. Eu falei que não tinha sentido e ele pegou o pano de volta, pingou bem mais líquido e passou para trás, pedindo para eu cheirar.

Duda conta que não chegou a levar o pano diretamente até o nariz e que, na ocasião, ainda estava utilizando máscara facial.

"Quando o pano se aproximou eu comecei a tontear e a ficar tudo preto. Aí ele falou: 'Tira a máscara e sente o cheirinho de perto'. E nisso eu já botei a mão na porta e ele as trancou bem nessa hora.

A gestora de turismo ainda relata que o automóvel possuía uma ferramenta para destrancar a porta por dentro e que, por isso, conseguiu saiu sair do veículo.

"Eu já tinha percebido isso e, meio que tonteando, eu puxei o dedo e consegui destrancar a porta. E me atirei do carro em movimento.

Ela ainda relata que o motorista pediu o pano novamente e, antes de correr, ela o atirou de volta.

"Saí correndo desesperada e encontrei uns caras de caminhão e pedi pelo amor de Deus para eles me levarem em casa. Subi no caminhão e eles me levaram. Foi aterrorizante, desesperador.

Duda diz que, em seguida, fez um boletim de ocorrência sobre o caso. Ela ainda relata que, no momento, a Uber se negou fornecer o nome completo do colaborador. "Como a empresa levanta a bandeira de proteger, de segurança à mulher, mas quando têm oportunidade de fazer alguma coisa por isso que aconteceu, não fazem nada?", contestou.

Segundo a atual delegada responsável pelo caso, Clarissa Demartini, da DEAM (Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher) de Canoas, a averiguação do caso está em curso. "Estou mantendo os dados em sigilo para não atrapalhar a investigação", disse ela, a Universa. 

Em nota enviada a Universa, a Uber informou que a conta do motorista já foi desativada da plataforma e que está em contato com as autoridades para colaborar com a investigação. "A Uber repudia qualquer tipo de comportamento abusivo contra mulheres", diz comunicado.

A empresa ainda afirmou que está à disposição das autoridades e que participa "ativamente do enfrentamento da violência contra a mulher" com projetos voltados para a questão, incluindo campanhas contra assédio, podcast educativo para parceiros e canal de suporte psicológico para vítimas de violência de gênero na plataforma.

"Segurança é uma prioridade para a Uber e inúmeras ferramentas atuam antes, durante e depois das viagens para torná-las mais tranquilas, como, por exemplo: o compartilhamento de localização, gravação de áudio, detecção de linguagem imprópria no chat, botão de ligar para a polícia, entre outros", finaliza o comunicado.

Em caso de violência, denuncie 

Ao presenciar um episódio de agressão contra mulheres, ligue para 190 e denuncie.

Casos de violência doméstica são, na maior parte das vezes, cometidos por parceiros ou ex-companheiros das mulheres, mas a Lei Maria da Penha também pode ser aplicada em agressões cometidas por familiares.

Também é possível realizar denúncias pelo número 180 Central de Atendimento à Mulher e do Disque 100, que apura violações aos direitos humanos.

Há ainda o aplicativo Direitos Humanos Brasil e através da página da Ouvidoria Nacional de Diretos Humanos (ONDH) do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMFDH). Vítimas de violência doméstica podem fazer a denúncia em até seis meses. 

VÍDEO: MUNDIAL: JORNALISTA INTERROMPE DIRETO DEVIDO A FOGO NO ESTÁDIO DO ANDORRA-INGLATERRA


Um incêndio deflagrou esta sexta-feira junto ao relvado do Estádio Nacional de Andorra, um dia antes da seleção da casa defrontar a Inglaterra, num jogo de qualificação para o Mundial 2022.

O momento foi filmado em direto por repórteres da Sky News que se encontravam no local.

Sky Sports avança que o fogo já foi dominado, mas que ainda estão por apurar as consequências que o incidente terá no jogo deste sábado, já que pelo menos uma estrutura de metal sofreu danos.

“Acreditamos que aquela era a área onde seria colocado o ecrã do videoárbitro. O mais importante é que ninguém ficou ferido. Ninguém dentro do estádio se magoou nem nos edifícios residenciais ao redor”, informou o jornalista britânico.


GORDOFOBIA. CHEGOU A PRIMEIRA CONDENAÇÃO EM TRIBUNAL

 


Um tribunal brasileiro deu razão a queixa apresentada por uma bailarina plus size e condenou o humorista Leonardo Lins a uma indemnização por danos morais. Thaís Carla e associações que lutam contra este tipo de discriminação já vieram aplaudir a mudança.

O significado da palavra não deixa margem para dúvidas. Gordofobia é apresentada no dicionário como “repulsa ou preconceito contra pessoas gordas”. Muitas vezes satirizadas e postas de parte, a sociedade nem sempre aceita e convive bem com as pessoas que vivem esta condição, provocando danos em quem padece da situação.

Brasil toma agora a dianteira e consegue a primeira condenação contra a gordofobia. A conquista foi feita pela bailarina Thaís Carla que, aos 29 anos, venceu uma batalha em tribunal contra o humorista Leonardo Lins por danos morais e após ter sofrido gordofobia.

Não sendo considerado crime, o tribunal enquadrou, pela primeira vez, os comentários no âmbito da injúria e dos danos morais, da esfera do direito cível e penal. As explicações foram dadas ao site Globo pela advogada, cofundadora do projeto Gorda e membro da Comissão de Direitos Sociais da OAB/ES, Mariana Vieira de Oliveira.

Cada penalização será conforme o crime enquadrado. No caso de danos morais com expressão ao nível da indemnização as punições são multas ou detenção. O valor da multa é decidido conforme a agressão cometida.

Thaís Carla é influenciadora digital, é casada com o fotógrafo Israel Reis, tem duas filhas e tem feito das redes sociais o palco de uma luta a que tem chamado ‘militância gorda. Ela surge nas plataformas em biquíni, a fazer coreografias e a fazer apologia à beleza das pessoas gordas.

sexta-feira, 8 de outubro de 2021

TRIBUNAL NÃO ADMITIU RECURSOS DE LUÍS FILIPE VIEIRA E DO FILHO


O juiz Carlos Alexandre rejeitou os recursos apresentados pelo ex-presidente do Benfica e do filho que pediam a devolução das cauções apresentadas. Os advogados vão reclamar para o presidente da Relação de Lisboa.

O Tribunal Central de Instrução Criminal entendeu que os recursos apresentados pelos advogados de Luís Filipe Vieira e de Tiago Vieira apresentam os recursos fora de prazo pelo que não foram admitidos.

Magalhães e Silva, advogado do ex-presidente do Benfica, confirmou ao JN que já foi notificado da decisão e que vai contestá-la. O advogado garante que o recurso foi apresentado dentro do prazo e vai reclamar para o presidente do Tribunal da Relação de Lisboa.

Em causa estão entendimentos diferentes do prazo. Para os advogados, a partir do momento que Luís Filipe Vieira deixou de estar em prisão preventiva, o processo deixou de ser urgente pelo que a contagem do prazo foi suspensa durante as férias judiciais.

Já para o Ministério Público e para o juiz Carlos Alexandre, o processo foi sempre urgente pelo que o prazo continuou a ser contado durante as férias judiciais.

O juiz tinha determinado uma caução no valor de três milhões de euros para o ex-presidente do Benfica sair em liberdade. Luís Filipe Vieira entregou a hipoteca de dois imóveis no Dafundo, no valor de 1,4 milhões cada e, ainda, um depósito-caução de 240 mil euros.

Já Tiago Vieira, tinha entregado a penhora de um imóvel de 600 mil euros.

"NÃO É SÓ NO BRASIL". BOLSONARO DIZ QUE PORTUGAL "VIVE A QUINTA PIOR CRISE EM 150 ANOS"


O Presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, comparou, na quinta-feira, a inflação sentida no Brasil com a de outros países, dizendo mesmo que "'Portugal vive a quinta pior crise em 150 anos'".

Na sua habitual transmissão em direto nas redes sociais, Bolsonaro segurou numa página no jornal "Expresso", publicada em fevereiro, numa comparação das crises económicas de outros países. "'Portugal vive a quinta pior crise em 150 anos'", afirmou.

"Tem uma menina de Juiz de Fora (cidade de Minas Gerais), que está em Portugal, que tem mandado uns vídeos para mim em supermercados, em postos de gasolina, mostrando como está a situação critica lá em Portugal também", acrescentou ainda o chefe de Estado brasileiro, frisando que "essa crise é no mundo todo, não é só no Brasil".

Também na quinta-feira, Bolsonaro disse que o Brasil deverá enfrentar "problemas de abastecimento" no próximo ano devido à falta de fertilizantes provenientes da China. "Eu vou avisar um ano antes: por questão de crise energética, a China começa a produzir menos fertilizantes. Já aumentou de preço, vai aumentar mais e vai faltar. A cada cinco pratos de comida no mundo, um sai do Brasil. Vamos ter problemas de abastecimento no ano que vem", declarou Bolsonaro, numa cerimónia no Palácio do Planalto, em Brasília.

O Banco Central brasileiro previu que a inflação em 2021 chegará a 8,3% no país, superior aos 5,8% projetados em junho e bem acima da meta que foi imposta pelo Governo para este ano, que é de 3,75%, com intervalo de tolerância de 1,5 pontos percentuais em ambos os sentidos.

Impulsionada pelo aumento do preço dos combustíveis, a inflação no Brasil atingiu 0,87%, em agosto, o maior nível para o mês desde 2000, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

quinta-feira, 7 de outubro de 2021

ASSOCIAÇÃO DA GNR RECEIA QUE CÂMARAS DE VIDEOVIGILÂNCIA VENHAM SUBSTITUIR POLÍCIAS


A Associação dos Profissionais da Guarda (APG/GNR) lamentou esta quinta-feira que o Governo aproveite a questão das câmaras nas fardas dos polícias, as chamadas "bodycams", para alargar o âmbito da videovigilância e querer substituir este instrumento por polícias nas ruas.

"A proposta de lei torna tudo muito mais amplo. O Governo, mais uma vez sabidamente, tenta fazer mais do que aquilo que se pretende. Aquilo que o Governo pretende é, aproveitando a questão das "bodycam", alargar a videovigilância e torná-la muito mais abrangente", disse à agência Lusa o presidente da APG.

César Nogueira comentava a proposta do Governo, apresentada na quarta-feira no parlamento, sobre a utilização de sistemas de videovigilância pelas forças e serviços de segurança, que além de permitir aos polícias usarem câmaras nos uniformes, as chamadas "bodycams", alarga o âmbito do uso destas tecnologias pelas polícias.

O Governo pretende que os elementos da PSP e GNR possam usar as câmaras de videovigilância em operações de segurança de grande complexidade, no apoio à atividade policial, no controlo de tráfego na circulação rodoviária, marítima e fluvial, circulação de pessoas nas fronteiras e em operações de busca e salvamento, possibilitando também, em caso de atos terroristas, a visualização e o tratamento de dados por um sistema de gestão analítica e a captação de dados biométricos.

Defendendo o uso das '"odycams" pelos polícias, o presidente da APG lamenta que este instrumento tenha sido inserido numa proposta "muito mais ampla" em que "parece que o Governo quer quase colocar as câmaras de videovigilância a substituir as forças policiais".

"Não concordamos que se vá nesse sentido, porque a prevenção não se faz com câmaras. A videovigilância deve servir como complemento para prevenção e depois para a obtenção de prova e não como substituto dos elementos humanos para a prevenção", precisou.

César Nogueira receia que no futuro a prevenção do crime venha a ser feito por sistemas videovigilância e que seja reduzido o número de elementos humanos.

JOVEM DIAGNOSTICADA COM A "DOENÇA" HOMOSSEXUALIDADE EM ESPANHA


Uma jovem de 19 anos foi diagnosticada, depois de ter visitado um ginecologista, com a "doença" homossexualidade, em Múrcia, Espanha. Agora, a família da rapariga e um grupo LGBTI espanhol exigem um pedido de desculpas por parte do médico que considerou a orientação sexual da jovem uma doença.

Na segunda-feira, a paciente em questão foi a uma consulta de ginecologia no hospital Reina Sofía, na cidade de Múrcia, por causa de uma anomalia no ciclo menstrual. Após ter sido avaliada pelo médico, a jovem recebeu o relatório médico que indicava que a sua doença atual era a homossexualidade.

A mãe da jovem, Santi, admitiu ao jornal espanhol online elDiario.es que o ginecologista perguntou à sua filha se podia incluir a orientação sexual no relatório e que ela consentiu, porque na altura acreditou a informação poderia ser relevante. "No início, achei engraçado, mas não é", lamentou a jovem que embora não tenha "levado mal", admite que aquela atitude pode ser vista como um insulto.

Por terem considerado esta atitude discriminatória, mãe e filha decidiram apresentar queixa contra o médico em questão ao Serviço de Saúde de Múrcia (SMS) e exigem também que esta informação seja retirada do registo médico da jovem por a considerarem "degradante". A queixa foi acompanhada pela associação Galactyco, um coletivo local LGBTI, que se manifestou contra esta atitude discriminatória ao governo regional de Múrcia, ao ministério regional da saúde e ao serviço regional de saúde.

Ao jornal espanhol, Santi revelou ainda que o profissional de saúde em questão já tinha sido alvo de outras queixas semelhantes.

"A Organização Mundial de Saúde retirou a homossexualidade da lista de doenças mentais em 1990 e, no entanto, 31 anos depois, ainda há alguns profissionais no serviço de saúde de Múrcia que veem a orientação sexual como uma doença", pode ler-se numa declaração do coletivo Galactyco.

Disposta a defender os direitos da comunidade LGBTI, a Galactyco revelou também que este caso estava longe de ser um incidente isolado.

"A nossa associação recebeu inúmeros relatos de tratamentos discriminatórios devido à orientação sexual ou de género, por isso consideramos alarmante, inaceitável e intolerável que existam profissionais responsáveis pela nossa saúde, mas que ignoram as realidades das pessoas LGBTI", concluem na declaração.

Ao elDiario.es, um porta-voz do Serviço de Saúde de Múrcia revelou que tinham conhecimento do incidente e admitiu que "serão tomadas todas as medidas necessárias para estabelecer adequadamente os factos e proceder em conformidade". A SMS assegurou ainda que o hospital Reina Sofia irá pedir desculpa à paciente.

JUIZ NEGACIONISTA DEMITIDO PELO CONSELHO SUPERIOR DA MAGISTRATURA


O juiz Rui Fonseca e Castro, conhecido pelas suas posições negacionistas no âmbito da pandemia de covid-19, foi demitido por decisão unânime do Conselho Superior da Magistratura.

Rui Fonseca e Castro, atualmente colocado no Tribunal de Odemira, encontra-se suspenso preventivamente desde março.

A decisão do Conselho Superior da Magistratura (CSM) em demitir o juiz, ou seja, de o expulsar da profissão, foi tomada por unanimidade e é a medida sancionatória mais grave.

Entre as justificações para a demissão, o CSM aponta o facto de Rui Fonseca e Castro, "não deixando de invocar a sua qualidade de juiz", publicar nas redes sociais vídeos em que "incentivava à violação da lei e das regras sanitárias" relativas à pandemia de covid-19.

Segundo a deliberação do CSM, "a sanção de demissão implica imediato desligamento do serviço" do juiz Rui Fonseca e Castro, que pode ainda recorrer nos próximos 30 dias desta deliberação para o Supremo Tribunal de Justiça, embora o recurso não suspenda a decisão de hoje.

A decisão sancionatória, que já foi comunicada a Rui Fonseca e Castro e ao seu advogado, deve-se também ao facto de o juiz ter feito "afirmações difamatórias dirigidas a pessoas concretas e a conjuntos de pessoas".

O CSM apontou ainda a Rui Fonseca e Castro nove dias úteis consecutivos de faltas não justificadas e não comunicadas no início de março de 2021 "com prejuízo para o serviço judicial", uma vez que "implicaram o adiamento de audiências de julgamento já agendadas".

Por estas faltas injustificadas, o CSM determinou, além da demissão (expulsão), a perda de vencimento relativo a estes dias em que faltou.

O CSM considerou também que, num julgamento realizado em 24 de março passado, Rui Fonseca e Castro deu "instruções contrárias ao disposto na lei no que respeita a obrigações de cuidados sanitários no âmbito da pandemia", fator que também pesou na deliberação hoje tomada pelo plenário do órgão de gestão e disciplina dos juízes.

Rui Fonseca e Castro interrompeu e adiou uma audiência que dirigia no Tribunal de Odemira, "com prejuízo para a celeridade processual e interesses dos cidadãos afetados", por o procurador e o funcionário judicial se terem recusado a tirar as máscaras.

Exigiu também, na qualidade de juiz, a todos os presentes na audiência de julgamento que tirassem a máscara para se identificarem.

No dia em que foi ouvido no CSM, em audiência pública, no processo disciplinar que propunha a sua expulsão, Rui Fonseca e Castro insultou membros daquele órgão máximo da magistratura judicial, incluindo o presidente do Supremo Tribunal de Justiça (STJ), que preside também ao CSM por inerência.

À entrada para a audiência pública em que foi ouvido no processo disciplinar, o juiz chegou a provocar os polícias da PSP que vigiavam os seus apoiantes.

"Não me toque e ponha-se no seu lugar. Eu sou uma autoridade judiciária e o senhor está abaixo de mim", disse a um dos agentes da PSP à porta do CSM.

Posteriormente, a PSP participou do comportamento do juiz ao Ministério Público (MP), tendo a Associação Sindical de Juízes Portugueses repudiado "o comportamento de desafio ostensivo e gratuito" de Rui Fonseca e Castro.

TRÊS DOSES DA VACINA DA PFIZER SÃO EFICAZES CONTRA VARIANTE OMICRON

A vacina contra a covid-19 desenvolvida pelas empresas Pfizer e BioNTech "ainda é eficaz" contra a variante ómicron do vírus com &...