Translate

quarta-feira, 11 de janeiro de 2023

AUTORIDADES INVESTIGAM "SINAIS DE VANDALISMO" NA REDE ELÉTRICA BRASILEIRA


As autoridades brasileiras estão a investigar "sinais de vandalismo" e "sabotagem" na rede elétrica nacional e a sua possível relação com os manifestantes radicais que defendem um golpe de Estado.

A Agência Nacional de Eletricidade (Aneel, o organismo regulador) disse que desde a noite de 08 de Janeiro, três torres de transmissão caíram uma no estado do Paraná (sul) e duas em Rondónia (norte) entre outros danos nas instalações elétricas.

No Paraná, "há indícios de vandalismo" na queda de uma torre que transporta energia da central hidroelétrica de Itaipu, que o Brasil gere juntamente com o Paraguai, para o interior de São Paulo.

A empresa também comunicou danos a três outras torres na linha e salientou que "não foram identificadas condições atmosféricas adversas" que pudessem ter causado os danos.

Em Rondónia, estão a investigar os danos que causaram a interrupção temporária de 14 unidades geradoras nas centrais hidroelétricas de Jirau e Santo António, bem como o colapso de duas outras torres.

Nestes casos também mencionam "indícios de vandalismo" e "sabotagem", uma vez que num deles a torre abatida foi cortada através da base.

Neste contexto, o Ministério das Minas e Energia criou um gabinete de crise para monitorizar o sistema elétrico brasileiro.

Também pretende esclarecer se os incidentes registados até à data estão relacionados com o ataque às sedes do Parlamento, da Presidência e do Supremo Tribunal, cometido por milhares de apoiantes do ex-presidente Jair Bolsonaro no domingo.

Estes grupos de extrema-direita semearam o caos na capital brasileira durante quatro horas na sua tentativa frustrada de expulsar Lula e devolver Bolsonaro ao poder.

Entre a noite de domingo e o início da manhã de segunda-feira, houve também bloqueios isolados em algumas estradas do país e uma tentativa de paralisar à força a distribuição de combustível no Paraná, em ações também organizadas por bolsonaristas radicais.

terça-feira, 10 de janeiro de 2023

ELON MUSK PERDEU TANTO DINHEIRO QUE QUEBROU UM RECORDE DE GUINNESS


Elon Musk começou o ano a quebrar um recorde da Guinness: a maior perda de dinheiro de sempre.

O CEO da Tesla e do Twitter perdeu tanto dinheiro no ano passado que conseguiu quebrar o recorde mundial de "maior perda de fortuna pessoal da história", de acordo com um comunicado do Guinness World Records.

Não é conhecido quanto dinheiro perdeu Musk, mas a revista "Forbes" estimou recentemente que o património líquido de Musk caiu 183 mil milhões de dólares (cerca de 170 mil milhões de euros) em pouco mais de um ano. A "Bloomberg" aumenta a estimativa para 200 mil milhões de dólares (186 mil milhões de euros).

O património líquido de Musk atingiu o pico em novembro de 2021, quando atingiu 340 mil milhões de dólares (316 mil milhões de euros). Porém, as ações da Tesla, responsáveis pela maior parte da riqueza de Musk, entraram em queda livre, caindo 65% em 2022. A queda drástica acelerou depois de Musk ter comprado o Twitter em outubro. Com uma fortuna avaliada em cerca de 174,5 mil milhões de euros, Musk deixou de ser a pessoa mais rica do Mundo, perdendo o título para Bernard Arnault, o CEO da empresa francesa proprietária da Louis Vuitton, que tem um património líquido estimado em 190 mil milhões de dólares (177 mil milhões de euros).

O património líquido dos multimilionários é muito mais volátil do que aquele de alguém que ganha um rendimento médio. Isto porque a maior parte da fortuna de um multimilionário assume a forma de ações e investimentos. À medida que a avaliação de mercado desses investimentos flutua, altera-se também a riqueza aparente do seu proprietário.

O recorde anterior, a perda de 58,6 mil milhões de dólares (54,6 mil milhões de euros), foi estabelecido em 2000 pelo fundador e CEO do Softbank, Masayoshi Son.

GOVERNO FRANCÊS ANUNCIA AUMENTO DA IDADE DA REFORMA DE 62 PARA 64 ANOS


O Governo francês apresentou, esta terça-feira, a sua reforma das pensões, cuja principal medida será o aumento da idade de aposentação para os 64 anos, em vez dos atuais 62, e os sindicatos já convocaram os primeiros protestos.

"Propomos que aquelas e aqueles que podem trabalhem mais tempo. Essa escolha é também a que adotaram todos os nossos vizinhos europeus", anunciou a primeira-ministra, Elisabeth Borne, num discurso transmitido pela televisão.

O projeto de lei prevê aumentar a idade legal de reforma gradualmente até 2030, até atingir os 64 anos.

"Tenho plena consciência de que a evolução do nosso sistema de pensões suscita receios e dúvidas junto dos franceses. Nós queremos dar-lhes resposta e convencê-los", prosseguiu Borne, defendendo a "ambição de justiça e de progresso" do seu Governo.

Os oito principais sindicatos anunciaram hoje uma primeira jornada de manifestações e de greves a 19 de janeiro, em protesto contra este plano anunciado pelo Presidente da República francês, Emmanuel Macron, desde a campanha para o seu primeiro mandato e que é uma das reformas fundamentais do seu segundo mandato, para a aprovação do qual não dispõe de uma maioria absoluta no parlamento.

Esta primeira jornada de contestação "será o ponto de partida para uma forte mobilização sobre as reformas a longo prazo", afirmaram num comunicado conjunto estes sindicatos, cujos secretários-gerais e presidentes estiveram reunidos hoje à tarde em Paris.

Elisabeth Borne declarou-se também disposta a "fazer avançar ainda mais" a reforma "graças a um debate parlamentar leal e construtivo".

A líder da extrema-direita francesa, Marine Le Pen, reagiu dizendo querer "bloquear" uma "reforma injusta", ao passo que o partido de esquerda radical França Insubmissa denunciou um "grave recuo social".

"Regressamos ao que os nossos antepassados conheceram, ou seja, que depois do trabalho vem o cemitério", condenou o dirigente do sindicato CGT, Philippe Martinez.

Segundo o Instituto Francês de Estatística, um quarto dos homens mais pobres morre antes dos 62 anos.

França assistiu nos últimos 30 anos a uma série de grandes reformas do seu sistema de pensões, quase todas seguidas de grandes movimentos de contestação social, e justificadas pelos governantes como respostas à degradação financeira dos cofres do Estado e ao envelhecimento da população.

Por cada cidadão francês com 65 ou mais anos, existem atualmente 2,6 com idade entre 20 e 64 anos.

Mas existirão apenas 2,25 em 2030 e menos de dois em 2040, o que põe em perigo o modelo da chamada reforma "por redistribuição", em que as contribuições dos trabalhadores no ativo pagam as pensões dos aposentados.

A reforma da Segurança Social prevê também aumentar o período contributivo dos trabalhadores, passando em 2027 a exigir 43 anos de descontos em vez dos atuais 35 anos para se ter direito a uma pensão de aposentação sem penalizações, segundo o 'dossier' de imprensa do Governo francês.

Em contrapartida, a pensão mínima será aumentada para todos os aposentados, atuais e futuros, anunciou Elisabeth Borne.

França é um dos países europeus onde a idade legal de aposentação é mais baixa, embora os sistemas de pensões não sejam completamente comparáveis. É de 65 anos na Alemanha, na Bélgica ou em Espanha, 66 anos e quatro meses em Portugal e 67 anos na Dinamarca, segundo o Centro de Relações Europeias e Internacionais de Segurança Social, um organismo público francês.

Mas o aumento da idade de aposentação continua a ser fortemente impopular: mais de dois terços dos cidadãos franceses (68%) são desfavoráveis ao prolongamento da vida laboral até aos 64 anos, de acordo com uma sondagem Ifop-Fiducial.

"A partir dos 50 anos, é difícil para qualquer pessoa arranjar um emprego. Então, o que é que vai fazer dos 50 aos 65 anos? Durante 15 anos, vai continuar à procura de emprego até passar à reforma", comentou Emmanuel, um empresário de Versalhes, citado pela agência de notícias francesa AFP.

No parlamento, o Governo francês espera contar com os votos dos deputados da direita moderada (Os Republicanos, LR), cujo líder, Eric Ciotti, já se declarou disposto a "aprovar uma reforma justa".

O texto será analisado em Conselho de Ministros a 23 de janeiro, enquanto a coligação de esquerda Nupes realiza reuniões hoje e a 17 de janeiro e a França Insubmissa (LFI, esquerda radical) já indicou que se pronunciará no dia 21.

"Penso que temos uma boa relação de forças", considerou a presidente do grupo LFI na Assembleia Nacional, Mathilde Panot.

O projeto de lei deve ser aprovado em comissão na Assembleia Nacional a partir de 30 de janeiro e no hemiciclo a 06 de fevereiro.

No sábado passado, os "coletes amarelos" cujas concentrações semanais durante um ano marcaram fortemente o primeiro mandato de Emmanuel Macron tentaram voltar a mobilizar-se.

Apenas 4.700 pessoas, 2.000 das quais em Paris, segundo o Ministério do Interior, responderam à convocatória deste primeiro protesto, pontuado por palavras de ordem contra o Presidente francês, mas sem a violência que marcou o movimento que decorreu desde o final de 2018 até ao início de 2020.

PRESIDENTE DA CÂMARA DE ESPINHO DETIDO POR CORRUPÇÃO


O presidente da Câmara de Espinho, Miguel Reis, foi detido, esta terça-feira. Além do autarca foram detidos um funcionário e três empresários. Há suspeitas de corrupção em licenciamentos e negócios imobiliários e hoteleiros envolvendo dezenas de milhões de euros. O ex-presidente da autarquia, Joaquim Pinto Moreira, também foi alvo de busca.

Miguel Reis assumiu a presidência do município de Espinho nas últimas autárquicas, em setembro de 2021, que devolveu o poder aos socialistas, após 12 anos de domínio social-democrata.

Além do presidente da Câmara, foram detidos um funcionário e três empresários. Estão indiciados pela prática dos crimes de corrupção ativa e passiva, prevaricação, abuso de poderes e tráfico de influências, avança a PJ através de comunicado. Foram executadas duas dezenas de buscas que visaram os serviços da Câmara, residências, de funcionários e empresas em Espinho e Porto.

O JN sabe que o atual vice -presidente da bancada parlamentar do PSD, Joaquim Pinto Moreira, que deixou a câmara de Espinho após três mandatos, também foi alvo de buscas por parte da PJ. Só não terá sido constituído arguido por ainda beneficiar da imunidade parlamentar, mas é um dos principais visados na operação.

Operação Vórtex

Segundo a PJ, a operação, batizada de Vórtex, "versa sobre projetos imobiliários e respetivo licenciamento, respeitantes a edifícios multifamiliares e unidades hoteleiras, envolvendo interesses urbanísticos de dezenas de milhões de euros, tramitados em benefício de determinados operadores económicos".

Na operação, que contou com a presença de magistrados do DIAP Regional Porto, estiveram envolvidos investigadores e peritos financeiros da Diretoria do Norte, bem como peritos informáticos de várias estruturas da Polícia Judiciária.

Os detidos vão ser presentes à competente autoridade judiciária no Tribunal de Instrução Criminal do Porto para primeiro interrogatório judicial e aplicação das medidas de coação tidas por adequadas.

segunda-feira, 9 de janeiro de 2023

MENINA MORRE APÓS SER MORDIDA POR MORCEGO. IRMÃO MORREU UMA SEMANA ANTES


Três irmãos de dois, sete e oito anos foram mordidos por um ou mais morcegos enquanto dormiam. Os mais velhos não resistiram ao vírus da raiva.

Uma menina de oito anos morreu vítima do vírus da raiva, dias após ter sido mordida por um morcego na Sierra Sur de Oaxaca, no México. Segundo as autoridades de saúde locais, a morte ocorreu no sábado, dia 7 de janeiro, e aconteceu uma semana depois de o irmão mais novo, de sete anos, ter morrido pela mesma causa.

“Os Serviços de Saúde de Oaxaca (SSO) informam que uma paciente de oito anos, natural da cidade de Palo de Lima, município de San Lorenzo Texmelúcan, que estava a receber cuidados médicos no Hospital Geral Doutor Aurelio Valdivieso, morreu no sábado, dia 7 de janeiro”, lê-se num comunicado, citado pelo jornal espanhol 20 Minutos.

Esta foi a segunda morte causada pelo vírus da raiva no país. A primeira vítima foi um menino de sete anos, irmão da menina de oito anos, que morreu a 28 de dezembro.

Também a irmã mais nova das duas crianças, uma menina de dois anos, foi mordida pelo mesmo animal enquanto dormia, mas teve alta hospitalar a 30 de dezembro.

As autoridades de saúde confirmaram, a 2 de janeiro, que o menino morreu do vírus da raiva, nomeadamente na sua variante V3 do morcego hematofágico, ou seja, um morcego que se alimenta do sangue dos mamíferos.

Após a confirmação, as autoridades visitaram o município e arredores onde as crianças foram mordidas e aplicaram vacinas antirrábicas a animais de estimação.

"É MUITO POUCO PROVÁVEL" QUE FENÓMENO DE MAU TEMPO NO PORTO ACONTEÇA NOVAMENTE


O meteorologista do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) Nuno Lopes disse, esta segunda-feira, à Lusa que "é muito pouco provável" que o sucedido no Porto no fim de semana volte a acontecer, sem descartar totalmente essa possibilidade.

"Que pode voltar a acontecer, pode. Que é provável, não. É muito pouco provável", disse hoje à Lusa, por Skype, o chefe da divisão de Previsão Meteorológica e Vigilância do IPMA.

Nuno Lopes explicou que para o fenómeno de fortes chuvas e enxurradas suceder novamente, "para além das condições estarem todas reunidas, tem de ser exatamente naquele sítio".

O concelho do Porto registou, no sábado, em menos de duas horas, 150 pedidos de ajuda por causa das inundações em habitações e vias públicas, principalmente na baixa da cidade, disse à Lusa fonte da Proteção Civil local.

As enxurradas causaram também danos em algumas habitações na zona das Fontainhas.

"Aquilo basta ser 10 quilómetros a norte que já não tem o mesmo efeito", explicou o responsável à Lusa, comentando que o fenómeno ocorreu "quase no ponto 'certo', onde podia dar" para causar as enxurradas, devido à impermeabilização dos solos na cidade e à capacidade de escoamento.

Nuno Lopes disse até que "podia ter sido um bocadinho pior, se tivesse sido mais afinado", considerando que "aquela zona impermeabilizada (da cidade) é muito complicada".

"Foi mesmo azar", resumiu, lembrando "um evento com muitas semelhanças em 2008".

Em causa está uma "passagem de um sistema frontal com convecção forte embebida, semelhante a um episódio de 07 de outubro de 2008", disse também fonte oficial do IPMA à Lusa.

"Já estava previsto que ocorresse muita precipitação, de forma persistente, ao longo do dia de sábado, e com um novo episódio ao longo de domingo", explicou Nuno Lopes à Lusa.

Associada à precipitação prevista estava um sistema frontal, que "normalmente tem uma frente quente e uma frente fria" e "a uma depressão que está algures", tendo as frentes "uma parte próxima da superfície, que se chama superfície frontal".

"Normalmente, a acompanhar a superfície frontal, e até a superfície frontal fria, há, digamos, um agravamento da situação", que sucede quando há "rajadas mais fortes" e se dá pico da precipitação.

No meio deste fenómeno há a convecção, que "tem a ver com movimentos verticais", e "quanto mais forte for essa convecção, quanto mais elevado for esse movimento vertical, maior a quantidade (de água) na atmosfera que ele pode apanhar para despejar".

Nos últimos eventos climatológicos em Lisboa e no Porto "tem havido convecção forte que não tem sido bem captada pelos modelos", disse Nuno Lopes à Lusa.

"Nós sabemos que ela pode existir, temos alguns parâmetros onde tentamos aferir se ela está lá, se podemos ter essa convecção forte ou não, mas é sempre difícil", acrescentou.

Segundo o meteorologista, "não há ciência, nesta altura, que identifique onde é que isso vai acontecer", mas parece haver "mais disponibilidade de água na atmosfera para despejar".

"O que aconteceu foi um bocadinho azar, se quiser. Ou seja, houve convecção forte exatamente sobre a cidade do Porto, que é uma zona impermeabilizada", resumiu.

domingo, 8 de janeiro de 2023

ROBERTO MARTÍNEZ SERÁ PRÓXIMO SELECIONADOR NACIONAL


Roberto Martínez é aguardado em Lisboa esta segunda-feira para assinar contrato com a Federação Portuguesa de Futebol e assumir o comando técnico da seleção nacional.

A rádio espanhola "Cadena SER" avança, este domingo, que já há acordo entre as partes e que o treinador espanhol vai assinar um contrato válido até 2026. A mesma fonte garante, ainda, que Martínez recebeu um convite para regressar ao Everton, clube que orientou entre 2013 e 2016, mas que recusou, dando preferência à seleção das quinas.

O treinador espanhol estava sem clube, depois de ter apresentado a demissão na seleção belga, que no último Mundial não passou a fase de grupos.

VÍDEO: APOIANTES DE BOLSONARO INVADEM CONGRESSO BRASILEIRO


Os apoiantes de Bolsonaro invadiram, este domingo à tarde, o edifício do Congresso e tentam entrar no Palácio do Planalto, sede do Governo, em Brasília, num ato de protesto contra a eleição do chefe de Estado, Lula da Silva.

A invasão começou depois de apoiantes radicais do líder da extrema-direita derrotado nas eleições de outubro terem convocado um protesto para a Esplanada dos Ministérios, em Brasília. O grupo, que defende teses golpistas, ultrapassou uma barreira policial e subiu a rampa que dá acesso à cobertura dos prédios da Câmara dos Deputados e do Senado.



IRANIANO DETIDO POR SUSPEITA DE PREPARAR ATENTADO BIOLÓGICO NA ALEMANHA


Um iraniano de 32 anos, suspeito de preparar um atentado biológico com cianeto e ricina, foi detido no oeste da Alemanha.

A casa do suspeito, em Castrop-Rauxel (Renânia do Norte-Vestfália), foi revistada durante a noite para encontrar possíveis "substâncias tóxicas" destinadas a realizar um ataque, indicou um comunicado conjunto do gabinete do procurador-geral e da Polícia de Münster.

O iraniano é "suspeito de ter preparado um grave ato de violência que ameaça a segurança do Estado ao obter cianeto e ricina com o objetivo de cometer um ataque de extremismo islâmico", especificaram os investigadores.

As autoridades não deram, no entanto, detalhes sobre a existência ou não de uma ameaça concreta e imediata e qual era o nível dos preparativos.

A ricina é um agente muito tóxico classificado pelo Instituto Robert Koch, responsável pela vigilância médica médico e sanitária na Alemanha, como "arma biológica" e é extraído das sementes da planta ricina. Pode ser um veneno mortal, como o cianeto.

Uma segunda pessoa também foi detida durante a operação. Segundo o canal de televisão público WDR, trata-se do irmão do principal suspeito.

De acordo com os meios de comunicação alemães, a busca envolveu polícias vestidos com roupas de proteção devido ao risco biológico.

Segundo o jornal Bild, as autoridades alemãs foram avisadas há dias por um serviço de informação estrangeiro sobre a ameaça de um ataque com uma "bomba química".

Em 2018, a polícia alemã já tinha detido um tunisiano de 31 anos e a sua mulher, suspeitos de terem preparado aquele que teria sido o primeiro atentado biológico do país.

Com o casal, que havia jurado lealdade ao grupo Estado Islâmico (EI), os investigadores encontraram 84,3 miligramas de ricina e cerca de 3.300 sementes da planta usada para fazer este veneno. Após dois anos, o homem foi julgado e condenado a 10 anos de prisão e a sua mulher a oito anos.

A Alemanha foi alvo nos últimos anos de vários ataques islamitas, incluindo um ataque com um camião a um mercado de Natal em dezembro de 2016, que deixou 13 mortos.

sexta-feira, 6 de janeiro de 2023

DESFLORESTAÇÃO DA AMAZÓNIA BRASILEIRA BATEU RECORDE NO ÚLTIMO ANO


A Amazónia brasileira perdeu 10.267 quilómetros de cobertura vegetal em 2022, uma área equivalente ao Líbano, e um valor recorde no desmatamento da maior floresta tropical do mundo no último ano.

Segundo anunciou hoje o Instituto Nacional de Estudos Espaciais (INPE), a área de selva na Amazónia brasileira devastada no ano passado foi 24,9% maior do que a destruída em 2021 (8.219 quilómetros quadrados) e a maior desde que aquele departamento oficial começou a medir em 2015 os chamados alertas de desmatamento.

Até agora, o ano de maior desmatamento tinha sido 2019 (9.178 quilómetros quadrados), justamente o primeiro sob a gestão do líder de extrema-direita, que os ambientalistas acusam da atual crise na Amazónia devido à sua retórica contra o ambiente, a sua defesa da mineração até nas reservas, e desmantelamento dos órgãos de controlo.

Os dados divulgados hoje são medidos pelo Deter, mecanismo que usa imagens de satélite para alertar mensalmente e em tempo real as áreas ameaçadas na Amazónia, mas que são menos precisos que os do Prodes, ferramenta que o INPE usa para calcular o desmatamento e cuja divulgação é feita anualmente.

Segundo o último boletim do Prodes, divulgado em novembro, a Amazónia perdeu 11.568 quilómetros de vegetação entre agosto de 2021 e julho de 2022, uma extensão 11,3% menor que a do período homólogo anterior (13.038 quilómetros quadrados), mas a segunda maior dos últimos 14 anos.

As organizações ambientalistas já haviam alertado que a destruição crescia em ritmo recorde nos últimos meses de 2022 com a expectativa de que Bolsonaro fosse derrotado nas eleições presidenciais de outubro, como acabou por acontecer.

O novo Presidente do Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva, que assumiu o cargo no passado dia 01 de janeiro, prometeu que uma das prioridades do seu governo será reduzir novamente ao mínimo o desmatamento na Amazónia, como fez nos seus primeiros governos (2003-2010) e combater incansavelmente a extração ilegal de madeira e a mineração.

A sua ministra do Meio Ambiente, a ambientalista Marina Silva, anunciou esta semana a criação de uma Secretaria no seu ministério dedicada exclusivamente ao combate ao desmatamento.

Segundo dados do INPE, somente entre agosto e dezembro de 2022, foram desmatados 4.793 quilómetros de mata na Amazónia, um valor recorde para aquele período.

Só em dezembro, o desmatamento chegou a 218,4 quilómetros quadrados, um aumento de 150% em relação ao mesmo mês de 2021 (87 quilómetros quadrados) e o maior número para este mês desde o início do governo anterior.

"Os alertas de destruição foram recordes nos últimos meses de 2022, o que deixou o governo Lula com uma taxa que afetará negativamente os números de 2023", já que a medição anual é entre agosto de um ano e julho do seguinte, afirmou o secretário-executivo do Observatório do Clima, Marcio Astrini.

Para o líder da principal rede de grupos ambientalistas do Brasil, "o governo Bolsonaro acabou, mas o seu desastroso legado ambiental ainda será sentido por muito tempo".

quinta-feira, 5 de janeiro de 2023

SECRETÁRIA DE ESTADO DA AGRICULTURA DEMITE-SE


A recém-empossada secretária de Estado da Agricultura apresentou, esta quinta-feira, a demissão, por entender não ter "condições políticas e pessoais" para iniciar funções no cargo. A demissão foi aceite.

"A secretária de Estado da Agricultura, Carla Alves, apresentou esta tarde a sua demissão por entender não dispor de condições políticas e pessoais para iniciar funções no cargo. A demissão foi prontamente aceite", informou o gabinete da ministra da Agricultura e da Alimentação, numa curta nota enviada às redações ao início da noite desta quinta-feira, elevando para 12 o número de baixas no Executivo desde o início do mandato.

A demissão acontece um dia depois de Carla Alves ter tomado posse e no mesmo dia em que foi tornado público um processo judicial que envolve o marido, Américo Pereira, anterior presidente da Câmara de Vinhais, e que levou ao arresto das contas bancárias conjuntas do casal. A secretária de Estado demissionária não é arguida no caso.

Marcelo: "É um peso político negativo"

O anúncio da demissão acontece cerca de uma hora depois de Marcelo Rebelo de Sousa ter reagido ao caso. Em declarações aos jornalistas ao final da tarde, o presidente da República afirmou que este não levanta problemas jurídicos ou de ética, indicando que existe uma questão do "domínio político". "Do ponto de vista do direito não é arguida, acusada... Neste momento, não há nenhum caso de inconstitucionalidade", afirmou o chefe de Estado. "Alguém que tem uma ligação familiar com um acusado num processo tem uma limitação. É um ónus político. É um peso político negativo", considerou.

Sobre se a nova governante, a quem deu posse na quarta-feira no Palácio de Belém, devia demitir-se, Marcelo Rebelo de Sousa defendeu que a demissão é "um juízo que as pessoas devem formular sobre si próprias" e que quem avança para cargos públicos deve fazer um exercício de "autoescrutínio". "Legalmente não tenho nada contra mim, mas será que isto me diminui politicamente?", exemplificou.

Antes, no Parlamento, o primeiro-ministro sustentou que a secretária de Estado da Agricultura invocou os princípios de Direito, questionando sobre se se deve demitir uma governante porque o marido é acusado num processo-crime. Costa argumentou que o caso é "particularmente claro", porque se trata de um processo em que "o Ministério Público (MP) já investigou tudo". "O MP teve acesso seguramente a toda a informação que quis e que pode para investigar, e, tendo investigado tudo as contas, o património, isto e aquilo acusou uma pessoa e só uma pessoa", afirmou.

O caso

O marido de Carla Alves, antigo autarca de Vinhais, foi acusado pelo MP, em março de 2022, de vários crimes relacionados com o negócio de compra de terrenos do seminário daquela vila, num processo que envolve mais dois arguidos, nomeadamente um empresário e um padre.

No âmbito desse processo, foram ordenados arrestos preventivos de bens dos arguidos, depois de a investigação ter apurado que "estes são detentores de património incongruente e não declarado fiscalmente, num valor superior a mais de 3,5 milhões de euros", segundo a acusação.

O MP pediu que esta quantia fosse declarada perdida a favor do Estado. Cerca de 700 mil euros dizem respeito ao casal Pereira.

PUTIN "NÃO TEM MUITO TEMPO DE VIDA"


Chefe dos serviços secretos ucraniano garante que Presidente russo tem uma "doença terminal".

Desde o início da guerra na Ucrânia que o estado de saúde do líder da Rússia tem sido questionado. Muitas entidades e especialistas têm alimentado esta especulação. Agora, os serviços secretos da Ucrânia admitem que Vladimir Putin tem cancro e "não tem muito tempo de vida", visto que a doença é terminal.

A informação foi avançada pelo chefe da Inteligência ucraniana, Kyrylo Budanov, numa entrevista à ABC News. Recorrendo a fontes próximas de Putin, adianta que o chefe de Estado russo "está doente há muito tempo".

"Putin tem uma doença terminal. Ele vai morrer antes do fim da guerra e haverá uma transferência de poder", informa Kyrylo.

No entanto, o chefe dos serviços secretos não entra em detalhes quando questionado sobre a doença de que aparentemente Putin padece.

Também um assessor da Presidência ucraniana, Aleksei Arestovich, segue a mesma linha de pensamento, acrescentando que tem a certeza de que Putin tem cancro desde 2020.

"Ele ainda tem uma série de problemas graves na coluna vertebral e noutros órgãos", esclarece.

quarta-feira, 4 de janeiro de 2023

"QUEM O AVISA" SAIBA ONDE VÃO ESTAR OS RADARES EM JANEIRO

 


QUEM O AVISA. JANEIRO - OPERAÇÕES DE CONTROLO DE VELOCIDADE - RADAR



AÇORES

10/jan/23 07H45 Av. Natália Correia, freguesia S. Pedro - Ponta Delgada

11/jan/23 07H45 Eixo Sul, freguesia S. José - Ponta Delgada​

12/jan/23 15H45 Eixo Sul/Norte, freguesia Rabo Peixe - Ribeira Grande

13/jan/23 08H00 ER, freguesia da Fonte Bastardo - Angra do Heroísmo

13/jan/23 15H45 Eixo Norte, Ribeirinha - Ribeira Grande

17/jan/23 14H00 ER 1, freguesia da Praia do Almoxarife - Horta

20/jan/23 17H00 ER 1, freguesia da Candelária - Madalena do Pico

22/jan/23 08H00 Estrada 25 de Abril, freguesia de Santa Cruz - Angra do Heroísmo

26/jan/23 07H00 ER 1, freguesia da Castelo Branco - Horta

27/jan/23 17H00 ER 1, freguesia das Bandeiras - Madalena do Pico


AVEIRO

05/jan/23 09H30 Rua da Estrada Nacional - Santa Maria da Feira

06/jan/23 08H00 Av. Europa - Aveiro

12/jan/23 08H00 Av. Europa - Aveiro

16/jan/23 08H00 Av. da Universidade - Aveiro

17/jan/23 09H30 Av. Fernão de Magalhães, Furadouro - Ovar

18/jan/23 14H00 Av. da Universidade - Aveiro

19/jan/23 09H00 Av. 32 - Espinho

24/jan/23 08H00 Av. Europa - Aveiro

26/jan/23 08H00 Av. Europa - Aveiro

31/jan/23 09H30 Rua das Águas - S. João da Madeira


BRAGA

06/jan/23 10H00 Av. Frei Bartolomeu dos Mártires - Braga

09/jan/23 15H00 Av. António Macedo - Braga

10/jan/23 14H30 Variante EN 14 - Vila Nova de Famalicão

11/jan/23 08H00 Circular de Barcelos - Barcelos

12/jan/23 08H30 Circular Urbana de Guimarães - Guimarães

18/jan/23 14H00 Circular de Barcelos - Barcelos


BRAGANÇA

06/jan/23 08H00 Estrada de Vinhais - Bragança

10/jan/23 08H00 Av. das Comunidades Europeias - Mirandela

17/jan/23 08H00 Av. Olímpio Guedes de Andrade - Mirandela

27/jan/23 08H00 EN 15 - Bragança


CASTELO BRANCO

06/jan/23 10H00 Av. da Europa - Castelo Branco

14/jan/23 09H00 Alameda Pêro da Covilhã - Covilhã

21/jan/23 09H00 Alameda Europa - Covilhã

27/jan/23 09H00 Chão de St. André - Castelo Branco

29/jan/23 09H00 Av. Cidade Rio de Janeiro - Covilhã


COIMBRA

10/jan/23 09H00 Av. Doutor Mário Soares - Figueira da Foz

10/jan/23 09H30 IC 2 Banhos Secos (Sul/Norte) - Coimbra

20/jan/23 09H00 Av. Doutor Francisco Sá Carneiro - Figueira da Foz

20/jan/23 09H30 Av. Fernando Namora - Coimbra

26/jan/23 09H00 Av. Doutor Mário Soares - Figueira da Foz

31/jan/23 09H30 EN 341 - Coimbra


ÉVORA

05/jan/23 09H30 Av. Lino de Carvalho - Évora

10/jan/23 10H00 EN 18 ao Gil - Estremoz

13/jan/23 14H30 CM 1094 Estrada do Bairro de Almeirim - Évora

19/jan/23 09H30 ER 114-A Estrada de Arraiolos - Évora

19/jan/23 15H00 Av. Rainha Santa Isabel - Estremoz

24/jan/23 09H30 EN 114 Av. Túlio Espanca - Évora

26/jan/23 15H00 EN 18 ao Gil - Estremoz


LEIRIA

09/jan/23 14H00 Av. Monsenhor Bastos - Peniche

11/jan/23 09H00 Av. da Comunidade Europeia - Leiria

12/jan/23 09H00 Estrada da Garcia - Marinha Grande

26/jan/23 21H00 Rua General Amílcar Mota - Caldas da Rainha


LISBOA

09/jan/23 14H00 IC 19 - Cacém

11/jan/23 09H00 Av. da Marginal - Cascais

16/jan/23 14H00 IP 7 (Norte/Sul) - Lisboa

16/jan/22 08H00 Estrada dos Salgados - Amadora

17/jan/23 08H30 Av. da República (Poente/Nascente) - Oeiras

17/jan/23 13H30 EN 249-3 (Norte/Sul) - Porto Salvo

19/jan/23 09H00 Av. Capitães de Abril - Mem Martins

19/jan/23 10H00 Av. Infante D. Henrique - Lisboa

22/jan/23 09H00 Av. Nicolau Breyner - Loures

22/jan/23 14H00 Rua Almirante Gago Coutinho - Ramada

30/jan/23 14H00 IC 2 – Santa Iria de Azóia


MADEIRA

05/jan/23 09H00 ER 116 - Levada dos Ilhéus - Funchal

12/jan/23 08H00 Rua Eng. Santo Costa - Machico

12/jan/23 16H00 ER 116 - Levada dos Ilhéus - Funchal

18/jan/23 17H00 Saída/entrada do Túnel da Cruz - Faial - Santana

18/jan/23 08H00 VR 1 (Oeste/Este) Quinta Grande - Câmara de Lobos

20/jan/23 17H00 VR 1 (Este/Oeste) Câmara de Lobos


PORTALEGRE

06/jan/23 08H15 Av. de Badajoz - Portalegre

10/jan/23 15H30 Av. da Extremadura Espanhola - Portalegre

13/jan/23 15H30 EN 246 - Portalegre

17/jan/23 17H00 Av. de Badajoz - Elvas

24/jan/23 17H00 Av. Europa - Elvas

31/jan/23 09H00 EN 4 - Elvas


PORTO

05/jan/23 08H00 R. das Rãs, 242 - Santo Tirso

09/jan/23 16H00 Av. Montevideu, 47 - Porto

10/jan/23 08H00 Av. do Marechal Gomes da Costa, 1317 - Porto

12/jan/23 08H00 Est. Circunvalação, 15074 - Matosinhos

13/jan/23 13H00 Rua Heróis Ultramar, Vilar Andorinho - Vila Nova de Gaia

18/jan/23 08H00 Av. D. Joao II - Oliveira Douro

19/jan/23 13H00 Av. D. João II, 317 - Vila Nova de Gaia

24/jan/23 08H00 R. da Marginal, 205 - Ermesinde

26/jan/23 13H00 Via Eng. Edgar Cardoso (Sul/Norte) - Vila Nova de Gaia

30/jan/23 16H00 Av. Mar - Vila do Conde​


SANTARÉM

11/jan/23 08H00 Circular Urbana (Norte/Sul) - Santarém

12/jan/23 08H00 EN 110, Carvalhos de Figueiredo - Tomar

13/jan/23 08H00 Av. Bombeiros Voluntários - Ourém

17/jan/23 08H00 Rua Eng. Ferreira Mesquita - Entroncamento

18/jan/23 08H00 Av. Dr. Santana Maia - Abrantes

30/jan/23 08H30 Av. 25 de Abril - Cartaxo


SETÚBAL

09/jan/23 08H30 EN 10 - Setúbal

12/jan/23 09H30 EN 378 - Seixal

16/jan/23 08H30 Av. Escola dos Fuzileiros Navais - Barreiro

23/jan/23 10H00 Av. Arsenal do Alfeite (Almada/Corroios)


VIANA DO CASTELO

06/jan/23 09H30 Rua Agostinho José Taveira - Ponte de Lima

12/jan/23 20H30 Av. General Gaspar de Castro - Viana do Castelo

18/jan/23 09H30 Av. General Gaspar de Castro - Viana do Castelo

22/jan/23 20H30 Av. do Meio, Areosa - Viana do Castelo

30/jan/23 09H30 Av. 25 de Abril - Viana do Castelo


VILA REAL

09/jan/23 09H00 Rua Rainha D. Mafalda - Chaves

13/jan/23 08H00 Rua Vasco Sameiro - Vila Real

20/jan/23 09H00 Rua D. António de Medeiros - Chaves

25/jan/23 14H00 Av. da Europa - Vila Real

31/jan/23 14H00 Av. Doutor Mário Soares - Chaves


VISEU

12/jan/23 08H00 Av. Prof. Reinaldo Cardoso - Viseu

14/jan/23 10H00 Rua Visconde de Arneirós - Lamego

17/jan/23 08H00 Estrada de Nelas - Viseu

19/jan/23 14H00 Av. D. Egas Moniz - Lamego

25/jan/23 21H00 Av. D. Egas Moniz - Lamego

27/jan/23 08H00 Av. da Europa - Viseu​

BISPO AUXILIAR DE LISBOA: VALOR DO ALTAR-PALCO "MAGOA TODOS"

O presidente da Fundação Jornada Mundial da Juventude (JMJ) Lisboa 2023 disse, esta quinta-feira, que o valor (superior a quatro milhões de ...